Revista de Economia e Administração – vol. 6 – n° 4

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

Sumário

Relacionamento entre persistência do lucro residual e competitividade em firmas brasileiras

Andson Braga de Aguiar

Alexsandro Broedel Lopes

Antônio Carlos Dias Coelho …………………………………………………………… 397-417

Modelagem de atributos de venda para veículos não flex fuel pela técnica da preferência declarada: Toledo, Cascavel e Foz do Iguaçu – Paraná

Leoveraldo Curtarelli de Oliveira

Sandra Regina da Silva Pinela Dalmás

Sérgio Luis Eidt

Francisco Assis Shikida …………………………………………………………………. 418-437

Some evidence on long-run monetary policy neutrality for Brazil

Reginaldo Pinto Nogueira Júnior ……………………………………………………… 438-446

Efeito disposição e experiência no mercado financeiro

Newton Carneiro Affonso da Costa Jr.

Jurandir Sell Macedo Jr.

Márcia T. Longen Zindel

Paula Baggio Arruda …………………………………………………………………….. 447-463

Observando a pequena empresa americana: a história se repete em todos os lugares?

Valdemiro Hildebrando …………………………………………………………………. 464-484

Percepção da reputação, credibilidade e imagem de marca dos cursos de mestrado e doutorado em administração

Maria Aparecida Gouvêa

Rosane Rivera Torres ……………………………………………………………………. 485-519

La implementación de la estrategia y el control estratégico: un análisis integrado

Eduardo Damião da Silva

Wesley Vieira da Silva

Jansen Maia Del Corso ………………………………………………………………….. 520-542

 

Sumário

Relacionamento entre persistência do lucro residual e competitividade em firmas brasileiras

Andson Braga de Aguiar

Alexsandro Broedel Lopes

Antônio Carlos Dias Coelho

Resumo

A Dinâmica Informacional Linear (DIL) de Ohlson prevê que lucros residuais futuros serão determinados por lucros residuais contemporâneos e “outras informações”. O presente estudo analisa o efeito da estrutura da indústria no Brasil, ao tratá-la como “outras informações”, sobre os lucros residuais futuros das firmas componentes dessas indústrias. Com base nas previsões de Porter (2004), testa-se a hipótese de que diferentes estruturas industriais têm efeitos significativamente diferentes sobre a persistência da série de lucros residuais em defasagens temporais anuais, mantendo-se a persistência da DIL de Ohlson. A amostra é coletada a partir da base de dados da Economática, incluindo o período de 1996-2005. Os resultados demonstram que a premissa da DIL se confirma na amostra estudada, ao se considerar todos os modelos processados. Os resultados do efeito da estrutura industrial indicam que parte das indústrias exibe conteúdo informacional, afetando positivamente ou negativamente lucros residuais futuros, enquanto outras não. Conclui-se que a variável “estrutura industrial”, pelo menos na amostra de sociedades por ações de capital aberto brasileiras, implica em impactos diferenciados nos ganhos anormais das firmas, não captados pelos registros contábeis no período seguinte; refletem, portanto, a presença de “outras informações” na Dinâmica Informacional Linear (DIL) tratada nas premissas do Modelo de Ohlson (1995).

Modelagem de atributos de venda para veículos não flex fuel pela técnica da preferência declarada: Toledo, Cascavel e Foz do Iguaçu – Paraná

Leoveraldo Curtarelli de Oliveira

Sandra Regina da Silva Pinela Dalmás

Sérgio Luis Eidt

Pery Francisco Assis Shikida

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar quais são os atributos mais relevantes para a venda de veículos não flex fuel, na perspectiva do vendedor, por meio da técnica da preferência declarada. A aplicação da pesquisa foi realizada em concessionárias de veículos novos em Toledo, Cascavel e Foz do Iguaçu. O método da preferência declarada foi aplicado com 4 atributos e dois níveis para cada atributo, totalizando 16 cartões. Os resultados de preferência declarada foram obtidos com o auxílio de um modelo Logit Multinomial com Probabilidade Condicional (LMPC). A partir das respostas obteve-se o valor do veículo como o atributo mais significativo na escolha dos atributos que facilitariam a venda de um automóvel de combustível não flexível, seguido da economia e do combustível. A emissão de poluentes não se caracterizou como atributo estatisticamente significativo na função utilidade.

Some evidence on long-run monetary policy neutrality for Brazil

Reginaldo Pinto Nogueira Júnior

Resumo

O artigo explora a relação de longo prazo entre taxas de juros nominais e produto real para o Brasil, no período 1948-2004. O teste de cointegração desenvolvido por Pesaran et al. (2001) é aplicado e os resultados mostram forte evidência em favor da teoria econômica tradicional, uma vez que nenhuma relação de longo prazo entre as taxas de juros nominais e o produto real foi encontrada. Estes resultados são robustos ao uso de diferentes períodos de estimação. A inexistência de uma relação de longo prazo entre as variáveis suporta a teoria da neutralidade da moeda.

Efeito disposição e experiência no mercado financeiro

Newton Carneiro Affonso da Costa Jr.

Jurandir Sell Macedo Jr.

Márcia T. Longen Zindel

Paula Baggio Arruda

Resumo

Este trabalho apresenta os resultados de uma pesquisa na área de economia e finanças comportamentais em que se pretende verificar se pessoas com experiência no mercado de ações são menos afetadas pelo efeito disposição do que pessoas leigas. Dentro da área de investimentos, este efeito se refere à tendência apresentada pelas pessoas em vender rapidamente as ações ganhadoras e em reter por muito tempo as perdedoras. Para tanto, utilizou-se um programa computacional que simula um mercado de ações que foi aplicado a dois grupos distintos de pessoas. O primeiro foi formado por 26 indivíduos com experiência no mercado de ações e o segundo por 30 estudantes de uma universidade pública, sem nenhuma experiência com ações. Verificou-se que os dois grupos foram afetados pelo efeito disposição, mas que o grupo com experiência foi o menos afetado, corroborando os resultados de pesquisas realizadas com dados históricos de clientes de corretoras de valores e reforçando a utilidade de experimentos na área de economia e finanças comportamentais.

Observando a pequena empresa americana: a história se repete em todos os lugares?

Valdemiro Hildebrando

Resumo

Este artigo é baseado em trabalho de um ano de observação e pesquisa de campo realizado pelo autor em uma pequena empresa empreendedora localizada em Washington, DC. O principal objetivo do estudo foi examinar as características gerenciais e os comportamentos do fundador e empreendedor que era também o proprietário e gerente do negócio, e compará-los e contrastá-los àqueles encontrados na literatura deste campo de estudos. Adicionalmente, aspectos de marketing, competição, recursos humanos e localização foram revisados em relação aos desafios de um ambiente em constante mudança como o experimentado por esta empresa. O autor encontra suporte para a idéia de que algumas características pessoais, estilo de gerência, insuficiências financeiras e circunstâncias ambientais freqüentemente levam a situações de falhas típicas dos pequenos negócios.

Percepção da reputação, credibilidade e imagem de marca dos cursos de mestrado e doutorado em administração

Maria Aparecida Gouvêa

Rosane Rivera Torres

Resumo

Marca é um tema que tem ocupado as preocupações e estudos de vários teóricos e práticos da administração. Em contrapartida, pequena atenção tem sido dada à aplicação desse conceito no contexto das Instituições de Ensino Superior. Relatamos a realização de uma pesquisa quantitativa com alunos de mestrado e doutorado de instituições com avaliação 4 ou superior pela CAPES em 2004 na cidade de São Paulo. Foram levantadas informações sobre os perfis de tais alunos, bem como as suas percepções sobre a reputação, credibilidade e imagem de suas respectivas Instituições de Ensino Superior (IES). O estudo revela algumas diferenças entre as IES, as quais poderão ser indícios da necessidade de revisão de algumas estratégias de marketing, visando-se o alcance de padrões de mercado mais competitivos.

La implementación de la estrategia y el control estratégico: un análisis integrado

Eduardo Damião da Silva

Wesley Vieira da Silva

Jansen Maia Del Corso

Resumo

Este trabalho possui como objetivo esclarecer os principais conceitos necessários para a compreensão das relações existentes entre o conceito de estratégia, o processo estratégico (formulação e implementação estratégica); as barreiras ao processo de implementação estratégica e o controle estratégico. Após a análise da discussão dos referidos conceitos, se estabelece uma possível relação entre três grupos de variáveis: as características da estratégia (MINTZBERG, 1993, 1994), as barreiras à implementação estratégica (KAPLAN e NORTON, 1997) e os níveis de controle (SIMONS, 1995a). Estes grupos de variáveis foram traduzidos em teorias e são desenvolvidos e apresentados neste trabalho. A relação dos três grupos de variáveis e as constatações teóricas, realizadas neste trabalho, nos permitirá sugerir, ou considerar, que a utilização eficiente dos mecanismos de controle de cada nível de controle de Simons (1995a), é capaz de eliminar as barreiras à implementação estratégica identificadas por Kaplan e Norton (1997), facilitando o fluxo do processo de implementação estratégica nas organizações.

voltar

 Insper – Revista de Economia e Administração – 10 anos

Insper
linkedin facebook twitter youtube flickr

Insper

Rua Quatá, 300 - Vila Olímpia
- São Paulo/SP -
Brasil
| CEP: 04546-042
| Tel:
(11) 4504-2400

Webmail | Intranet Corporativa
Todos os direitos reservados

Mapa do site Notícias Acessibilidade Fale conosco