Logo InsperPublicas
Análises, notícias e reportagens sobre gestão, governos e políticas públicas

Edição 15 ●  22 de junho de 2022
Quero assinar
    MORADIA
Núcleo Pop.Rua reúne evidências de políticas para pessoas em situação de rua
O novo núcleo vai promover reuniões, oficinas e debates para promover o intercâmbio entre pesquisadores, gestores públicos e movimentos sociais interessados no tema
Morador de rua no Rio de Janeiro
Homem em situação de rua no Rio de Janeiro

O Núcleo Pop.Rua, do Laboratório Arq.Futuro de Cidades em parceria com o Centro de Gestão e Políticas Públicas (CGPP) do Insper, iniciou em junho as reuniões mensais em busca de contribuições científicas que possibilitem o desenvolvimento de políticas públicas voltadas para a população em situação de rua.

O Núcleo Pop.Rua defende a evidência e o conhecimento científico como bases para as políticas de estados e municípios na garantia dos direitos da população em situação de rua e na redução do número de pessoas nessa condição. “Queremos construir um manual para a formulação de políticas públicas a partir desse levantamento de evidências”, diz Laura Almeida Ramos de Abreu, coordenadora assistente do núcleo. 

Leia mais
O difícil caminho para a autonomia da população em situação de rua
O padre Júlio Lancellotti falou sobre a política pública no evento de inauguração das atividades do Núcleo Pop.Rua do Insper
Barracas montadas na Praça Ramos de Azevedo, em São Paulo
Barracas montadas na Praça Ramos de Azevedo, em São Paulo

O evento inaugural do Núcleo Pop.Rua, do Laboratório Arq.Futuro de Cidades em parceria com o Centro de Gestão e Políticas Públicas (CGPP) do Insper, teve a presença do padre Júlio Lancellotti, coordenador da Pastoral do Povo de Rua da Arquidiocese de São Paulo, como convidado. Berenice Giannella, presidente do conselho do Fundo Social do estado de São Paulo, e o professor e pesquisador do Insper Ricardo Paes de Barros, coordenador do núcleo, foram os entrevistadores do encontro, realizado no dia 14 de junho.

Para o padre Júlio Lancellotti, as políticas públicas ainda precisam proporcionar a autonomia dos indivíduos. “A população em situação de rua é bastante complexa, muito heterogênea, e, muitas vezes, a política pública dá uma resposta como se todos fossem a mesma coisa”, disse.

Leia mais
    POR TRÁS DOS NÚMEROS
Política pública para a população de rua sofre com a falta de dados
Última estimativa nacional, feita em 2020, apontou o crescimento de 140% no número de pessoas que vivem nas ruas em comparação com 2012

O dado nacional mais recente sobre o número de pessoas em situação de rua no Brasil é de uma nota técnica do Ipea de março de 2020. A partir de dados do Censo do Sistema Único de Assistência Social e do Cadastro Único, o estudo estimou que a população em situação de rua no Brasil era 140% maior em março de 2020 na comparação com setembro de 2012, data dos dados mais antigos coletados pela pesquisa. Para referência, a população brasileira como um todo cresceu menos de 7% no mesmo período.

O projeto Incontáveis, do programa Polos de Cidadania da Universidade Federal de Minas Gerais, que também utilizou o Cadastro Único para calcular a quantidade de pessoas em situação de rua no Brasil, faz uma ressalva importante: pelas limitações da metodologia, é possível que essa população seja até 40% maior do que o estimado. 

Gráfico: Estimativa de número de pessoas em situação de rua no Brasil
Leia mais
    POBREZA
O primeiro ano em busca de evidências para as políticas públicas de trabalho
O J-PAL LAC, parceiro do Insper que realiza pesquisas contra a pobreza, faz um balanço das atividades da Iniciativa Empregos e Oportunidade no Brasil

Em 2021, o Insper firmou uma parceria com o J-PAL LAC, escritório para a América Latina e Caribe do Abdul Latif Jameel Poverty Action Lab, centro que tem se tornado referência na luta contra a pobreza por meio do uso de evidências científicas na formulação de políticas públicas. A primeira iniciativa no país, chamada Empregos e Oportunidade no Brasil (JOI Brasil), completou um ano de atividades. Os resultados desse período de experiência estão disponíveis no blog do J-PAL LAC.

Leia mais
    GESTÃO
Os benefícios da sinergia entre a liderança vertical e a horizontal
Estudo aponta as vantagens de combinar a liderança compartilhada com a figura de um líder capaz de inspirar e dar um senso de direção para a equipe
Ilustração representando o conceito de liderança
Ilustração representando o conceito de liderança

A liderança compartilhada, ou horizontal, é aquela que distribui amplamente a responsabilidade de liderança entre as pessoas dentro de uma equipe ou organização. Embora estimule o trabalho em equipe, motive os membros e tenha outros benefícios, essa forma de liderança, por si só, pode não ser suficiente para gerar um impacto positivo nos resultados da organização. É preciso combiná-la com formas verticais de liderança, como a liderança transformacional, centrada na figura de uma pessoa capaz de exercer uma influência positiva em seus liderados.

É o que aponta o estudo “Joint Effects of Shared and Transformational Leadership on Performance in Street-Level Bureaucracies: Evidence from the Educational Sector”, realizado pelos pesquisadores Gustavo Tavares (Insper), Urszula Lagowska (Escola de Negócios Neoma, na França) e Filipe Sobral (FGV).

Leia mais
    LGPD e COMPLIANCE
Meta é adotar as melhores práticas em proteção de dados pessoais
Para a ex-aluna Ana Paula Vasconcellos da Silva, as políticas de transparência e governança de dados que estudou em curso no Insper são fundamentais para seu dia a dia na administração públic
Ana Paula Vasconcellos da Silva
Ana Paula Vasconcellos da Silva

Vigente desde setembro de 2020, a Lei Geral de Proteção de Dados é um marco para o Brasil. A legislação trouxe segurança jurídica e posicionou o país entre os mais avançados do mundo nessa matéria. A conformidade com a LGPD é um dos temas abordados no curso Compliance e Governança no Setor Público, oferecido pelo Insper.

“Olhando para os conhecimentos do curso que aplico no dia a dia, posso dizer que as políticas de transparência e governança de dados foram fundamentais para mim, principalmente o conteúdo voltado para o setor público”, afirma Ana Paula Vasconcellos da Silva, de 38 anos, que fez o curso do Insper no fim de 2020. Atualmente, ela trabalha na prefeitura do Rio de Janeiro como coordenadora técnica de proteção de dados pessoais.

Leia mais
    ESTUDE NO INSPER – INSCRIÇÕES ABERTAS
Como Cobrir Mudanças Climáticas e Mercado de Carbono
Icone data Início das aulas: 2 de julho

O curso online Como Cobrir Mudanças Climáticas e Mercado de Carbono, com 30 horas, oferecido em parceria com a revista Veja (Grupo Abril), pretende fornecer a jornalistas os principais conceitos, dados e fontes da agenda climática nacional e global.
Inovação e Transformação no Setor Público: Desafios para Uma Prática Disruptiva
Icone data Início das aulas: 11 de julho

O curso presencial Inovação e Transformação no Setor Público: Desafios para Uma Prática Disruptiva, com 24 horas, vai discutir os desafios e as oportunidades de inovação no setor público, aplicando metodologias para a transformação digital com foco no cidadão.
Instituições Judiciais
Icone data Início das aulas: 19 de julho

O curso presencial Instituições Judiciais, com 30 horas, é uma disciplina do Mestrado Profissional em Políticas Públicas do Insper. É voltado a profissionais de organizações públicas, do setor privado, do terceiro setor e interessados na interação com governos. 
    ACONTECE NO INSPER
    Conexão Recife, Medellín, Compaz – Debate e Lançamento do Livro
23 de junho | 18h30

O livro Conexão Recife, Medellín, Compaz, de Murilo Cavalcanti, professor do Insper, mostra que uma nova cidade é possível: uma cidade mais justa, equitativa, inovadora, inclusiva e com menos desigualdade e pobreza. O debate de lançamento da obra contará com a jornalista Ana Paula Padrão, a economista Ana Carla Fonseca, o ex-secretário da Cultura e de Desenvolvimento Social de Medellín Jorge Melguizo e o coordenador do núcleo de urbanismo social do Laboratório Arq. Futuro de Cidades do Insper, Carlos Leite.

    Políticas Públicas para A Inserção do Agro Brasileiro no Mundo
23 de junho | 18h

Neste evento, realizado pelo Insper Agro Global e pelo Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri), serão discutidas recomendações de Políticas Públicas para A Inserção do Agro Brasileiro no Mundo. Participarão do debate Fernando Queiroz (CEO da Minerva Foods), José Roberto Mendonça de Barros (economista sócio da MB Associados), Paulo Hartung (presidente executivo da Indústria Brasileira de Árvores - Ibá e conselheiro do Cebri) e Teresa Cristina Vendramini (presidente da Sociedade Rural Brasileira), com mediação de Marcos Sawaya Jank (coordenador do Insper Agro Global).

    CASO VOCÊ TENHA PERDIDO...
Ex-alunas juntam conhecimentos na transformação das políticas públicas
  Amanda Faria Lima e Taís Borges participaram de diversas fases da concepção da cartilha “As prefeituras e o governo aberto”
Escolaridade e sucesso eleitoral expõem a desigualdade racial no Brasil
  Pesquisas mostram como os sistemas educacional e político impedem transformações substantivas no quadro socioeconômico brasileiro, diz o economista Michael França
Formar médicos em regiões desprovidas reduziria disparidades no Brasil
  Não é só dinheiro: profissionais valorizam atuar nos locais de nascimento ou graduação, conclui estudo
  Obrigado pela leitura!
 
Você recebeu este e-mail porque tem uma ligação com o Insper ou se inscreveu para assinar esta newsletter.
 
Quero assinar
 
Logo Insper Centro de Gestão e Políticas Públicas
 
Respeitamos a sua privacidade. Se não quer receber mais, clique aqui.
 
Ícone do Linkedin Ícone do Facebook Ícone do Twitter Ícone do YouTube Ícone do Instagram