Paulo Minari (Mestrado em ECO 2013) ganha Prêmio SBFin de melhor artigo de 2015 “Será que o brasileiro está poupando o suficiente para se aposentar?”

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

Quais os principais fatores que te levaram a ter vontade de escrever sobre a capacidade do brasileiro de manter o padrão de vida na aposentadoria?

Quando o professor Ricardo apresentou o paper do Skinner(2007) me interessei bastante pelo assunto. A baixa taxa de poupança, o aumento da longevidade da população e o deficit na previdência são temas de extrema importância para o futuro do país. Com a teoria do ciclo de vida tivemos a possibilidade de explorar assuntos que são exaustivamente discutídos com uma abordagem diferente e bastante prática.

 

Você se formou no Mestrado Profissional em Economia em 2013 e sua dissertação foi sobre esse mesmo tema. O que te impulsionou a publicar um artigo com o professor Ricardo Brito tempos depois da conclusão da sua tese?

Paulo Minari

Paulo Minari (Mestrado em Economia 2013)

Os resultados encontrados na dissertação mostraram um cenário fora do óbvio de temas bastante latentes entre os economistas. Pensar que o brasileiro médio está atuando racionalmente ao não poupar, dado as condições de renda e o funcionamento da previdência social brasileira, chama bastante atenção. Com base nisso o professor Ricardo foi o grande incentivador para transformarmos a dissertação em um artigo e levarmos a frente esta discussão.

 

Qual sua área de atuação profissional hoje em dia? Tem algum tipo de relação com o tema do artigo?

Por toda minha carreira trabalhei com assessoria de investimentos para grandes fortunas. Trabalho a seis anos no Banco Santander, responsável pela gestão dos fundos exclusivos de famílias do segmento Private Banking. Apesar de trabalhar com um público de renda e poupança muito superior a média brasileira, foco do artigo, as teorias empregadas, assuntos como poupança, previdência e aposentadoria se relacionam com questões importantes da assessoria de investimentos de qualquer investidor, seja pelo impacto econômico ou mesmo pelo lado do planejamento financeiro.

 

Conte um pouco sobre os maiores desafios ao escrever sobre esse tema.

O paper do Skinner(2007) simulava cenários de um público muito restrito, de um país com um modelo de previdência completamente diferente do brasileiro, e possuia pronta em mãos uma ferramenta bastante completa para testar de forma rápida os mais diferentes cenários. Conforme fui avançando nas pesquisas, começou a se formar um contexto muito mais amplo que o explorado por Skinner, onde além de estudar a teoria de ciclo de vida e criar um simulador “tropicalizado” com as variáveia brasileira, se faria muito mais relevante a união das simulações a um aprofundamento em questões econômicas relacionadas a demografia, poupança, renda, comparação de modelos de previdência, a função do FGTS no trabalhador brasileiro.

 

Leia mais sobre o artigo

voltar

Insper
linkedin facebook twitter youtube flickr

Insper

Rua Quatá, 300 - Vila Olímpia
- São Paulo/SP -
Brasil
| CEP: 04546-042
| Tel:
(11) 4504-2400

Webmail | Intranet Corporativa
Todos os direitos reservados

Mapa do site Notícias Acessibilidade Fale conosco