Revista de Economia e Administração – vol. 9 – n° 2

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

Sumário

Aspectos transacionais e comportamentais dos agentes no Pregão Eletrônico: um enfoque na administração pública

Evandro Rodrigues de Faria, Marco Aurélio Marques Ferreira, Lucas Maia dos Santos e Luis Antônio Abrantes ……………………………………………………………………….151-169

Eficiência e valor: uma abordagem com base na análise envoltória de dados (DEA) aplicada às empresas do setor elétrico no Brasil

Valter Saurin, Ana Lúcia Miranda Lopes e Newton C. A. da Costa Júnior ……170-190

Avaliação de fundos de investimento utilizando o Índice de Sharpe ARGARCH-M

Iuri Lazier e José de Oliveira Siqueira ………………………………………….191-206

Análise espacial da pobreza nos municípios do Estado de São Paulo

Glauber Flaviano Silveira, Marília Fernandes Maciel Gomes, Vinícius Gonçalves Vidigal, João Eustáquio de Lima e Cláudia Bueno Rocha ……………………………….207-225

Avaliação de risco de crédito com base no modelo MDB, na Teoria de Opções Reais e na Simulação de Monte Carlo

Eder Oliveira Abensur ……………………………………………………………226-246

Um modelo de preços hedônicos para celulares pré-pagos

Alexandre Magno Rodrigues e Cláudio Ribeiro Lucinda ……………….247-269

Aspectos transacionais e comportamentais dos agentes no Pregão Eletrônico: um enfoque na administração pública

Evandro Rodrigues de Faria

Marco Aurélio Marques Ferreira

Lucas Maia dos Santos

Luis Antônio Abrantes

Resumo

Em 2002, foi instituído o Pregão Eletrônico (PE) na administração pública brasileira como forma de modernizar o processo de obtenção de produtos e serviços, proporcionando maior possibilidade de controle e transparência nos gastos públicos. Neste contexto, este estudo tem como objetivo apontar descritivamente os riscos existentes nos processos licitatórios por Pregão Eletrônico, por meio de uma abordagem pelos princípios da teoria dos custos de transação: oportunismo, racionalidade limitada, freqüência, incerteza e especificidade dos ativos. Este estudo descritivo, que utilizou técnicas de pesquisa bibliográfica, documental e de campo, entrevistou 298 participantes de licitação da Universidade Federal de Viçosa. Constatou-se que tanto os aspectos de especificidade dos ativos quanto a racionalidade limitada não demonstraram alto risco para o órgão público, ao contrário do oportunismo dos fornecedores e da incerteza do ambiente. Verificou-se preocupação dos fornecedores por manter freqüência nas transações, sendo esse um fator positivo para o órgão público por causa da redução de custos Transacionais. Desta maneira, este estudo possibilitou, por meio da teoria dos custos de transação, identificar fatores que podem influenciar não somente nos custos, mas na qualidade das compras públicas.

Palavras-chave: Pregão Eletrônico; Custos de transação; Compras públicas.

Eficiência e valor: uma abordagem com base na análise envoltória de dados (DEA) aplicada às empresas do setor elétrico no Brasil

Valter Saurin

Ana Lúcia Miranda Lopes

Newton C. A. da Costa Júnior

Resumo

Em geral, é de se supor que as empresas que mais conseguiram adicionar valor durante determinado período seriam aquelas que empregaram seus recursos da melhor forma possível na obtenção de seus produtos. Desta forma, neste artigo procura-se verificar se existe relacionamento entre algumas medidas financeiras de criação de valor e o conceito de eficiência estimado pela técnica DEA (Data Envelopment Analysis) em um conjunto de empresas do setor elétrico brasileiro durante o ano de 2008. Verificou-se uma correlação positiva e significativa (p-valor de 0,03) entre a classificação obtida pela técnica DEA e aquela obtida por uma medida financeira relacionada à criação de valor no curto prazo (retorno residual – RROI). No entanto, o mesmo não foi observado quando medidas financeiras de longo prazo foram utilizadas.

Palavras-chave: Valor de empresa; Análise envoltória de dados; Desempenho financeiro do setor elétrico.

Avaliação de fundos de investimento utilizando o Índice de Sharpe AR-GARCH-M

Iuri Lazier

José de Oliveira Siqueira

Resumo

O índice de Sharpe, medida amplamente conhecida e utilizada na avaliação de desempenho ex post facto de ativos financeiros diversificados, apresenta uma importante limitação, que é a exigência de log-retornos normalmente e independentemente distribuídos (NID). Este artigo propõe um índice de Sharpe econométrico e uma forma de estimação derivada de um modelo AR-GARCH-M. O índice proposto é cotejado com o índice de Sharpe convencional. Foram usados os log-retornos diários de fundos de investimento do mercado brasileiro e estimados os índices de Sharpe para cada um dos fundos. Constatou-se que a correlação de Spearman entre o índice de Sharpe convencional e o índice proposto nesse artigo é positiva, mas os índices levam a diferentes avaliações quanto ao desempenho dos fundos. O índice proposto relaxa a hipótese de log-retornos em excesso diários NID e incorpora como fatos estilizados a heteroscedasticidade condicionada, a autocorrelação e a relação entre log-retorno e variância condicionada.

Palavras-chave: GARCH; GARCH-M; Índice de Sharpe; Fundos de investimento; ARMA

Análise espacial da pobreza nos municípios do Estado de São Paulo

Glauber Flaviano Silveira

Marília Fernandes Maciel Gomes

Vinícius Gonçalves Vidigal

João Eustáquio de Lima

Cláudia Bueno Rocha

Resumo

O estado de São Paulo, devido ao tamanho de sua população e ao seu nível de desenvolvimento e desempenho econômico, exerce grande influência na determinação do nível de pobreza nacional. Apesar de apresentar aspectos econômicos positivos, a distribuição de renda dentro deste estado não se apresenta de forma igualitária, visto que 26% da população paulista vivem em situação de pobreza. A partir disso, o objetivo deste trabalho consistiu em analisar a distribuição espacial da pobreza nos municípios do estado de São Paulo, nos anos de 1991 e 2000. Para isso, utilizou-se da análise exploratória de dados espaciais (AEDE). Os resultados indicaram a existência de dependência espacial da pobreza nos municípios paulistas e a formação de um agrupamento significativo de municípios pobres nas regiões de Itapetininga e do Litoral Sul-Paulista, e outros menores na região de Presidente Prudente e no Vale do Paraíba. No entanto, formou-se um agrupamento de riqueza que com preendeu as regiões de Campinas, Piracicaba e Bauru. Com isso, torna-se evidente que a pobreza se encontra mais presente nos municípios mais afastados dos centros industriais do estado. O conhecimento da distribuição espacial da pobreza nos municípios de São Paulo poderia subsídiar políticas que visem à minimização da pobreza nas regiões mais pobres do estado.

Palavras-chave: Mapas de pobreza; São Paulo; Análise Exploratória de Dados Espaciais (AEDE).

Avaliação de risco de crédito com base no modelo MDB, na Teoria de Opções Reais e na Simulação de Monte Carlo

Eder Oliveira Abensur

Resumo

A concessão de crédito e o risco associado à sua atividade podem ser considerados como o centro das atenções das atividades bancárias brasileiras recentes. Apesar de representar a própria origem dos bancos, só em anos recentes o mercado bancário brasileiro vem alcançando diversas camadas sociais com significativo aumento da participação da carteira de crédito (pessoal, financiamento de veículos) nos resultados das suas instituições. Este estudo apresenta um modelo de análise de carteiras de empréstimo com avaliação estocástica dos riscos de crédito e de mercado ampliando o alcance conceitual do modelo MDB proposto por Myers et al. (1976). A proposta é fundamentada nos conceitos do modelo MDB, na teoria de Opções Reais e na simulação de Monte Carlo. O modelo desenvolvido foi testado com dados reais do mercado brasileiro de veículos. Os resultados sugerem que o modelo apresenta-se como alternativa útil à análise da viabilidade de carteiras de crédito.

Palavras-chave: Modelo MDB; Teoria de Opções Reais; Simulação de Monte Carlo.

Um modelo de preços hedônicos para celulares pré-pagos

Alexandre Magno Rodrigues

Cláudio Ribeiro Lucinda

Resumo

Este estudo se concentrou na utilização da metodologia de preços hedônicos para a identificação dos preços implícitos relacionados aos atributos dos aparelhos celulares pré-pagos disponíveis para venda no mercado varejista brasileiro. As informações utilizadas para a modelagem refletem as atualizações semanais de preços de 96 aparelhos monitorados ao longo do ano de 2007 nas principais redes de varejo no mercado nacional. Foram identificados os preços implícitos tanto de atributos físicos de dimensões e de estilo quanto de atributos relacionados a funcionalidades multimídia embarcadas, tais como câmera, MP3 player, etc. Os maiores prêmios de preço estavam relacionados tanto ao formato do aparelho (Flip ou Slider) quanto à presença de novas funcionalidades (câmera e MP3 player).

Palavras-chave: Aparelhos celulares; Preços hedônicos.

 

voltar

 Insper – Revista de Economia e Administração – 10 anos

Insper
linkedin facebook twitter youtube flickr

Insper

Rua Quatá, 300 - Vila Olímpia
- São Paulo/SP -
Brasil
| CEP: 04546-042
| Tel:
(11) 4504-2400

Webmail | Intranet Corporativa
Todos os direitos reservados

Mapa do site Notícias Acessibilidade Fale conosco