1. Modalidades e elegibilidade

O Programa de Bolsas de Estudo foi criado para proporcionar a jovens que necessitem de apoio financeiro para o acesso aos cursos de Graduação do Insper: Administração, Ciências Econômicas e Engenharias. É necessário ser aprovado no processo seletivo da instituição para ser contemplado com uma bolsa. O programa atende atualmente a cerca de 12% dos alunos da faculdade e é oferecido em duas modalidades, com seus respectivos critérios de elegibilidade:

Bolsa de estudo integral – cobre 100% do valor das matrículas e mensalidades– não restituível

  • Renda familiar mensal: até 1,5 salário mínimo por membro da família;
  • Ensino médio em escola pública ou particular com bolsa integral (concedido por critério de renda);
  • Não ter concluído uma graduação;
  • Não ter cursado mais do que quatro semestres letivos de uma outra graduação, tendo prioridade candidatos que cursaram até dois semestres letivos.

Bolsa de estudo parcial – cobre de 30% a 80% do valor das matrículas e mensalidades – restituível após um ano de formado

  • Renda familiar mensal: até 8 salários mínimos por membro da família;
  • Não ter concluído uma graduação;
  • Não ter cursado mais do que quatro semestres letivos de uma outra graduação, tendo prioridade candidatos que cursaram até dois semestres letivos.

 

Inscreva-se

2. Processo de concessão

A inscrição no processo para concessão das bolsas de estudo deve ser realizada juntamente com a inscrição no processo seletivo para a Graduação do Insper, no período em que a inscrição estiver aberta. Os candidatos elegíveis ao programa interessados em concorrer a uma bolsa devem cumprir as seguintes etapas:

  1. Fazer a inscrição no processo seletivo via Exame Vestibular e/ou Seleção ENEM.
  2. Selecionar a opção “sim” na questão “Gostaria de se candidatar a Bolsas de Estudo?” no formulário eletrônico de inscrição no processo seletivo. Candidatos a Bolsa De Estudo Integral podem solicitar isenção da taxa de inscrição nessa mesma tela.
  3. Providenciar versões digitais dos documentos indicados nesta relação, bem como das declarações necessárias, cujos modelos podem ser consultados aqui.
  4. Realizar o upload desses documentos no espaço reservado para esta finalidade na ficha de inscrição.
  5. Cumprir a Primeira Fase por meio do Exame Vestibular ou via Seleção pela ENEM.
  6. Caso aprovado, participar da Segunda Fase do processo seletivo da Graduação e das entrevistas para concessão de bolsas. Ambas as atividades acontecerão no mesmo dia, presencialmente no campus do Insper, com agendamento eletronicamente realizado pelo próprio candidato.
  7. Atender a requisições adicionais que podem ser feitas pela área responsável pelo processo de concessão de bolsas do Insper.

Importante: Toda comunicação do Programa de Bolsas é feita pelo e-mail e/ou telefones declarados pelo candidato no formulário de inscrição do vestibular. É de total responsabilidade do candidato acompanhar todas as etapas do processo seletivo, correndo o risco de ser desclassificado caso não acompanhe ou cumpra as datas estabelecidas.

3. Critérios para concessão e resultado

O Insper se reserva ao direito de analisar detalhadamente toda a documentação fornecida pelo candidato, bem como de fazer verificações de autenticidade para confirmar a elegibilidade ao programa. Candidatos que tiverem apresentado informações falsas, inconsistentes ou impossíveis de serem verificadas poderão ser declarados inelegíveis.

Os critérios para concessão, aplicados somente aos candidatos com elegibilidade confirmada, se baseiam nos dados consolidados no processo seletivo, no histórico apresentado pelo candidato e nas entrevistas para concessão e bolsas; e irão considerar:

  1. As competências acadêmicas e socioemocionais.
  2. A prontidão do candidato para cursar uma Graduação no Insper.
  3. O potencial de comprometimento e engajamento institucional que o candidato pode ter com o Insper, bem como a retribuição (para além de eventuais restituições) que ele pode dar ao programa de bolsas no longo prazo.

O resultado das concessões de bolsas será divulgado em conjunto com cada chamada para a matrícula do processo seletivo. O candidato aprovado e contemplado com a bolsa de estudos deverá preencher a documentação de concessão no momento do requerimento de matrícula, a data da matrícula será informada por e-mail. Matrículas realizadas fora do período estabelecido pelo Programa de Bolsas, não serão contemplada com a bolsa de estudos.

 

Consulte aqui o Calendário 2018.2

4. Perguntas e respostas

1. O Insper concede bolsas para os primeiros colocados no processo seletivo?

O objetivo do programa de bolsas de estudo do Insper é apoiar estudantes com potencial acadêmico que não tenham renda suficiente para arcar com as mensalidades da escola. Portanto, qualquer candidato aprovado no vestibular, não apenas nas primeiras colocações, pode pleitear uma bolsa e poderá ser contemplado se comprovar necessidade financeira. No entanto, não há concessão automática de bolsas para os primeiros colocados nos processos seletivos.

2. Qual a origem dos recursos destinados às bolsas de estudo?

O Programa de Bolsas é suportado pelo Fundo de Bolsas, que conta com uma diversificação de seus recursos, vindas de três fontes principais:

  • Doações de pessoas físicas e jurídicas;
  • Restituição dos bolsistas (da modalidade parcial) já formados;
  • Transferência de 1% da receita da Graduação.

Dessa forma, não se trata de um programa de descontos ou abatimentos de mensalidade com proveniência direta do caixa do Insper.

3. A quem se destinam as bolsas de estudo?

A estudantes que tenham potencial para cursar uma Graduação no Insper, cujo mérito corresponde à aprovação nos processos seletivos, e que tenham necessidades financeiras, cuja comprovação se dá por meio de análise de documentação sobre renda solicitada ao candidato no processo de concessão.

4. Como e quando solicitar?

Durante o período de inscrição nos processos seletivos.

5. É possível solicitar uma bolsa depois que o candidato é aprovado no processo seletivo?

Não, novos alunos somente podem concorrer a bolsas de estudo se fizerem esta opção na inscrição para o processo seletivo e cumprirem as atividades requeridas no processo de concessão (envio de documentação e entrevistas durante a 2ª fase).

6. Alguém que queira fazer uma segunda Graduação é elegível a bolsa de estudos?

Não, como os recursos do Fundo de ­­Bolsas são limitados, os critérios de elegibilidade priorizam candidatos que queiram cursar sua primeira Graduação ou que, excepcionalmente, tenham feito apenas os semestres iniciais de algum outro curso superior.

7. Como funciona a restituição das bolsas parciais?

A restituição é uma das principais fontes de recursos do Fundo de Bolsas. É por meio dela que os alunos bolsistas parciais formados estendem a oportunidade que tiveram a futuros bolsistas.

Clique em Simulação da Restituição para verificar o plano de pagamento de acordo com o percentual de bolsa.

Os valores constantes da planilha anexa são meramente exemplificativos, devendo ser adequados caso a caso.

8. Sou aluno bolsistas em outra Instituição de Ensino, posso solicitar transferência para o Insper e fazer parte do Programa de Bolsas?

Não, para fazer parte do Programa de Bolsas o candidato deve concorrer a bolsas de estudo através do processo seletivo e ser elegível de acordo com o item I. Modalidades e elegibilidade. O Insper não possui outras modalidades de bolsa como FIES ou Prouni.

10.Quantos alunos da Graduação do Insper são bolsistas?­­

Este número tem evoluído significativamente nos últimos semestres, conforme mostra o gráfico abaixo.