Revista de Economia e Administração – vol. 7 – n° 1

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

Sumário

Ciclos políticos: um estudo sobre a relação entre flutuações econômicas e calendário eleitoral no Brasil, 1985-2006

Márcio Antonio Salvato

Pietro Calixto Antures

Ari Francisco de Araujo Jr.

Claudio D. Shikida

Humberto Francisco Silva Spolador ……………………………………………….. 1-20

Concentração e ganhos de eficiência no setor de supermercados do Brasil

Michelle Moutinho Venâncio

Marco Aurélio Marques Ferreira

Talles Girardi Mendonça

Marcelo José Braga……………………………………………………………………… 21-40

Tax and accounting simplification for professionals and small businesses: lessons from the Iberian experiences

António Martins…………………………………………………………………………… 41-55

Abertura comercial e seus impactos sobre o setor energético e sobre a economia e o bem-estar no Brasil

Alan Figueiredo de Arêdes

Matheus Wemerson Gomes Pereira

Fátima Marília Andrade de Carvalho……………………………………………….. 56-68

Análise do poder de compra no mercado de arroz em São Paulo

Mario Antonio Margarido

Carlos Roberto Ferreira Bueno………………………………………………………. 69-92

Uso de opções reais para precificação das garantias de contratos: o caso do Expresso Aeroporto

Fernando Nascimento de Oliveira

Márcia Massotti de Carvalho…………………………………………………………. 93-124

Sumário

Ciclos políticos: um estudo sobre a relação entre flutuações econômicas e calendário eleitoral no Brasil, 1985-2006

Márcio Antonio Salvato

Pietro Calixto Antures

Ari Francisco de Araujo Jr.

Claudio D. Shikida

Resumo

Este artigo estuda a hipótese de que os formuladores de política econômica não estão unicamente preocupados com a maximização do bem-estar social, mas, visando a maximização da probabilidade de sua (re)eleição, afetam o comportamento das séries econômicas nos períodos pré e pós-eleitorais. Nesse sentido, testa-se a hipótese de oportunismo político no Brasil de 1985 a 2006, usando um modelo com componentes auto-regressivos e de média móvel. As variáveis analisadas foram: taxa de crescimento do PIB, taxa de desemprego, taxa de inflação, despesa governamental e déficit público. Além disso, é feita uma análise multivariada a partir do modelo auto-regressivo vetorial (VAR). Como principais resultados, citamos: i) evidências estatísticas de manipulação oportunista pré-eleitoral da taxa de inflação no período posterior à implantação do Plano Real, e das taxas de desemprego e crescimento do produto; ii) não rejeição da hipótese de ação oportunista em relação ao gasto público e ao déficit governamental.

Palavras-chave: Ciclos político-econômicos; Manipulação de políticas; Modelos autoregressivos; VAR.

Concentração e ganhos de eficiência no setor de supermercados do Brasil

Michelle Moutinho Venâncio

Marco Aurélio Marques Ferreira

Talles Girardi Mendonça

Marcelo José Braga

Resumo

A reestruturação do setor supermercadista, iniciada na década de 1990, e que continua a ocorrer nos dias atuais, coloca diante dos participantes do setor, sejam eles grandes ou pequenas empresas, a necessidade de investimentos em tecnologia de forma que a usca por ganhos de eficiência seja um processo contínuo. Nessa direção, o objetivo deste trabalho é analisar a evolução da concentração de mercado e seus possíveis efeitos sobre os ganhos de eficiência do setor. No intuito de analisar mudanças na produtividade total dos fatores entre períodos diferentes, utilizou-se o índice de Malmquist, e para dimensionar a concentração do mercado foram calculadas as Razões de Concentração. Os resultados e as conclusões referem-se ao aumento da concentração acompanhado pela melhoria da eficiência produtiva, e sugerem que o setor está a caminho de níveis ainda mais altos de eficiência, o que poderia se traduzir também em melhoria de bem-estar social.

Palavras-chave: Supermercados; Eficiência; Concentração; Produtividade.

Tax and accounting simplification for professionals and small businesses: lessons from the Iberian experiences

António Martins

Resumo

Este trabalho descreve e compara dois sistemas simplificados de tributação de profissionais liberais e pequenas empresas em Portugal e na Espanha. Pode ser afirmado que o sistema português teve êxito em termos da capacidade de atrair contribuintes, e que a cláusula de renda mínima ajudou a combater significativamente a evasão fiscal. As principais críticas ao sistema português são as de que pode ser dito que dois coeficientes são insuficientes, ao não permitirem a consideração de diferenças setoriais de rentabilidade. O sistema espanhol tem uma concepção mais detalhada. O processo de determinação da renda tributável o torna muito mais complicado na prática. Ou seja, um enfoque “personalizado” foi considerado um objetivo desejável, às expensas da simplicidade.

Palavras-chave: Sistema tributário; Tributação da renda; Simplicidade tributária; Finanças públicas; Reforma tributária.

Abertura comercial e seus impactos sobre o setor energético e sobre a economia e o bem-estar no Brasil

Alan Figueiredo de Arêdes

Matheus Wemerson Gomes Pereira

Fátima Marília Andrade de Carvalho

Resumo

O objetivo do artigo é analisar os impactos da abertura comercial mundial sobre o setor energético e sobre a economia e o bem-estar no Brasil. Foram avaliados três cenários de redução de tarifas de importação mediante a utilização do modelo de equilíbrio geral computável GTAP. Os resultados sugerem uma desvantagem comparativa brasileira nos setores energéticos, nos setores de produtos manufaturados e de serviços e vantagem comparativa no setor agrícola. No agregado, quanto maiores são as reduções tarifárias, maiores são as expansões do PIB e do bem-estar no Brasil. No entanto, ressalta-se que a abertura comercial também tem o caráter perverso de provocar alterações na pauta das exportações e acentuar a vulnerabilidade externa do país. Assim, os acordos comerciais devem ser negociados levando em consideração esses aspectos.

Palavras-chave: Abertura comercial; Tarifas; Energia; Brasil; GTAP.

Análise do poder de compra no mercado de arroz em São Paulo

Mario Antonio Margarido

Carlos Roberto Ferreira Bueno

Resumo

Esse artigo utiliza testes de exogeneidade e co-integração para determinar o poder de compra nos segmentos de produtores agrícolas, no atacado e no varejo em São Paulo. São usadas séries de preços de arroz em nível de produtor no estado de São Paulo, e preços de arroz no atacado e no varejo, ambos na cidade de São Paulo. O período de análise vai de janeiro de 1995 a dezembro de 2006. Os resultados mostram que, no longo prazo, o atacado deprime o valor recebido pelo produtor de arroz em 15,10% (a elasticidade de transmissão de preço é superior à unidade), resultado que demonstra o poder de compra do primeiro (atacado) sobre o segundo (produtor). Os resultados também mostram que o varejo deprime os preços do arroz no atacado no longo prazo, porém, com menor intensidade, ou seja, aproximadamente 10,02% (sendo a elasticidade de transmissão de preço próxima da unidade). Os dois resultados refletem os efeitos das respectivas estruturas de comercialização do arroz.

Palavras-chave: Poder de compra; Teste de exogeneidade; Co-integração; Mercado de arroz.

Uso de opções reais para precificação das garantias de contratos: o caso do Expresso Aeroporto

Fernando Nascimento de Oliveira

Márcia Massotti de Carvalho

Resumo

Recentemente, o governo brasileiro propôs para o projeto de trem de alta velocidade (Expresso Aeroporto) a concessão de garantias para estimular a participação do setor privado no investimento. A teoria das opções reais é utilizada como método de precificação dessas garantias, já que inclui em sua metodologia a possibilidade de incertezas e flexibilidades gerenciais. O resultado obtido para o valor presente líquido expandido do projeto, considerando as opções reais, foi de R$ 449,047 milhões, um aumento de 131% em relação ao valor presente tradicional. Palavras-chave: Opções reais; Análise de investimentos; Flexibilidade gerencial; Infraestrutura; Expresso Aeroporto.

voltar

 Insper – Revista de Economia e Administração – 10 anos

Insper
linkedin facebook twitter youtube flickr

Insper

Rua Quatá, 300 - Vila Olímpia
- São Paulo/SP -
Brasil
| CEP: 04546-042
| Tel:
(11) 4504-2400

Webmail | Intranet Corporativa
Todos os direitos reservados

Mapa do site Notícias Acessibilidade Fale conosco