economedio

 

O que é economia? Pra que serve o dinheiro? Como a economia interfere na minha vida?

O Economédio é um projeto desenvolvido por alunos do Insper, que tem como objetivo ensinar os conceitos fundamentais de Economia para os alunos de ensino médio, de uma maneira fácil, clara e sem complicação.

Se você não conseguiu participar dessa vez, não se preocupe! Em breve teremos uma nova edição! Aguarde! 😉

Veja aqui como foi.

 

Programa Economédio explicou de forma didática os conceitos fundamentais do tema para mais de 40 estudantes de colégios paulistas

O Economédio é um projeto que tem o objetivo de levar conhecimento básico sobre economia para alunos do ensino médio. Criado por Yuri Sporrer Mannes, estudante do 2º semestre de economia no Insper e membro do Consilium (entidade estudantil voltada para políticas públicas), o piloto da iniciativa ocorreu entre os dias 13 e 15 de setembro das 14h às 17h na própria instituição. O evento contou com mais de 40 alunos de diferentes colégios da cidade de São Paulo.

consilium_insper

Membros do Consilium Insper

Piloto no Insper

Para suprir as três aulas, a equipe do Economédio preparou uma programação que avançava no tema conforme o decorrer do evento. O primeiro dia abordou a microeconomia e explicou conceitos básicos, como o que é mercado. O segundo, macroeconomia e trouxe exemplos de como a economia funciona em outros países. O último encontro abordou a forma como as instituições e o governo interagem com o mercado.

“O pessoal do ensino médio precisa deixar de lado os debates no Facebook e partir para a ação. Com a ajuda do conteúdo sólido que estamos transmitindo isso é possível”, comenta Mannes. O minicurso também trouxe influências de uma aula que ocorreu em Blumenau, Santa Catarina. “Eu experimentei o projeto na minha cidade natal e trouxe para o Insper, que abraçou a ideia. Com a ajuda de exemplos práticos, como o legado da Revolução Industrial, mostramos que os conceitos podem sim ser aplicados no dia a dia.”

De acordo com o criador do projeto, esse piloto serviu como um teste para que a equipe pudesse entender qual é o tipo de conteúdo que os jovens do ensino médio querem aprender.

economedio_insper7

Yuri Sporrer Mannes durante uma das aulas

Feedback

Se depender de Rafael Zanetti, estudante do terceiro ano do Colégio Santa Maria, a equipe do Economédio está no caminho certo. “A economia explica vários acontecimentos históricos e características da sociedade atual. Mesmo assim, pouco é comentado sobre os princípios básicos nas escolas”, diz. “Achei interessante a proposta de passar a semana tendo aulas dessa matéria em um nível que pessoas da minha idade entendessem”, completa.

Fernanda Cirino, aluna do terceiro ano do Colégio Magno, também destaca o ensinamento preparado exclusivamente para jovens do ensino médio. “Como pretendo cursar administração e terei matérias relacionadas a economia na grade, queria saber o básico antes de entrar na faculdade. Com o minicurso passei a entender o setor econômico do país de uma maneira mais aprofundada”, revela.

economedio_insper2

“Os alunos gostam quando o conteúdo é ministrado por quem está atualmente na graduação. Ações dessa natureza minimizam de forma branda a distância entre o ensino médio e o curso superior. Além disso, essa é a oportunidade de esclarecer – e até confirmar – o interesse pela carreira econômica”, comenta Carlos Sassi, coordenador pedagógico do ensino médio no Colégio Magno.

De acordo com Erik Hörner, coordenador pedagógico do ensino médio no Colégio Humboldt, o interesse pela economia tem aumentado e iniciativas como o Economédio só contribuem para essa atração. “É mito dizer que os jovens não gostam de aprender. Os alunos estão dispostos a se envolver em atividades que possam ampliar seus horizontes. Seja um minicurso, workshop, estudos de caso, qualquer coisa desde que não traga informação simples e pura que pode ser encontrada na internet”, explica.

Marcos Lisboa, presidente do Insper, também ressaltou a importância de ter jovens interessados em economia. “A iniciativa dos nossos alunos em desenvolver um projeto como o Economédio, dividindo conhecimento, é fantástica. Todos ganham com isso”, afirma.

economedio_insper8

Marcos Lisboa conversou com os alunos

Algumas das escolas que participaram da primeira edição do minicurso foram Bandeirantes, Humboldt, Magno, Santa Amália, Santa Maria, Santo Américo, Domus Sapientiae, Escola Graduada de São Paulo, I. L. Peretz, Lourenço Castanho, Marista Arquidiocesano, Objetivo, Porto Seguro e Pueri Domus.

Planos para o futuro

“Eu não tive uma base de economia quando estava na escola. Quando saí do colégio, acreditava que certas políticas públicas estavam corretas, mas não tinha dimensão de como elas podiam impactar a mim e a sociedade. Foi somente na faculdade que adquiri um ensinamento aprofundado”, conta Giovanni De Paola, aluno do 3º semestre de administração e coordenador do Economédio. “Assim que o Yuri apresentou a ideia ao Consilium, me juntei a ele, pois também achava que faltava gerar pensamento crítico nos alunos de ensino médio.”

Além do modelo com três aulas, o projeto Economédio também oferece um curso do tipo “intensivão” que pode ser feito em um dia e material extra para alunos que se interessaram pelo assunto. O objetivo da iniciativa é levar o conhecimento sobre economia para escolas públicas e particulares de São Paulo e do Brasil.

economedio_insper3

“Nossa ideia é mostrar que economia é muito mais do que uma matéria. Quando colocada em prática, ela pode impactar vidas. Explicamos isso de forma didática e com exemplos práticos que chamem a atenção até de quem não tem familiaridade com o tema”, afirma De Paola. O bem-sucedido programa piloto e o saldo positivo no final do evento dão indícios de que essa expansão ocorrerá em um futuro próximo.

Quer levar o Economédio para seu colégio? Encaminhe um email para candidato@insper.edu.br