O projeto Villa Flora: inovação e engajamento comunitário no mercado imobiliário brasileiro

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

Autores/Pesquisadores: Sérgio G. Lazzarini, Luis Norberto Paschoal, Caroline Raiz Moron, Paula Macchione Saes, Leandro S. Pongeluppe, Nobuiuki Costa Ito

Área: Administração, Organizações e Estratégia (AE)

Código: AE-P0028/ AE-P0028-NE

O estudo de caso permite discutir modelos inovadores de moradias urbanas analisando o bairro planejado Villa Flora, construído na cidade de Sumaré, no estado de São Paulo, pela Rossi Residencial. O Villa Flora foi concebido como um bairro planejado para segmentos da população de renda mais baixa (classes C e D), com um padrão de qualidade, beleza, infraestrutura e integração comunitária superior aos encontrados em projetos semelhantes no Brasil. Devido a sua alta qualidade, o projeto acabou atraindo um segmento de renda mais alto do que o inicialmente concebido. O caso permite aos alunos refletirem sobre a decisão da Rossi Residencial de mudar o projeto original em função da mudança do perfil consumidor e as novas demandas para a replicação do modelo em outras regiões.

Durante o desenvolvimento do caso, os alunos serão expostos a aspectos organizacionais da Rossi Residencial e do Projeto Villa Flora, assim como a sua estratégia de atuação e interface com os potenciais consumidores. O caso discute a evolução do projeto Villa Flora, a originalidade das ideias de experiências internacionais, o processo de formulação e execução e o surgimento de demandas entre o público local. Reflete ainda sobre as estratégias adotadas no modelo Villa Flora para preservar a originalidade e a interação comunitária previstas na proposta inicial, o potencial do modelo para replicação em outros lugares e as mudanças transcorridas do projeto original.

Os alunos são instados a pensar no modelo de gestão e em sua escalabilidade. Nessa ocasião, a Rossi Residencial deparou um desafio: seria possível replicar o Villa Flora tal como foi originalmente concebido? Deveria ser direcionado a faixas de menor renda ou se posicionar mais como um projeto de inovação urbanística para aqueles que pudessem pagar? Como tornar o Villa Flora um projeto economicamente viável e, ao mesmo tempo, com alto impacto nas comunidades?

Objetivos de aprendizagem

O instrutor pode promover discussões nas seguintes linhas:

  • Como atrair um público capaz de compreender a importância do projeto como novo modelo habitacional de engajamento comunitário? Como manter esse público?
  • Como sustentar os conceitos inovadores de comunidade do projeto ao longo do tempo?
  • Como avaliar a viabilidade de expansão e replicação do projeto para outras localidades? O modelo é escalável?
  • Como medir o impacto do projeto nas comunidades?

Faça o download dos estudos de caso do Insper

voltar

Insper
linkedin facebook twitter youtube flickr

Insper

Rua Quatá, 300 - Vila Olímpia
- São Paulo/SP -
Brasil
| CEP: 04546-042
| Tel:
(11) 4504-2400

Webmail | Intranet Corporativa
Todos os direitos reservados

Mapa do site Notícias Acessibilidade Fale conosco