Logo InsperAgroGlobal
Análises, notícias e reportagens sobre o agronegócio.
Esta newsletter é uma iniciativa vinculada ao Centro de Gestão e Políticas Públicas

Edição 3 ● 23 de março de 2022
Quero assinar
ABASTECIMENTO
A guerra na Ucrânia e o fantasma de uma crise alimentar global
Sanções comerciais e outras rupturas com impacto em cadeias alimentares decorrentes do conflito entre a Rússia e a Ucrânia trazem alerta global em relação à segurança alimentar e ao comércio
Trator colhendo trigo

Na última semana, David Beasley, diretor executivo do Programa Mundial de Alimentos da ONU, entoou o alerta de que a guerra entre a Rússia e a Ucrânia pode desencadear uma crise de grande impacto sobre a segurança alimentar de diversos países, em proporção não vista desde a Segunda Guerra Mundial. Tal preocupação, também compartilhada por diversos especialistas, se justifica pois os dois países envolvidos no conflito são grandes exportadores do agronegócio — juntos, a Rússia e a Ucrânia respondem por 27% das exportações globais de trigo, 18% de milho e 77% do óleo de girassol.

Apenas três cereais — arroz, trigo e milho — respondem por mais de 40% da ingestão de calorias do mundo. O trigo, sozinho, representa 20%, e a escalada imediata de preços desse cereal em nível global tem gerado preocupações, principalmente de países altamente dependentes da importação de alimentos que já vinham enfrentando a alta de preços desde o início da pandemia da covid-19. A relação entre estoques e consumo global de alimentos dos grãos já estava baixa havia tempo, devido a diversos fatores conjunturais e climáticos que afetavam as cadeias de produção nos últimos anos, elevando preços.

Gráfico
Leia mais
MEIO AMBIENTE
Desmatamento, mudanças no uso da terra e as emissões brasileiras
Olhar para as oportunidades que a preservação da floresta em pé — em sintonia com a expansão agrícola sustentável — proporciona é fundamental
Imagem de satélite do estado do Pará captada pela Nasa

No último relatório do IPCC (sigla em inglês para Painel Intergovernamental sobre Mudança do Clima), os cientistas pontuaram que a temperatura média global se elevou em 1,1° Celsius desde o século XIX e descreveram a ligação entre a atividade humana e as mudanças climáticas como “inequívoca”.

Globalmente, a maior fonte de emissões de gases de efeito estufa é a geração de energia, dada a ampla utilização de combustíveis fósseis. A segunda maior fonte de emissão é a atividade agropecuária, seguida por processos industriais, mudança no uso da terra/florestas e resíduos.

No Brasil, a maior fonte de emissões, responsável por 46% do total em 2020, é a mudança no uso da terra, que se refere principalmente ao desmatamento. O desflorestamento da Amazônia responde por grande volume de emissão em virtude de as florestas tropicais conterem grande quantidade de carbono. A perda de cerrado também tem emissões significativas, sobretudo pelo carbono estocado no subsolo.

Leia mais

ESTUDE NO INSPER – INSCRIÇÕES ABERTAS
Gestão e Governança no Agronegócio
Icone data Início das aulas: 9 de maio

O curso online Gestão e Governança no Agronegócio, com 30 horas, é voltado a gestores, empresários e produtores que buscam maior compreensão sobre conceitos e ferramentas para a gestão de negócios agrícolas.
ACONTECE NO INSPER
Geopolítica e Desafios do Agro Brasileiro em Tempos Turbulentos
24 de março, das 18h às 20h

O Insper e o Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri) promovem o evento Geopolítica e Desafios do Agro Brasileiro em Tempos Turbulentos, com dois painéis. No primeiro, serão debatidos os “Mercados e geopolítica do agro brasileiro na Eurásia”, com a participação de André Corrêa do Lago (embaixador do Brasil na Índia), David Roquetti Filho (consultor empresarial e ex-diretor executivo da Associação Nacional para Difusão de Adubos, Anda) e Larissa Wachholz (ex-assessora da ministra da Agricultura para assuntos de China).

O segundo painel, com o tema “Desafios da pauta exportadora do agro brasileiro: diversificação e diferenciação”, terá a presença de Flávio Bettarello (diplomata, ex-secretário-adjunto de Comércio e Relações Internacionais do Mapa), Luiz Roberto Barcelos (diretor institucional da Abrafrutas) e Sueme Mori (diretora de relações internacionais da CNA).

A abertura do evento será feita por Julia Dias Leite, presidente do Cebri. A moderação estará a cargo de Marcos Jank, coordenador do Insper Agro Global. O evento será presencial, com transmissão pelos canais no Youtube do Insper e do Cebri.

CASO VOCÊ TENHA PERDIDO...
A alta global do preço das commodities agropecuárias e a inflação dos alimentos
A crise tende a elevar ainda mais os preços agrícolas, mas é importante ponderar que nas últimas décadas a alta produtividade contribuiu para o controle da inflação e para o aumento da renda dos brasileiros
A crise da Ucrânia e a nova geopolítica do agro global
O conflito com a Rússia vai impactar os mercados agrícolas e pode impulsionar novas constelações da geopolítica global do agronegócio
A guerra e a dependência externa brasileira no setor de fertilizantes
O país não conseguirá reduzir sua necessidade imediata de importação de fertilizantes, mas precisa colocar em prática um planejamento estratégico com visão no longo prazo
Obrigado pela leitura!
Você recebeu este e-mail porque tem uma ligação com o Insper ou se inscreveu para assinar esta newsletter.
Quero assinar
Logo Insper Logo Insper
Respeitamos a sua privacidade. Se não quer receber mais, clique aqui.
Ícone do Linkedin Ícone do Facebook Ícone do Twitter Ícone do YouTube Ícone do Instagram