Home/Pós-Graduação/Advanced Programs/Programa Avançado em Gestão Pública

Programa Avançado em Gestão Pública

Pós-Graduação em Gestão Pública

O Brasil tem uma necessidade iminente de profissionais capacitados para avaliar, implementar melhorias e gerir políticas públicas de maneira eficaz. Os desafios são inúmeros. Como governos podem atender à pressão por melhores práticas em um momento de crise fiscal e política? Qual o papel de organizações da sociedade civil e empresas privadas nesse cenário? Como influenciar políticas públicas e atender aos interesses coletivos de forma legítima?

Com o propósito de desenvolver líderes capazes de responder a essas e outras questões, criamos em 2018 o Programa Avançado em Gestão Pública. Neste curso de pós-graduação lato sensu, preparamos profissionais que já possuem alguma experiência na área de gestão pública para o desafio de diagnosticar problemas e implementar soluções inovadoras de maneira ética e com responsabilidade social, ambiental e econômica.

Para isso, desenhamos um curso com formato único no país, no qual o aluno dialoga diretamente com a realidade de organizações públicas parceiras por meio de um projeto aplicado em campo. Além de aprimorar a expertise dos profissionais, esse modelo de programa permite que os órgãos governamentais acompanhados recebam diagnósticos que podem resultar em melhorias para os seus processos de gestão.

Outro destaque do curso de Pós-Graduação em Gestão Pública está na diversidade de perfil tanto dos alunos quanto do corpo docente. E o apoio da Fundação Brava garante bolsas de estudo para um número grande de pós-graduandos vindos de várias regiões do Brasil.

São esses diferenciais que transformam os nossos alunos em pessoas e profissionais únicos no mercado. Afinal, saber o que fazer com o seu conhecimento faz toda a diferença: impacta positivamente a sua carreira, a sociedade e o mundo ao seu redor.

Objetivos do programa

  • Análise do ambiente da gestão pública: desenvolver profissionais capazes de identificar recursos, processos e agentes envolvidos em questões relacionadas a problemas públicos complexos;
  • Resolução de problemas: capacitar os alunos para que saibam planejar soluções efetivas e sustentáveis para problemas públicos complexos, adequadamente formulados e analisados de forma estruturada e pautada em evidências;
  • Capacidade de implementação: os participantes do Programa Avançado em Gestão Pública deverão ser capazes de implementar ações planejadas, diretamente ou por meio de parcerias, para identificar estágios iniciais de problemas e realizar as ações corretivas necessárias;
  • Habilidade no uso de ferramentas de gestão: formar gestores para que atuem como agentes de melhoria das políticas públicas por meio do conhecimento prático e do uso eficiente das ferramentas de gestão aplicáveis ao setor.

O Programa Avançado em Gestão Pública tem carga horária de 366 horas e duração de 18 meses, com aulas duas vezes por semana e 92 horas adicionais dedicadas a oficinas, aplicações de campo e ao Trabalho de Conclusão de Curso.
No primeiro trimestre, é feito um trabalho introdutório no qual os alunos, divididos em equipes, pesquisam as características e os problemas enfrentados por uma determinada organização na área de gestão pública.
Do segundo ao quarto trimestres, é desenvolvido o Projeto Aplicado em campo. Nesse período, os alunos mantêm contato direto com as instituições para analisar seu funcionamento, fazer diagnósticos e propor melhorias.
Já o quinto e o sexto trimestres são dedicados ao desenvolvimento individual do TCC (Trabalho de Conclusão de Curso). Confira a grade curricular:

1º trimestre

Gestão pública comprometida com a sociedade
Apresenta ao aluno o objetivo de cada etapa do Programa Avançado em Gestão Pública, desenvolvendo um miniprojeto que introduz o conteúdo das demais disciplinas. O aluno compreenderá a diferença entre gestão pública e privada, por meio de análises de situações que expõem as particularidades da gestão em cada tipo de organização: governo, empresas privadas e organizações sem fins lucrativos.

Constituição do Estado e política
Analisa as características do sistema político brasileiro, estruturação da federação e características gerais do sistema legal.

2º trimestre

Estratégia em gestão e políticas públicas
Explica a criação de valor público, gestão estratégica e os desafios em termos de incentivos, mensuração de desempenho e alocação de poder de decisão para atingir objetivos no setor público.

Limites da gestão pública
Analisa procedimentos e instrumentos legais que limitam a ação de gestores ao lidar com problemas públicos complexos em diversas áreas, identificando alternativas de ação.

3º trimestre

Liderança e desempenho na gestão pública
Capacita o aluno na avaliação de desempenho organizacional e performance individual dos servidores públicos e de organizações contratadas pela administração pública.

Inovações e comunicação na gestão pública
Capacita o aluno a desenvolver soluções inovadoras para problemas públicos e a comunicar adequadamente as mudanças propostas.

4º trimestre

Gestão e planejamento orçamentário-financeiro no setor público
Desenvolve a capacidade de planejar a ação governamental, e de preparar e gerir o orçamento em finanças públicas de acordo com esse planejamento.

Melhoria de Processos e Monitoramento de Indicadores
Capacita o aluno para executar o mapeamento de processos e o monitoramento de indicadores em organizações públicas.

5º trimestre

Avaliação de políticas públicas 
Capacita o aluno para a compreensão de técnicas econométricas para a análise de políticas públicas

Governança na Gestão Pública 
Capacita o aluno para a compreensão de vantagens e conflitos envolvidos com uma participação ampliada em processos de gestão pública.

6º trimestre

Gestão de projetos e mudanças
A disciplina aplica técnica de planejamento e gestão de projetos e mudanças no setor público.

Contratos público-privados
Diferencia e analisa os mecanismos de contratação do governo com o setor privado (privatização, PPPs, concessões, etc.).

Análise e aprovação de bolsa

O candidato poderá apontar se deseja ou não participar de processo de concessão de bolsas de estudo, que poderão ser concedidas nas modalidades parcial ou integral.

Caso o candidato opte por concorrer à bolsa, deverá enviar até o dia 07/12/2018 como documentos adicionais:

  • Carta de intenção do candidato dizendo como o curso irá alavancar sua carreira e sua possibilidade de ajudar na melhoria da gestão pública brasileira. Indicar a quantos níveis hierárquicos está da instância mais alta (Prefeito, Governador, ou Presidente da República) ou presidente da organização, se for o caso.

O Insper analisará a aderência do perfil do candidato ao perfil desejado para concessão de bolsa tendo como base os seguintes aspectos:

  • Qualificação – ter sido aceito no curso dentro do critério específico de seleção de alunos
  • Diversidade – considerar a importância de ter candidatos que emprestem à turma distintas correntes de pensamento e experiências profissionais
  • Impacto Social – o candidato apresenta alinhamento da experiência profissional aos objetivos do programa e com característica que sugira motivação pessoal e potencial de geração de impacto social
  • Necessidade – concessão da bolsa é condição necessária para a participação do candidato chave que, por conta de afazeres diversos, precisaria de um estímulo extra (a bolsa) para fazer um destes cursos
  • Comprometimento – contribuir para o sucesso do programa incluindo a obrigação de restituir os recursos recebidos na hipótese de interrupção do estudo (salvo se motivada por força maior)

Esta análise terá como base, além dos dados preenchidos pelos candidatos, também a avaliação dos dados adicionais enviados:

  • Carta de recomendação: avaliação quanto adequação e coerência
  • Carta de intenção: base para avaliação do potencial de impacto pelo candidato e da necessidade alegada para a concessão da bolsa
  • Avaliação de perfil: quanto a experiência profissional, nível de responsabilidade e influência na organização, tempo de formado, dentre outros

Os candidatos aprovados para receber a bolsa são convocados para a matrícula sem ônus para si ou para sua área de origem e os demais devidamente informados para que possam prosseguir a matricula mediante ao pagamento do investimento descrito para o programa.

Coordenação do Programa Avançado em Gestão Pública

Marcelo Marchesini da Costa – Doutor em Public Administration & Policy pela State University of New York at Albany (SUNY). Mestre em Administração pela UnB e graduado em Administração Pública pela FGV-EAESP. Trabalhou na Petrobras, Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Ministério da Cultura e Ministério da Saúde. Pesquisador com foco em organizações da sociedade civil (OSCs). Experiência com métodos qualitativos e quantitativos, com ênfase em análises espaciais.

 

Coordenação Geral dos Programas de Cursos em Gestão e Políticas Públicas

Milton Seligman – Possui graduação em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Santa Maria. É membro do Conselho de Administração da Cerveceria Nacional Domenicana, da República Dominicana e da Cerveceria Bucanero, de Cuba, empresas associadas a Ambev. Foi VP of Corporate Affairs para a América Latina Norte da Anheuser-Busch Inbev Company e Diretor de Relações Corporativas da Ambev até dezembro de 2013. Foi Secretário-Executivo e Ministro Interino do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (1999-2000), Presidente e Membro do Conselho de Administração do BNDES (1999-2000), Presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – INCRA (1997-1998) e Secretário-Executivo e Ministro da Justiça (1995-1997). Teve diversos outros cargos no setor público e atuou ainda em organismos internacionais tendo sido Assessor do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD (1993-1994). Participou de simpósios, cursos de curta duração, encontros técnicos em Universidades, Centros de Estudos e Empresas no Brasil, na Alemanha, Argentina, Bélgica, Costa Rica, Colômbia, Cuba, Estados Unidos da América, França, Holanda, Itália, México e Uruguai. Escreveu livros, artigos e ensaios publicados em diversos jornais e revistas do Brasil e do exterior. Em 2013 recebeu títulos e comendas do Governo da Bélgica, Governo do Estado do Paraná e Governo do Estado do Maranhão que somam-se a outras comendas anteriormente recebidas.

 

Coordenador Executivo da Pós-Graduação Lato Sensu

Guy Cliquet do Amaral Filho – PhD em Comportamento Organizacional pela Tulane University (New Orleans) e Mestre em Engenharia Mecatrônica pela Escola Politécnica da USP. Graduou-se no ITA – Instituto Tecnológico da Aeronáutica. Além de docente, possui 25 de experiência profissional em empresas como Twill, American Tool Companies, Synchro e Braskem, onde atuou em posições de gerência sênior. Sua experiência em Gestão de Projetos inclui iniciativas na área de Sistemas de Gestão, Automação, Manufatura, Desenvolvimento de Software e Ensino.