Home/Pós-Graduação/Programas Avançados/Programa Avançado em Transformação Digital: Gestão, Operações e Tecnologia

Programa Avançado em Transformação Digital: Gestão, Operações e Tecnologia

A transformação digital dos negócios é uma realidade e está acontecendo em ritmo acelerado nos mais diversos setores da economia. A forma como as organizações criam valor para seus clientes, a partir de novos modelos de negócio e de tecnologias digitais emergentes, está transformando setores inteiros e pressionando o desenvolvimento de projetos envolvendo algumas, ou muitas, dessas tecnologias.  

A revolução em curso se baseia numa ampla gama de possibilidades tecnológicas: inteligência artificial, internet das coisas, big data, blockchain, realidade virtual e aumentada, robótica avançada, robotic process automation (RPA) e manufatura aditiva, entre outras. E além do desafio de dominá-las, existe também o de ter um mapeamento contínuo de evoluções para serem incorporadas aos processos no momento correto de maturidade e potencial de geração de valor. 

O poder de transformação dessas tecnologias sobre os mais diversos processos de negócios da organização, sejam eles operacionais, de suporte ou de gestão, está justamente na variedade e capilaridade delas. Essas inovações devem ser geridas por professionais qualificados, executadas por equipes multifuncionais e ágeis e conduzidas dentro de um programa de gerenciamento da mudança alinhado à cultura e à estratégia digitais da organização. 

A complexidade dessa digitalização exige uma formação robusta dos profissionais, tanto em aspectos técnicos, quanto de liderança, e a constante colaboração entre os negócios e a pesquisa.  

Visão do programa

A imagem a seguir apresenta a visão do Programa Avançado em Transformação Digital: Gestão, Operações e Tecnologia sobre os diversos aspectos da transformação digital nas organizações, trabalhando do porquê da inovação, ao desenvolvimento dela baseado em tecnologias disruptivas, dados, gestão e liderança.  

Diferenciais do curso

Gestão colegiada com a participação de um Núcleo Docente Estruturante, composto por professores responsáveis pelas trilhas de aprendizagem do curso.

Gestão integrada do corpo docente, incluindo processo de seleção, aprimoramento e ações pontuais visando à melhoria de qualidade em matéria de ensino e aprendizagem.

A metodologia do Aprendizado Centrado no Aluno, que é seguida durante todo o curso e propicia avaliações e medições constantes do aprendizado e da qualidade do ensino.

Processo de Garantia da Aprendizagem (Assurance of Learning)

Infraestrutura de laboratórios de ensino para composição das atividades práticas e desenvolvimento dos projetos das disciplinas e integrador.

Toda a infraestrutura de tecnologia do Insper está a serviço do Programa Avançado em Transformação Digital: Gestão, Operações e Tecnologia. Dos laboratórios de ensino e pesquisa (Automação Industrial, FabLab, TechLab, Laboratório Desenvolvimento Colaborativo Ágil, Laboratório Realidade Virtual e Jogos Digitais, Laboratório Redes e Supercomputação), ao Centro de Empreendedorismo e ao Hub de Inovação Paulo Cunha, que desenvolve soluções para problemas reais de organizações parceiras.

 

Montagem de quatro fotos de laboratórios e máquinas de automação

Objetivos do programa

O objetivo geral do curso é preencher uma lacuna e oferecer ao mercado profissionais completos, que conhecem em profundidade as novas tecnologias, e lideram o processo de transformação digital a partir de práticas contemporâneas de gestão. 

Para as organizações, isso significa novos modelos de negócio, processos e produtos alinhados às suas estratégias e necessidades do seu mercado consumidor. 

Objetivos de aprendizagem específicos 

  • Avaliar alternativas de posicionamento estratégico de uma organização em ambientes competitivos sujeitos a mudanças tecnológicas, considerando os desafios e as oportunidades da transformação digital. 
  • Analisar as metodologias para a busca da excelência operacional dos processos de negócios ao produzir bens e serviços que atendam com eficácia às necessidades do cliente. 
  • Selecionar ferramentas analíticas e tecnologias emergentes que agreguem valor aos clientes considerando os processos operacionais e de decisão estabelecidos para a produção de bens e serviços.
  • Liderar mudanças organizacionais a partir de um realinhamento da cultura e dos processos às novas práticas de gestão impostas pela transformação digital.  

A quem se destina

Este curso é voltado a profissionais com no mínimo três anos de experiência em diversas áreas de atuação que pretendem se tornar especialistas em tecnologias disruptivas, gestão e estratégia digitais para liderar os processos de transformação digital das suas organizações.

O curso está estruturado em 5 trilhas, formadas por diferentes componentes curriculares que se cruzam ao longo dos trimestres.

Visão e impacto da transformação digital no negócio

Mais

A primeira trilha parte da questão fundamental do programa: por que digitalizar? Ela discute conceitos de estratégia e de posicionamento competitivo, seguidos por estudos sobre novas estratégias e novos modelos de negócio direcionados por inovações tecnológicas. Além de apresentar métodos de avaliação do grau de maturidade digital para verificar os potenciais e as lacunas da corporação frente a sua estratégia digital. 

Disciplina: 

  • Estratégia e Negócios Digitais 

Decisão orientada por dados

Mais

A segunda trilha desenvolve todo o ferramental analítico e tecnológico para a tomada de decisão orientada por dados. Inclui as etapas de aquisição de informações ao longo de todos os processos de negócios da organização (operacionais, gerenciais ou de suporte), a construção de uma arquitetura robusta e confiável para a transferência dessas informações e o seu armazenamento para análise por algoritmos. Envolvendo também os temas de segurança digital, privacidade e proteção dos dados.  

Disciplinas:   

  • Data Science and Analytics 
  • IoT – Internet das Coisas  
  • Segurança Digital 

Tecnologias emergentes

Mais

A terceira trilha propõe a apresentação, discussão e demonstração das inovações tecnológicas que abrem novas perspectivas para a cadeia de valor das empresas, possibilitam a criação de processos mais autônomos, flexíveis e reconfiguráveis, o desenvolvimento de soluções “inteligentes”, a criação de novos processos, novos produtos e novos modelos de negócios.  

Disciplinas: 

  • Tecnologias para Produtos-Serviços 
  • Tecnologias para Suporte às Operações 
  • Tecnologias para Suporte a Gestão 

Visão e impacto da transformação digital na gestão e operações digitais

Mais

A quarta trilha fecha a discussão sobre os ganhos ao longo da cadeia de geração do valor das empresas fruto de nova estratégia digital e de novos modelos de negócios (Trilha1), do uso de ferramentas analíticas e de ciência dos dados (Trilha 2) e da implantação de tecnologias emergentes (Trilha 3). Ela aborda a geração de valor a partir de cadeias de suprimentos altamente integradas, otimizadas e ágeis, de uma operação digital orientada por dados e em inteligência operacional e no design de produtos e serviços alinhados às necessidades do cliente.  

Disciplinas: 

  • Experiência do Cliente 
  • Design de Produtos-Serviços Digitais 
  • Gestão das Operações Digitais 
  • Gestão da Cadeia de Suprimentos Digital 

Cultura digital e gestão da mudança

Mais

Na quinta trilha, é resolvida a questão crucial que surge após o aprendizado de todo o processo de transformação: como gerir o processo de transformação? Ela discute ações fundamentais para definir novas competências do ambiente de negócios digitais, o envolvimento e a preparação das pessoas nos processos de transformação digital e estrutura o processo de gestão de mudanças.

Disciplinas: 

  • Governança Digital 
  • Liderança de Projetos Digitais 

1º Trimestre

Mais

Disciplina 1: Estratégia e Negócios Digitais 

Disciplina 2: Data Science and Analytics 

2º Trimestre

Mais

Disciplina 1: Experiência do Cliente 

Disciplina 2: IoT  – Internet das Coisas

3º Trimestre

Mais

Disciplina 1: Design de Produtos – Serviços Digitais 

Disciplina 2: Tecnologias para Produtos – Serviços

Disciplina 3: Projeto integrador – Liderança de projetos digitais

4º Trimestre

Mais

Disciplina 1: Gestão das Operações Digitais 

Disciplina 2: Tecnologias para Suporte às Operações

Disciplina 3: Projeto integrador – Liderança de projetos digitais

5º Trimestre

Mais

Disciplina 1: Gestão da Cadeia de Suprimentos Digital 

Disciplina 2: Tecnologias para Suporte a Gestão

Disciplina 3: Projeto integrador – Liderança de projetos digitais

6º Trimestre

Mais

Disciplina 1: Segurança digital

Disciplina 2: Governança digital

O Projeto Integrador é uma disciplina aplicada que oferece aos alunos a oportunidade de pôr em prática seus conhecimentos. Eles trabalham, em um problema real de uma organização, as “razões”, o “onde”, o “o quê” e o “como” aplicar a transformação digital. 

Os alunos são desafiados a seguir o framework de transformação digital apresentado no início do programa e detalhado ao longo das disciplinas. Partindo da discussão da estratégia digital, baseada no levantamento do nível de maturidade digital da organização escolhida com caso de estudo e de um mapeamento tecnológico que mostra oportunidades e riscos de ruptura do modelo de negócio em questão.  

Daí os alunos são capazes de propor adequação ao longo da cadeia de geração de valor, sempre centrado no cliente, a partir da escolha e implantação corretas de tecnologias emergentes e orientada a dados. Algumas dessas ações podem ser prototipadas e testadas em laboratório ou ambientes virtuais, permitindo rápidas adaptações e iterações em cima da solução proposta, em um ciclo de melhoria ágil e contínua. 

As aulas do Projeto Integrador ocorrem no modelo “estúdio” que permite que os alunos treinem e avancem suas habilidades de design e desenvolvam suas competências de pensamento crítico e de comunicação dentro das equipes e entre elas. 

Os projetos do Desafio Integrador são avaliados ao final do 6º período por uma banca composta por membros internos e externos ao programa. 

Forma de pagamento* Desconto 1
Válido até: 3/6/2022
Desconto 2
Válido até: 4/7/2022
Valor integral
À vista R$ 33.088,14 R$ 33.963,78 R$ 34.833,78
18 parcelas R$ 1.981,66
R$ 35.669,88
R$ 2.033,76
R$ 36.607,67
R$ 2.085,86
R$ 37.545,46
24 parcelas R$ 1.525,56
R$ 36.613,31
R$ 1.565,57
R$ 37.573,71
R$ 1.605,82
R$ 38.539,74
30 parcelas R$ 1.252,27
R$ 37.568,06
R$ 1.285,22
R$ 38.556,69
R$ 1.318,18
R$ 39.545,32

*Valores válidos para matrículas até o dia 19/7/2022. Veja mais informações sobre as condições de pagamento do curso.

Coordenação

David Kallás – Sócio da KC&D, professor no Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein e no Insper, onde acumula a Coordenação Executiva da Pós-graduação Lato Sensu. É Vice-Presidente da Anefac – Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade. É doutor em estratégia pela pela FGV/EAESP, mestre e graduado em administração pela FEA/USP. Possui artigos publicados em diversos periódicos nacionais e internacionais, e autor em 5 livros sobre gestão e estratégia.

 

Marisa Villas Bôas Dias – Mestre em Administração pela FEA/USP e graduada em Engenharia de Produção pela POLI/USP. Foi executiva na Andersen Consulting e na HP Brasil, além de sócia da Projeto Fácil. Possui ampla experiência como diretora de projetos, consultora, mentora de executivos e gestores na implantação da gestão estratégica de projetos, programas e portfólio, com atuação em organizações privadas e do terceiro setor. Foi professora na FIA, FGV, Saint Paul, PECE (POLI-USP) e PECEGE (ESALQ-USP). Hoje é professora nos cursos de Educação Executiva e na Pós-graduação do Insper, onde acumula a Coordenação da Pós-Graduação Lato Sensu.

Para mais informações acesse o protocolo de retorno.

Sex

22

Jul

Fins de semana | Quinzenal

Carga horária: 396 horas/aula

Início das aulas: 22 de julho de 2022

Sextas das 18h às 22h e sábados das 8h às 17h

Encerramento das matrículas*: 19 de julho de 2022

*Para matricular-se é necessário passar por todas as etapas do processo seletivo. Vagas limitadas.
Os cursos de pós-graduação Insper podem ter reposições de aula por conta de feriados, pontes ou problemas com docentes e elas são feitas excepcionalmente às sextas-feiras.