Home/Agenda de Eventos/Políticas públicas de preservação e produção imobiliária

Webinar

O eixo de discussão do encontro Políticas públicas de preservação e produção imobiliário, o terceiro do ciclo Produção Imobiliária e Patrimônio Arquitetônico, estará focado nas políticas de preservação do patrimônio ambiental e arquitetônico associadas à produção imobiliária formal e informal, em uma abordagem contemporânea da conservação como indutora de processos de sustentabilidade social.

O terceiro encontro do ciclo estará focado no debate das políticas públicas de preservação do patrimônio ambiental e arquitetônico associadas à produção imobiliária formal e informal, em uma abordagem contemporânea da conservação como indutora de processos de sustentabilidade social. O painel contará com a participação de Carmen Silva, com o caso do Hotel Cambridge, em São Paulo, e de Helena Galiza, com as discussões em torno da Ocupação Regente Feijó e do Projeto Porto Maravilha, ambos no Rio de Janeiro.

Ciclo Produção Imobiliária e Patrimônio Arquitetônico – Em cidades com mercado imobiliário em forte expansão, onde, ao mesmo tempo, é possível encontrar instrumentos consolidados de proteção ao amplo acervo edificado de importância cultural, torna-se necessário – e sobretudo urgente – discutir os meandros dessa relação quase sempre conturbada. Afinal, é possível pavimentar vias para o estabelecimento de um diálogo entre lados assim, aparentemente inconciliáveis?

Partindo do pressuposto de que essa seja, de fato, uma construção possível e mesmo desejável, o Laboratório Arq.Futuro de Cidades do Insper, por meio do Núcleo Cidade e Regulação, promove no mês de outubro o primeiro ciclo de webinários Produção Imobiliária e Patrimônio Arquitetônico, com a participação de representantes de alguns dos setores envolvidos e a apresentação de estudos de casos emblemáticos que evidenciem proposições concretas capazes de aproximar diferentes visões da ocupação dos espaços urbanos.

Serão quatro sessões, nas tardes dos dias 7, 14, 21 e 28.
Confira a programação completa a seguir:
• Painel 1 – 07/10/2021 – 16h00 às 17h30: Raízes e permanência do conflito: a metrópole em foco
• Painel 2 – 14/10/2021 – 16h00 às 17h30: Conservação e transformação em áreas centrais
• Painel 3 – 21/10/2021 – 15h00 às 16h30: Políticas públicas de preservação e produção imobiliária
• Painel 4 – 28/10/2021 – 15h00 às 16h30: Economia da preservação e produção imobiliária: um programa conjunto.

Webinars Insper – O Insper acredita que informação de qualidade, baseada em evidência, é fundamental para tomada de decisão e para o enfrentamento aos desafios impostos pelo novo coronavírus. Nesse sentido, a escola promove uma série de eventos on-line, gratuitos, para divulgar conteúdos relevantes como panorama econômico, aspectos trabalhistas, ferramentas jurídicas aplicáveis, desafios para startups, liderança e gestão de equipes remotas, gestão do capital de giro em tempos de crise, impactos nas cadeias de suprimento e em empresas familiares, entre outros temas. Confira a programação completa e assista, na íntegra, aos eventos que já estão no nosso canal.

Inscreva-se e participe!

Informações

Data: 21/10/2021

Horário: 15h00

INSCRIÇÕES

21/10/2021 - Políticas públicas de preservação e produção imobiliária
  • DECRETO Nº 58.228, DE 16 DE MAIO DE 2018 Dispõe sobre o uso do nome social e o reconhecimento da identidade de gênero de travestis, mulheres transexuais e homens trans em todos os órgãos da Administração Pública Municipal Direta e nas autarquias, fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista municipais, bem como nos serviços sociais autônomos instituídos pelo Município, concessionárias de serviços públicos municipais e pessoas jurídicas referidas no artigo 2º, inciso I, da Lei Federal nº 13.019, de 31 de julho de 2014, que mantenham qualquer espécie de ajuste com a Administração Municipal.
  • Acessibilidade

    O campus do Insper está em conformidade com os padrões nacionais estabelecidos para acessibilidade, de forma que as pessoas com deficiência física encontrem as condições necessárias para circular com autonomia. Conheça nossas ações de Acessibilidade.
    Para garantir a qualidade dos serviços contratados, as solicitações para Interpretação em Libras devem ser feitas até 48 horas úteis antes do evento.
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Realização:

     

 

 

Conheça os participantes

Carlos Leite

Urbanista, PhD, é coordenador do Núcleo de Urbanismo Social do Laboratório Arq.Futuro de Cidades do Insper, professor na FAU-Universidade Presbiteriana Mackenzie e pesquisador convidado no Instituto de Estudos Avançados – USP (Grupo Espaços Urbanos e Saúde). É coautor do livro Social Urbanism in Latin America. Cases and Instruments of Planning, Land Policy and Financing the City Transformation with Social Inclusion (Springer, 2019). Foi diretor da SP-Urbanismo, da Prefeitura Municipal de São Paulo.

Carmen Silva

Com atuação em São Paulo, é líder do Movimento Sem Teto do Centro – MSTC e filiada à Frente Luta por Moradia – FLM. Trabalhou no filme Era o Hotel Cambridge (2016), de Eliane Caffé, pelo qual foi premiada como Melhor Atriz na 8ª edição Festival Internacional de Cinema da Fronteira, em Bagé (RS). Integra o Núcleo Mulheres e Territórios do Laboratório Arq.Futuro de Cidades do Insper.

Cristiane Gonçalves

Arquiteta, doutora pela FAU-USP, com atuação em projetos de arquitetura, restauração e patrimônio cultural. Foi diretora do DPCN no INEPAC/RJ em 2019. Autora de Experimentações em Diamantina: A Prática do Iphan em uma Cidade Tombada (Unifesp, 2019). É professora visitante da EA-UFMG (Tecnologia da Restauração Arquitetônica) e consultora do Icomos (Conselho Internacional dos Monumentos e Sítios)/Unesco.

Helena Galiza

Helena Galiza é Arquiteta e Urbanista. Doutora em Urbanismo do PROUB/FAU/UFRJ, Mestre em Arquitetura e Urbanismo do PPGAU)/EAU/ UFF e Especialista em Gestão do Patrimônio Integrado ao Desenvolvimento Urbano/ CECI/ UFPE. Trabalhou por mais de trinta anos no governo federal - Banco Nacional da Habitação (BNH), Instituto Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e Caixa Econômica Federal (Caixa), com política urbana, habitação social e patrimônio cultural. Como ativista e apoiadora de movimentos sociais que lutam pelo direito à moradia nos centros, atuou no caso da Ocupação Regente Feijó, centro do Rio de Janeiro. Pesquisadora do Laboratório ETTERN/ IPPUR/ UFRJ e da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).