Revista de Economia e Administração – vol. 4 – n° 4

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

Sumário

Protecionismo sob a abordagem da teoria dos jogos: uma análise do comércio agrícola internacional entre Nafta e União Européia

Marco Aurélio Marques Ferreira

Marcelo José Braga …………………………………………… 319 – 414

A moral importa?

Cláudio D. Shikida

Ari Francisco de Araujo Junior

Pery Francisco Assis Shikida ………………………………… 415 – 426

Modelo estatístico para mensurar a probabilidade de inadimplência em instituições financeiras conforme o Novo Acordo de Basiléia

João Bosco Segreti

Ivam Ricardo Peleias

Marco Antônio Ferreira Lima ………………………………… 427 – 444

Relações dinâmicas entre um conjunto selecionado de variáveis macroeconômicas e o Ibovespa

Gustavo de Souza Grôppo …………………………………… 445 – 464

The impact of railroad investment on the regional competitiveness of Brazilian soybean

Ricardo S. Martins

John C. Cuttino

Ricardo Souza Cerqueira ……………………………………. 465 – 486

Uma abordagem institucional para redes organizacionais

Jeovan de Carvalho Figueiredo

Luiz Fernando Paulilo …………………………………………. 487 – 504

Resumo

Protecionismo sob a abordagem da teoria dos jogos: uma análise do comércio agrícola internacional entre Nafta e União Européia

Marco Aurélio Marques Ferreira

Marcelo José Braga

Resumo

Por intermédio da abordagem de teoria dos jogos e de equilíbrio geral computável, este estudo cria condições para a compreensão da interdependência estratégica da NAFTA e da União Européia diante da decisão de proteger, ou não, seu comércio agrícola. Na construção dos cenários do jogo, foi utilizado o Global Trade Analysis Project (GTAP). Apesar dos resultados confirmarem as vantagens advindas do livre comércio, na prática o comportamento protecionista parece conduzir esses blocos a uma condição de ineficiência. Essa condição se caracteriza pela descoordenação da política de comércio internacional e pela perda de bem estar das nações, decorrente do comportamento adotado.

A moral importa?

Cláudio D. Shikida

Ari Francisco de Araujo Junior

Pery Francisco Assis Shikida

Resumo

Bruno Frey propôs, em 1997, o modelo do Homo Economicus Maturus, generalizando o modelo microeconômico básico através da introdução de considerações morais dos indivíduos com respeito à natureza dos incentivos. Enquanto modelos tradicionais consideram que indivíduos reagem aos incentivos, seu modelo incorpora a possibilidade de que o indivíduo escolha agir ou não conforme as características dos próprios incentivos, abrindo espaço para a endogeneização de considerações morais em modelos econômicos. Neste artigo testamos, através do procedimento de Heckman, a importância da moral – na forma de crenças religiosas – sobre a ação de criminosos. A base de dados utilizada foi coletada através de entrevistas com detentos em presídios do Paraná (PR). Os resultados apontam para evidências de que criminosos “violentos” – no sentido de praticarem crimes com armas de fogo – consideram travas morais em sua prática criminosa.

Modelo estatístico para mensurar a probabilidade de inadimplência em instituições financeiras conforme o Novo Acordo de Basiléia

João Bosco Segreti

Ivam Ricardo Peleias

Marco Antônio Ferreira Lima

Resumo

Este artigo apresenta um modelo para mensurar a probabilidade de inadimplência em crédito constituído por empresas junto a instituições financeiras. Trata-se de um exercício aplicativo para o cálculo da probabilidade de inadimplência, uma componente da perda esperada, presente no modelo denominado Método Interno Próprio, em discussão no Novo Acordo da Basiléia. A pesquisa foi realizada com base em uma amostra de 500 empresas de vários ramos de atividade, do segmento de varejo de um banco nacional. O modelo, desenvolvido com a aplicação da Regressão Logística Múltipla, e uso do pacote SPSS, é função de indicadores obtidos nas demonstrações financeiras das empresas da amostra. Os resultados obtidos foram satisfatórios ao se comparar os percentuais de inadimplência apurados na amostra com os resultados efetivamente ocorridos. Conclui-se que o modelo proposto atende o objetivo de mensurar a probabilidade de o cliente cumprir ou não suas obrigações creditícias.

Relações dinâmicas entre um conjunto selecionado de variáveis macroeconômicas e o Ibovespa

Gustavo de Souza Grôppo

Resumo

Este estudo tem como principal objetivo analisar a relação causal entre um conjunto de variáveis macroeconômicas e o mercado acionário brasileiro, aqui representado pelo Ibovespa, e para tal utiliza o procedimento de Bernanke (1986). Busca-se analisar o efeito dos choques inesperados nas variáveis macroeconômicas sobre o índice da Bolsa de Valores de São Paulo. O período analisado compreende os meses de janeiro de 1995 a dezembro de 2003. Os resultados obtidos deixam clara a elevada sensibilidade do Ibovespa frente à taxa de juros real de curto prazo (SELIC), tanto no tocante à decomposição do erro de previsão quanto da função de resposta a impulsos da elasticidade. Esse resultado mostra a importância exercida pela taxa de juros na economia brasileira, indicando assim que os agentes econômicos que investem no mercado acionário brasileiro vêem o investimento em renda fixa como sendo grande substituto das aplicações em ações.

The impact of railroad investment on the regional competitiveness of Brazilian soybean

Ricardo S. Martins

John C. Cuttino

Ricardo Souza Cerqueira

Resumo

O objetivo geral desta pesquisa foi avaliar a nova configuração geográfica da produção de soja no Brasil e de sua logística, em função de investimentos selecionados no sistema ferroviário de transporte em áreas do cerrado brasileiro: a Ferronorte (conclusão até Cuiabá) e a Ferrovia Norte-Sul. Para tanto, foram estruturados modelos lineares de otimização matemática, considerando-se o custo de transporte como variável básica de orientação dos fluxos. Não foi possível encontrar uma dicotomia entre regiões tradicionais e de expansão na produção de soja. Ficou evidenciado que a região tradicional (Paraná) tem sua competitividade garantida nos cenários avaliados, enquanto a competição, de fato, ocorrerá dentro da região em expansão.

Uma abordagem institucional para redes organizacionais

Jeovan de Carvalho Figueiredo

Luiz Fernando Paulilo

Resumo:

A constante incerteza e instabilidade que se tornaram comuns às empresas nos dias atuais são fatores-chave para compreender o recente processo de interação de firmas. O dinâmico padrão de concorrência e cooperação simultâneas verificado em diversos setores permite inferir que as relações empresariais não são as mesmas das últimas décadas. Neste contexto, o objetivo deste estudo é identificar as abordagens institucionais utilizadas para tratar dos arranjos em redes, especialmente no que tange às possíveis contribuições ao avanço do conhecimento no campo das estratégias organizacionais. Fica evidenciado que as melhores análises integram as diferentes correntes teóricas existentes. A perspectiva calculista e a perspectiva cultural são mescladas aos pressupostos do institucionalismo histórico, desenvolvido inicialmente no campo da Ciência Política. Ao prover os “vasos comunicantes” entre os institucionalismos da Economia e da Sociologia, emerge do institucionalismo histórico uma perspectiva em que os atores selecionam instituições em razão de fins instrumentais, de maneira similar ao que o institucionalismo econômico prevê, mas consideram a seleção destas instituições a partir de mecanismos do institucionalismo sociológico, ou seja, como um menu de alternativas que se tornam historicamente disponíveis.

voltar

 Insper – Revista de Economia e Administração – 10 anos

Insper
linkedin facebook twitter youtube flickr

Insper

Rua Quatá, 300 - Vila Olímpia
- São Paulo/SP -
Brasil
| CEP: 04546-042
| Tel:
(11) 4504-2400

Webmail | Intranet Corporativa
Todos os direitos reservados

Mapa do site Notícias Acessibilidade Fale conosco