Home/Pós-Graduação/Mestrado/Mestrado Profissional em Economia

Mestrado Profissional em Economia

Pós-graduação stricto sensu em Economia

De nada adianta o conhecimento se você não souber utilizá-lo. Por isso, o nosso Mestrado Profissional em Economia destaca-se pela profunda abordagem analítica e quantitativa de problemas econômico-financeiros aplicados.

Neste programa de pós-graduação stricto sensu, você aprende, por exemplo, a usar ferramentas de modelagem econométrica e computacional em questões essenciais das áreas financeiras, e ainda sai apto a não apenas propor como também executar soluções práticas com base em métodos quantitativos.

Para tanto, nosso corpo docente alia ferramentas modernas e evidências empíricas que reforçam no mestrando a habilidade de identificar e elaborar soluções de maneira muito bem fundamentada em três grandes pilares do programa:

  • Rigor técnico: o curso prepara o aluno para solucionar problemas econômicos fundamentais aos negócios e ao governo por meio de um rigoroso embasamento técnico e intuição econômica.
  • Conteúdo em constante atualização: os mestrandos são estimulados a ler publicações de credibilidade e “consumir” o que há de mais recentemente consolidado no conhecimento econômico. A própria grade curricular do curso é revista, no mínimo, a cada dois anos.
  • Prognóstico e soluções baseados em evidências: nosso curso capacita o aluno para dar suporte à tomada de decisões a partir do “método científico”.

Além desses pressupostos, ao longo do curso são exploradas linhas de pesquisa nas áreas de Finanças, Microeconomia e Macroeconomia. E o mais importante: você não precisa ingressar já com uma ideia definida do tema que irá seguir. Só no fim do terceiro trimestre é que o aluno passa a eleger as trilhas de pesquisa nas quais pretende se especializar para dar corpo à dissertação.

Outra característica importante é que, diferentemente dos cursos de MBA na área, o nosso Mestrado Profissional em Economia não tem a gestão de pessoas como foco. A ideia é que o profissional aprimore seu conhecimento aplicado para fazer uma determinada análise de maneira e sofisticada, seja na área de perspectiva macroeconômica, seja uma análise de consequências de concorrência ou, ainda, de avaliação de políticas públicas, entre outras possibilidades. E o título de mestre também permite que ele inicie carreira como docente.

O programa tem carga horária de 648 horas e duração de 2 anos. Confira a data e os horários da próxima turma, conheça o processo seletivo e saiba mais sobre o programa participando do Encontro com a Coordenação.

A quem se destina

Nosso Mestrado Profissional em Economia é indicado a graduados, de diferentes áreas de atuação, que queiram aprofundar seus conhecimentos práticos em Finanças, Macroeconomia e Microeconomia, a fim de contribuir com análises, diretrizes e ferramentas assertivas nas empresas em que atuam.

Pré-requisitos do candidato

Além do diploma de graduação em curso de nível superior, o candidato a mestrando em Economia deve ter tempo para se dedicar aos estudos (cerca de três horas extras para cada hora em sala de aula); raciocínio lógico e quantitativo bem desenvolvido; propensão a gostar de matemática, cálculo e análises quantitativas; e proficiência de leitura em língua inglesa. Experiência profissional não é determinante, mas desejável, podendo ser em qualquer área (como Mercado Financeiro, Empresa, Consultoria etc). Saiba mais em processo seletivo.

Por que fazer o Mestrado Profissional em Economia no Insper?

  • Aprendizado Centrado no Aluno: nossa metodologia favorece a abordagem de problemas reais, muitas vezes referentes à vivência profissional de cada mestrando, o que possibilita uma rica troca de experiências e visões. Isso ajuda a quebrar barreiras e promover a integração de diferentes áreas funcionais e segmentos do mercado;
  • Atualização constante: nosso Mestrado Profissional em Economia tem uma grade curricular bastante atualizada, que é revista, no mínimo, a cada dois anos. Além disso, nossos professores sempre procuram abordar cases e assuntos do momento econômico em sala de aula.
  • Reconhecimento Nacional: em todas as suas avaliações, a excelência do curso foi acreditada com nota máxima (5) concedida pela Capes/ Ministério da Educação;
  • Centros de Pesquisa: o corpo docente desenvolve pesquisas e projetos aplicados para empresas e formuladores de políticas públicas. Há centros de pesquisa em Liderança e Inovação, Finanças, Políticas Públicas, Estudos em Negócios e Empreendedorismo;
  • Docentes com robustez acadêmica e senso prático: todos os professores do curso têm doutorado ou PhD em escolas de prestígio, nacionais e internacionais, além de apresentarem competências sólidas nas áreas de finanças e economia;
  • Dupla Titulação: os mestrandos têm a possibilidade de cursar o segundo ano do programa na Universidade Nova de Lisboa, em Portugal, sem custo adicional, para obter título de Mestre em Economia reconhecido na União Europeia;
  • Equilíbrio entre pesquisa acadêmica e a realidade do mundo prático: os alunos concluem o curso de Mestrado Profissional em Economia com visão de mundo bastante próxima da realidade e relevante capacidade de pesquisa;
  • Fazer parte da Comunidade Alumni: o relacionamento com o Insper continua após o término do mestrado por meio desta comunidade, que oferece descontos para cursar novos programas, convites para debates, acesso ao acervo da Biblioteca Telles e ao Painel de Oportunidades do Núcleo de Carreiras, entre outros benefícios.

1º trimestre

  • Matemática (disciplina de equalização)

Revisão e estudo das matrizes, sistemas lineares e determinantes, com ênfase na modelagem econômica, autovalores e auto vetores, visando o seu uso futuro em estatística e econometria. Estudo de funções de uma variável, limites, derivadas, aplicações de derivadas (maximização e minimização), técnicas de derivação, integrais e aplicações, técnicas de integração. Funções de diversas variáveis, derivadas parciais, gradiente e hessiana, aproximação linear e aproximação quadrática, diferenciais, otimização, otimização condicionada, regra da cadeia, derivação implícita, preparando o aluno para aplicá-los em otimização em microeconomia, macroeconomia e em econometria.

  • Macroeconomia I

Demanda Agregada, Oferta Agregada e Ciclo de Negócios. Inflação, Desemprego e Regra de Política Monetária. Mercado de Trabalho e Políticas de Oferta. Política Monetária e Política Fiscal. A Economia Aberta no Curto Prazo. Inflação e Desemprego na Economia Aberta. Choques e Respostas de Política na Economia Aberta.

  • Métodos Analíticos

Integrais e aplicações à estatística; funções de várias variáveis; limite e continuidade; derivadas parciais; gradiente, aproximação linear e aproximação quadrática; diferenciais; regra da cadeia; derivação implícita; máximos e mínimos de funções de várias variáveis; teorema do envelope.

2º trimestre

  • Microeconomia I

Teoria do Consumidor. Teoria da Firma. Equilíbrio Parcial e Geral. Competição Perfeita. Teoria dos Jogos. Teoria da Informação e Incerteza.

  • Estatística

Teoria das probabilidades. Teorema de Bayes. Variáveis Aleatórias uni e bidimensionais. Modelos probabilísticos. Inferência Estatística. Distribuições amostrais e estimação por intervalo. Estimação pontual. Testes de hipóteses. Propriedades de estimadores. Métodos de estimação. Modelos de regressão linear

3º trimestre

  • Finanças I – Investimentos

Cobrir os fundamentos de escolha ótima de carteiras e utilizar estes fundamentos para analisar as decisões financeiras dos agentes econômicos. O curso parte dos princípios do equilíbrio e/ou da não- arbitragem para abordar quantitativamente o problema da gestão de investimentos. A escolha entre risco e retorno, a escolha entre classes de ativos (ações, renda fixa, derivativos e etc.), o uso de estratégias e os padrões empíricos dos retornos dos ativos são alguns dos tópicos examinados.

  • Econometria

Modelo linear geral (regressão linear): Estimação, Suposições, Propriedades dos Estimadores, Inferência e Previsão. Formas Funcionais. Variável Dummy. Heterocedasticidade. Correlação Serial. Endogeneidade e Variáveis Instrumentais. Equações Simultâneas. Modelos para variáveis dependentes qualitativas (Probit, Logit e Tobit).

4º trimestre

  • Finanças 2 – Corporativas

Decisões de Finanças Corporativas; Avaliação de Projetos; Estimação de Custo de Capital; Eficiência de Mercado; Estrutura de Capital; Fusões, Aquisições e Avaliação de Empresas; Política de Dividendos.

  • Mensuração de Risco Financeiro, Macro Avançada, Economia das Organizações e Contratos

Introdução ao risco financeiro e ferramental matemático básico. Risco de mercado: Fontes de risco, medidas de análise de risco de mercado e sensibilidade. Risco de mercado: Value at Risk (VaR) e Expected Tail Loss (ETL). Risco de mercado: Introdução ao cálculo do VaR para portfólios e opções. Risco de mercado: Back testing e stress testing. Risco de crédito: Introdução ao risco de crédito. Risco de crédito: Modelos de mensuração de risco (credit scoring e modelos estruturais). Risco operacional, de modelo e de liquidez. Evolução da regulamentação de risco Basileia/ Brasil

5º trimestre

  • Optativa 1
  • Optativa 2

6º trimestre

  • Optativa 3
  • Optativa 4

7º trimestre

  • Desenvolvimento da Dissertação
  • Exame de Qualificação

8º trimestre

Desenvolvimento e elaboração da Dissertação

Coordenadora do Mestrado Profissional em Economia

Regina Madalozzo – Ph.D. em Economia – University of Illinois at Urbana-Champaign

É professora Associada do Insper, possui graduação em Ciências Econômicas pela PUC-Rio (1991), mestrado em Economia pela UFRGS (1998) e PhD em Economia pela University of Illinois at Urbana-Champaign – UIUC, EUA (2002). Desenvolve pesquisa nas áreas de Microeconomia Aplicada, Mercado de Trabalho e Economia Feminista.