Home/Pós-Graduação/Mestrado/Mestrado Profissional em Políticas Públicas

Mestrado Profissional em Políticas Públicas

Pós-graduação stricto sensu em Políticas Públicas

Desenvolva a capacidade de formular e avaliar políticas públicas com potencial de gerar valor para a sociedade.

COMO FUNCIONA O CURSO:

Mestrado Profissional em Políticas Públicas do Insper se destina a profissionais de organizações públicas, do setor privado ou do terceiro setor que desejam transformar a realidade da gestão pública brasileira.

Com um corpo docente que reúne pesquisadores de vasta experiência profissional e acadêmica, nosso Mestrado em Políticas Públicas forma profissionais capazes de propor novas medidas e iniciativas em diferentes níveis de governos, habilitados a avaliar políticas públicas com base em evidências e a resolver problemas públicos complexos.

 

Neste Mestrado em Políticas Públicas você encontrará:

  • Corpo docente com professores entre os melhores e mais renomados do país;
  • Metodologia centrada no aluno;
  • Exemplos práticos e reais referentes à vivência profissional de cada participante.

 

OBJETIVOS DO PROGRAMA:

O Mestrado Profissional em Políticas Públicas foi desenhado para atender às demandas de governos em todas as suas esferas (municipal, estadual e federal) e poderes (executivo, legislativo e judiciário), assim como de instituições privadas e do terceiro setor que atuam na formulação e avaliação de políticas públicas.

Este mestrado é destinado preferencialmente para profissionais em início ou transição de carreira. Ao final do curso o aluno estará apto a:

  • Identificar e compreender os problemas do setor público, oferecendo soluções a partir de propostas originais ou da análise de experiências e casos;
  • Entender os limites e as possibilidades de conceber políticas públicas, envolvendo atores públicos, privados e ligados ao terceiro setor;
  • Desenhar iniciativas baseadas em indicadores de desempenho que levem em conta as necessidades da população e as peculiaridades do setor público;
  • Avaliar de forma rigorosa, com base em evidências, as políticas públicas implementadas e propor ajustes, quando necessário.

1º trimestre

Mais
  • Orçamento e Finanças Públicas
  • Fundamentos da Gestão Pública

A disciplina de Fundamentos da Gestão Pública analisa os mecanismos e instituições de governo e arranjos entre diferentes setores à disposição da gestão pública para promover o bem-estar social. Ao final dessa disciplina o aluno deverá ser capaz de (a) conhecer as possíveis formas de ação governamental; (b) diferenciar as funções básicas do governo; (c) justificar escolhas por diferentes tipos de ação governamental; e (d) conhecer diferentes possibilidades de arranjos de colaboração entre órgãos públicos ou público-privados. Há uma contribuição direta desta disciplina para que políticas públicas sejam formuladas com base em uma reflexão sobre a prestação de serviços diretamente pelo governo ou ação por meio de diferentes arranjos de governança público-privados.

  • Introdução à Metodologia de Pesquisa em Políticas Públicas

2º trimestre

Mais
  • Políticas Sociais e Combate à Desigualdade

A disciplina de Políticas Sociais e Combate à Pobreza foca em estratégias de enfrentamento de problemas sociais por meio de uma adequada formulação dos problemas e objetivos em cada área e pela análise das alternativas de ação existentes e possíveis. Nesta disciplina são debatidas as alternativas de ação em políticas públicas sob uma perspectiva multidisciplinar, analisando componentes sociológicos, culturais, antropológicos, políticos e econômicos envolvidos na pobreza e desigualdade.

  • Econometria Aplicada a Políticas Públicas

Esta disciplina detalha a implementação de diferentes métodos de análise quantitativa de políticas públicas, especificando os requisitos e benefícios de cada método. Dessa forma, ao final da disciplina espera-se que os alunos saibam (a) qual é o método quantitativo mais adequado para avaliar cada política pública; (b) quais requisitos são necessários para a análise; (c) como implementar a análise; e (d) como interpretar os dados.

  • Dilemas da Ação Coletiva e Processo Político

Essa disciplina visa introduzir os conceitos, instituições e dilemas básicos relacionados ao funcionamento do governo. A compreensão da dinâmica governamental, com destaque para a influência de processos políticos, possibilita um debate realista sobre a complexidade do processo decisório de políticas públicas. Diversas abordagens e perspectivas teóricas serão abordadas, como a escolha racional, teorias de ação coletiva, teoria institucional e outras, possibilitando uma visão ampla e crítica de diferentes escolas de pensamento. A disciplina beneficia o processo de formulação de políticas públicas na medida em que possibilita planos de ação mais realistas.

3º trimestre

Mais
  • Estratégia e Desempenho no Setor Público

Como o governo pode criar valor para a sociedade? Como deve ser a estrutura de governança das organizações públicas de modo a criar valor? Como gerar incentivos e mensurar desempenho no setor público? A disciplina de estratégia e desempenho no setor público visa analisar esses temas de modo a estruturar os sistemas organizacionais no setor público e junto aos parceiros privados. Dessa forma, os alunos irão conhecer como o alinhamento entre sistemas de alocação de poder de decisão e os incentivos ao desempenho pode gerar o resultado desejado das políticas públicas.

A disciplina considera as especificidades de organizações públicas, apresentadas anteriormente no curso. Dessa forma, aprofunda-se a análise de sistemas de compliance e accountability em organizações públicas, relacionando a estratégia com valores democráticos e de prestação de contas para a sociedade. Tais elementos são fundamentais na formulação de políticas públicas capazes de atender às demandas da sociedade de forma eficiente e sustentável, gerando valor público.

  • Métodos Quantitativos para Avaliação de Políticas Públicas

Como sequência à disciplina de Econometria, a disciplina de Métodos Quantitativos para Avaliação de Políticas Públicas capacita os alunos sobre como aplicar o conhecimento econométrico para verificar se há relação de causalidade entre diferentes variáveis. Este conteúdo é crucial para a avaliação de políticas públicas. Por exemplo, como saber se determinada política de alimentação escolar está tendo o impacto desejado na saúde, frequência ou rendimento escolar dos alunos? Partindo dos objetivos explícitos de uma política pública, é possível, por meio de análises quantitativas, identificar os resultados e impactos mais amplos. A disciplina detalha requisitos e critérios para a escolha pelo método de análise quantitativa mais apropriado em cada caso, considerando-se o problema que é objeto da política pública e o possível impacto em outras áreas.

  • Eletiva

4º trimestre

Mais
  • Medição de Impacto Social e Monitoramento

O curso discute investimentos de impacto, com foco em projetos e políticas públicas que procurem balancear a sustentabilidade financeira com o impacto socioambiental. Os estudantes desenvolvem três conjuntos de habilidades complementares. Primeiro, aprendem como formular modelos de políticas públicas que conciliem a performance econômica com a social. Segundo os alunos deverão ser capazes de avaliar e propor formas alternativas de mensurar o impacto, formulando sólidos planos de mensuração capazes de atrair investidores e outros stakeholders. Terceiro, compreendem as várias formas e mecanismos usados para atrair investidores para políticas públicas de impacto. A disciplina discute vários arranjos envolvendo múltiplos atores que possam participar de políticas públicas de impacto, como negócios sociais, organizações sem fins lucrativos e diferentes níveis de governo.

  • Métodos Qualitativos e Mistos

O curso de Métodos Qualitativos e Mistos completa o ciclo metodológico básico do Mestrado Profissional em Políticas Públicas, permitindo uma avaliação mais completa e aprofundada de políticas públicas. Este curso pretende que os alunos saibam (a) analisar as vantagens de métodos qualitativos de pesquisa; (b) identificar as situações em que a pesquisa qualitativa ou métodos mistos (quantitativos e qualitativos) se justificam; e (c) implementar diferentes métodos de pesquisa qualitativa. As diferentes abordagens epistemológicas são retomadas nesta disciplina como forma de conciliar métodos qualitativos e quantitativos que se complementem.

  • Eletiva

5º trimestre

Mais
  • Eletiva
  • Eletiva

6º trimestre

Mais
  • Seminários de Apresentação de Projetos

7º trimestre

Mais
  • Exame de qualificação

8º trimestre

Mais
  • Defesa da Dissertação
Forma de pagamento* Valor integral Alumni
À vista R$ 77.537,94 R$ 58.153,45
18 parcelas R$ 4.643,65
R$ 83.585,69
R$ 3.482,74
R$ 62.689,27
24 parcelas R$ 3.574,44
R$ 85.786,47
R$ 2.680,83
R$ 64.339,85
30 parcelas R$ 2.934,38
R$ 88.031,27
R$ 2.200,78
R$ 66.023,45

Oportunidades de bolsas de estudo para o Mestrado em Políticas Públicas.

O candidato poderá apontar se deseja ou não participar de processo de concessão de bolsas de estudo no momento de sua matrícula. As bolsas poderão ser concedidas nas modalidades parcial ou integral.

Caso o candidato opte por concorrer a uma bolsa no Mestrado em Políticas Públicas, deverá enviar até a data de término das inscrições no processo seletivo:

  • Carta de intenção dizendo como o curso irá alavancar sua carreira e sua possibilidade de ajudar na melhoria da gestão pública brasileira.

O Insper analisará a adequação do perfil do candidato ao perfil desejado para concessão de bolsa parcial ou integral tendo como base os seguintes aspectos:

  • Qualificação – ter sido aceito no curso dentro do critério específico de seleção de alunos;
  • Diversidade – considerar a importância de ter candidatos que emprestem à turma distintas correntes de pensamento e experiências profissionais;
  • Impacto Social – apresentar alinhamento da experiência profissional aos objetivos do programa e com característica que sugira motivação pessoal e potencial de geração de impacto social;
  • Necessidade – a concessão da bolsa é condição necessária para a participação do candidato que, por afazeres diversos ou limitações financeiras, necessitaria de um estímulo adicional para se dedicar integralmente ao curso;
  • Comprometimento – contribuir para o sucesso do programa incluindo a obrigação de restituir os recursos recebidos na hipótese de interrupção do estudo (salvo se motivada por força maior).

 

Essa análise terá como base, além dos dados preenchidos pelos candidatos, a avaliação dos dados adicionais enviados:

  • Carta de intenção: base para avaliação do potencial de impacto pelo candidato e da necessidade alegada para a concessão da bolsa;
  • Avaliação de perfil: quanto a experiência profissional, nível de responsabilidade e capacidade de influenciar as decisões na organização em que atua, se for o caso, tempo de formado, potencial de impacto em políticas públicas, dentre outros fatores.

Sandro Cabral – Coordenador do Mestrado em Políticas Públicas

Sandro Cabral é doutor em Administração pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e professor titular do Insper na área de Estratégia, com foco em questões ligadas ao setor público. Faz parte do board da divisão de Administração Pública da Academy of Management e tem publicações em importantes periódicos como: Organization Science, Journal of Management Studies, Strategic Entrepreneurship Journal, Journal of Public Administration Research and Theory, Public Choice, International Public Management Journal, International Review of Adminitrative Sciences, entre outros.


Sujeito a alterações de acordo com a disponibilidade dos professores

Seg

23

Jan

Integral

Carga horária: 585 horas-aula (345 horas-aula + 120 horas de eletivas + 120 horas de seminário, dissertação e exame de qualificação)

Início das aulas: 23 de janeiro de 2023

Seg a Sex das 8h às 18 no primeiro ano | segundo ano no período noturno

Encerramento das matrículas*: 16 de dezembro de 2022

*Sujeito a alteração sem prévio aviso, em função do número de vagas.
Para matricular-se é necessário passar por todas as etapas do processo seletivo.