Home/Insper Conhecimento/Direito/Sozinha, informatização se mostra insuficiente para tornar Justiça mais célere