Revista de Economia e Administração – vol. 13 – n° 1

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

Infraestrutura e crescimento regional no Brasil: uma análise da alocação de recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 

http://dx.doi.org/10.11132/rea.2014.861

Gabriel Ortiz Cetra
Maria Aparecida Silva Oliveira 

Resumo

O trabalho investiga o impacto do estoque de infraestrutura de energia e de transportes no crescimento econômico das macrorregiões brasileiras, utilizando o modelo de efeitos fixos para dados em painel com variáveis dummy de intercepto e de inclinação. Esperava-se uma diferença no impacto de cada setor em regiões mais desenvolvidas (Sudeste e Sul) e menos desenvolvidas (Norte, Nordeste e Centro-Oeste) economicamente, tendo o setor energético relação mais forte com o crescimento das mais desenvolvidas e o setor de transportes com o crescimento das menos desenvolvidas. Os resultados para a infraestrutura logística mostraram o maior impacto do setor em regiões menos desenvolvidas, porém, para o setor de energia não se observou o padrão esperado. A indicação geral dos resultados das regressões é de

uma significativa e positiva relação do estoque de infraestrutura dos setores de energia e de transportes com o crescimento regional, demonstrando a importância de um programa como o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para o crescimento das economias regionais. Uma avaliação dos investimentos realizados através do PAC mostrou que em quatro das cinco regiões brasileiras ele pode não ter tido a maior parte dos recursos direcionada para o setor de maior impacto em cada uma; ou seja, os investimentos podem não ter sido alocados da maneira mais eficiente nas regiões brasileiras, do ponto de vista do crescimento econômico e da diminuição das desigualdades regionais.

Palavras-chave: Economia regional; Infraestrutura; Crescimento econômico.

Perfil ideológico do pensamento econômico dos empresários/diretores da agroindústria canavieira: um estudo empírico junto às afiliadas da Associação de Produtores de Bioenergia do Estado do Paraná (ALCOPAR)

http://dx.doi.org/10.11132/rea.2012.611

Ivanete Daga Cielo
Jaime Antônio Stoffel
Marcelo Resquetti Tarifa
Pery Francisco Assis Shikida
Carlos Eduardo de Freitas Vian

Resumo

O objetivo deste estudo foi identificar o perfil de pensamento econômico dos empresários/diretores das usinas de cana-de-açúcar filiados à Associação de Produtores de Bioenergia do Estado do Paraná (ALCOPAR). Como base teórica foi utilizada a matriz de Bielschowsky (2000), que permite classificar as principais correntes de pensamento econômico em: neoliberal (“direita”); setor público não-nacionalista (“centro-direita”); setor privado (“centro”); setor público nacionalista (“centro-esquerda”); e socialista (“esquerda”). Os dados primários foram coletados em 2012 por intermédio de pesquisa de campo (via aplicação de questionário junto aos empresários/diretores ora mencionados). Como resultado final, observa-se que a maioria dos pesquisados mostrou-se com posições concentradas no setor privado (“centro”). Este posicionamento de pensamento está de acordo com parte da ideologia rural brasileira, costumeiramente conhecida pelo alinhamento com os interesses do poder econômico agro-fundiário.

Palavras-chave: Pensamento econômico; Bioenergia; Alcopar.

Rating de crédito corporativo: revisão da literatura e oportunidades para pesquisa no cenário brasileiro

 http://dx.doi.org/10.11132/rea.2013.773

 Flávia Cruz de Souza Murcia
Fernando Dal-Ri Murcia
José Alonso Borba

Resumo

O objetivo deste trabalho é apresentar uma revisão da literatura acerca do tema rating de crédito corporativo. Para isso, são revisadas as pesquisas empíricas publicadas em periódicos nacionais e internacionais sobre o tema. A análise dos trabalhos encontra-se dividida nas duas grandes vertentes de pesquisa na área: (i) a que estuda os fatores determinantes do rating; e (ii) a que estuda o impacto nas cotações de ações de empresas. As análises evidenciam que a grande maioria de estudos sobre os determinantes utilizaram o modelo probit ordinal, sendo que as principais variáveis que influenciam o rating de crédito são: rentabilidade, endividamento, liquidez e tamanho. Já os estudos sobre o impacto dos anúncios de rating sobre o preço das ações utilizam estudos de evento, sendo que grande parte deles encontrou que os downgrades são mais significativos que os upgrades, evidenciando um impacto assimétrico brasileiro dos anúncios de rating no mercado. A presente pesquisa visa a contribuir para a literatura existente à medida que sistematiza o conhecimento científico e fornece um guia para futuros autores, interessados em desenvolver trabalhos na linha de pesquisa. Adicionalmente, são apresentadas oportunidades para o desenvolvimento de estudos no mercado brasileiro, levando em conta as especificidades locais.

Palavras-chave: Rating de crédito; Revisão da literatura; Brasil.

Indicadores de liquidez e solvência da Demonstração do Fluxo de Caixa e os tradicionais: uma aplicação da análise de correlação canônica nas empresas listadas na BM&FBovespa

http://dx.doi.org/10.11132/rea.2013.709

Cristian Baú Dal Magro
Daniela di Domenico
Nelson Hein

Resumo

A adoção das normas internacionais de contabilidade, a aprovação da Lei 11.638/07, e a criação do comitê de pronunciamentos contábeis passaram a exigir das empresas brasileiras a publicação da Demonstração do Fluxo de Caixa (DFC). A demonstração do fluxo de caixa pode ser utilizada para análise da liquidez e solvência das organizações e o mesmo ocorre com os demonstrativos tradicionais. Assim, o objetivo do presente estudo é identificar a associação existente entre o conjunto de indicadores de liquidez e solvência tradicionais e o conjunto de indicadores de liquidez e solvência da demonstração do fluxo de caixa nas empresas listadas na BM&FBovespa. A amostra da pesquisa compreende 81 empresas listadas no Nível 1, Nível 2 e no Novo Mercado na BM&FBovespa. A análise dos dados foi realizada através de análise exploratória multivariada com a aplicação da análise de correlação canônica. Conclui-se que há uma moderada associação positiva, no nível de significância de 5%, entre o conjunto de indicadores de liquidez e solvência tradicionais com o conjunto de indicadores de liquidez e solvência da demonstração do fluxo de caixa.

Palavras-chave: Indicadores tradicionais; Indicadores do fluxo de caixa; Correlação canônica.

Filmes franceses no mercado brasileiro – refletindo sobre as estratégias promocionais de uma distribuidora independente: um caso de ensino

http://dx.doi.org/10.11132/rea.2013.706

Fábio Francisco de Araujo
Marie Agnes Chauvel (in memoriam) 

Resumo

Entre as indústrias criativas, a indústria cinematográfica chama atenção por ser, a cada ano, protagonista de feitos notáveis em marketing internacional. O cinema norte-americano é líder mundial em produção e distribuição de filmes. A França ocupa a terceira posição em produção de filmes, atrás apenas dos EUA e da Índia, e a segunda em distribuição de filmes. No Brasil, as produções norte-americanas respondem por cerca de 80% das vendas de ingressos de cinema, mas o interesse por filmes de outras nacionalidades tem aumentado. Este caso trata da questão de adaptação ou padronização nas estratégias de marketing e das estratégias de lançamento de filmes franceses em uma distribuidora independente brasileira: a Downtown Filmes. Ao longo do caso, é feita uma descrição do funcionamento desse mercado e apresenta-se uma análise da atuação da Downtown Filmes, mostrando que as distribuidoras independentes têm que tomar suas decisões de forma empírica e sob sérias limitações estruturais e orçamentárias. De outro lado, os resultados mostram que existe espaço para diferentes propostas de filmes no mercado brasileiro e apontam oportunidades para uma maior racionalização e integração global das estratégias atualmente utilizadas.

Disciplinas de aplicação: Composto de Marketing; Marketing de Cinema; Estudos do

Entretenimento; Distribuição de Filmes. 

Desvendando estratégias de marketing em uma vinícola de pequeno porte: um caso de ensino

Edson Roberto Scharf
Cláudio Luiz Melo da Luz
Gustavo Gobbo 

Resumo

Este caso real põe os estudantes frente à urgência de tomada de decisão estratégica mercadológica em uma organização vinícola de pequeno porte: desenvolver uma marca forte para competirem segmentos maiores, como supermercados, ou manter a marca artesanal, com venda direta. A empresa estudada, Vinícola Bez, localizada no extremo sul do estado de Santa Catarina, tem obtido sucesso na sua região com a oferta de vinhos, espumantes e licores. Recentemente tem sofrido ameaça de concorrentes com marcas fortes e preço acessível. Para o aluno se posicionar diante da decisão a ser tomada deve avaliar o histórico da marca artesanal atual, as competências dos três proprietários e as expectativas em relação ao segmento, o que permite desenvolver suas habilidades críticas de gestão, especificamente em relação ao marketing, e a capacidade analítica de situações complexas. Relatado a partir da ótica dos proprietários da vinícola, o caso traz informações sobre a organização, da sua fundação à estrutura atual, apresenta o contexto da situação-problema, o tipo de gestão e o mercado de atuação. Este caso de ensino não considera as respostas como válidas ou inválidas, mas sim as possibilidades de decisões estratégicas que poderiam ser adotadas e a relação existente entre a prática e a teoria, enriquecendo o processo de ensino-aprendizagem.

Disciplinas de aplicação: Estratégias de Marketing; Empreendedorismo; Marketing; Formação de Novos Empreendimentos.

 

 

voltar

 Insper – Revista de Economia e Administração – 10 anos

Insper
linkedin facebook twitter youtube flickr

Insper

Rua Quatá, 300 - Vila Olímpia
- São Paulo/SP -
Brasil
| CEP: 04546-042
| Tel:
(11) 4504-2400

Webmail | Intranet Corporativa
Todos os direitos reservados

Mapa do site Notícias Acessibilidade Fale conosco