Pensamento Crítico e ética – Texto de Luiz Gustavo Peralta

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

Autor: Aluno Luiz Gustavo Peralta

Texto produzido como comentário da obra “O fim do poder” de Moisés Nain para a disciplina de Pensamento Crítico e ética. Professor Fernando Schuler.

Em “O Fim do Poder”, Moisés Naim apresenta sua teoria de que o poder está se tornando cada vez mais difícil de ser adquirido e, principalmente, de ser mantido. Basta prestar atenção ao que acontece em todas as áreas e setores do comércio e da política para saber que ele está certo.

Segundo o autor, tal fragilização ocorre por conta de três revoluções: do mais, da mobilidade e da mentalidade. A primeira é, sem dúvidas, o fator mais importante. A “revolução do mais” pode ser representada por qualquer crescimento numérico, como o crescimento populacional da raça humana em geral.

World_population_growth

Ao observar o gráfico acima é possível concluir que o crescimento populacional tem ocorrido, até os dias de hoje, de maneira exponencial. Isso significa mais concorrentes ao poder, seja ele grande ou pequeno, e, embora este crescimento tenda a diminuir, ele continuará existindo, intensificando ainda mais a inconstância do poder. Portanto, é possível afirmar que o aumento da competitividade é seu principal agente, uma empresa tem cada vez mais dificuldade de se manter no topo por conta disso.

A “revolução da mobilidade” também tem papel importante neste processo. A capacidade do ser humano de se locomover aumentou muito com o passar dos anos, mas este não é o único objeto de estudo nesta revolução. Deve-se também levar em consideração a evolução da locomoção da informação. Desde a invenção da internet, por volta das décadas de 60 e 70, a troca de informações vem se tornando cada vez mais fácil, prática e, acima de tudo, necessária para a humanidade.

Com o avanço da informação, as pessoas obtêm maior capacidade de produzir pensamentos críticos em relação às pessoas que possuem grandes parcelas de poder, ou aos produtos oferecidos por eles, dificultando o ato de agradar um consumidor ou, no caso da política, um eleitor.

Por último, mas não menos importante, a “revolução da mentalidade” possui grande influência do avanço da informação citado pela revolução da mobilidade e também de outro avanço, que é muito comentado nos dias de hoje. O avanço da ciência e todas suas ramificações vem influenciando muito o jeito de pensar das pessoas. Cada vez mais pessoas começam a crer mais na ciência do que em sua religião, por exemplo. Antigos preconceitos estão sendo substituídos por um raciocínio mais lógico. Resumindo: a cabeça do ser humano está passando por um processo evolutivo intenso, e a definição de poder também.

Se tudo isso levará a humanidade à sua grandeza ou à sua ruina, só o tempo dirá, mas é possível que não alcance nenhum dos dois extremos.

 

voltar

imagem-conhecimento-widget

Artigos, entrevistas, resumos de pesquisas e conteúdo de eventos realizados no Insper. Acesse e conheça.

Insper
linkedin facebook twitter youtube flickr

Insper

Rua Quatá, 300 - Vila Olímpia
- São Paulo/SP -
Brasil
| CEP: 04546-042
| Tel:
(11) 4504-2400

Webmail | Intranet Corporativa
Todos os direitos reservados

Mapa do site Notícias Acessibilidade Fale conosco