Revista de Economia e Administração – vol. 1 – n° 4

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

Sumário

Uma abordagem de Economia política dos arranjos cambiais

Divanildo Triches e

Soraia Santos da Silva ………………………………………………….01

Evolução de valor, risco e probabilidade de default na carteira agregada de LFT’s e implicações institucionais

Ney Roberto Ottoni de Brito e

Affonso Corrêa Taciro Junior ………………………………………….20

O Enquadramento da Gestão Escolar

Agostinho Inácio Buchai ………………………………………………..49

Avaliação de títulos conversíveis com opções de compra e venda

Carlos Patricio Samanez,

Giuliano Iorio e

Gustavo Santos Raposo ………………………………………………..57

Teste do CAPM zero-beta no mercado de capitais brasileiro

Flávio Formoso da Silva e

Luiz Felipe Jacques da Motta …………………………………………..72

Resumo

1. Uma abordagem de economia política dos arranjos cambiais

Divanildo Triches

Soraia Santos da Silva

Resumo

O presente trabalho faz uma abordagem de economia política à evolução dos regimes cambiais. Claramente, a escolha de um regime de taxa de câmbio depende de uma série de indicadores que expressam os fundamentos de uma economia em particular. As evidências mostram que um determinado sistema cambial apresenta uma inconsistência intertemporal, o que vale dizer que não pode ser único o tempo todo. Os dados indicam que há uma nítida tendência de abandono pelos países de sistema cambiais do tipo intermediário para os bipolares, prevalecendo o de taxa de câmbio flexível.

2. Evolução de valor, risco e probabilidade de default na carteira agregada de LFT’s e implicações institucionais

Ney Roberto Ottoni de Brito

Affonso Corrêa Tarciro Junior

Resumo:

Como é de conhecimento geral, em 2002 os mercados financeiros e de capitais brasileiros sofreram os efeitos de uma série de eventos relevante que geraram níveis anormais de turbulência. Estes eventos concentraram-se no período de abril a setembro e tiveram natureza distinta, pois estavam associadas a crises internacionais, decisões de política monetária e eventos políticos relacionados às eleições em outubro. O objetivo inicial deste trabalho é analisar o impacto dos principais eventos relevantes sobre os mercados em 2002. Após obter a carteira agregada de LFT’s em 05/06 – divulgada pelo BACEN e com uma estrutura de vencimento específico – análise dos eventos relevantes identificados se concentra em seu impacto sobre a evolução do valor e do risco desta carteira agregada, sobre a evolução dos prêmios – spreads over Treasury – dos C-Bonds e sobre as estimativas de probabilidade de default da dívida pública brasileira. Os resultados indicam que as crises de ética e de aversão a risco que explodiram em abril e maio 2002 no mercado internacional não tiveram um efeito imediato sobre a formação de preços de papéis brasileiros no exterior. A crise do mercado em 2002 deve ser fundamentalmente atribuída a decisões inadequadas de política monetária. Finalmente, o trabalho caracteriza o abstrato conceito de risco institucional Brasil pela velocidade da variação de estimativas do risco da carteira agregada de LFT’s. O risco desta carteira multiplica-se por 21,58 vezes em um período de cerca de 2,5 meses de 28 de março a 17 de junho de 2002.

3. O enquadramento da gestão escolar

Agostinho Inácio Bucha

Resumo

A gestão estratégica deve ser um motor da dinâmica organizacional da escola, sendo relevante verificar como são aplicadas as diversas teorias.

4. Avaliação de títulos conversíveis com opções de compra e de venda

Carlos Patrício Samanez,

Giuliano Iorio

Gustavo Santos Raposo

Marcio Palmeira

Resumo

Em artigo publicado no Journal of Finance, McConnell ; Schwartz (1986) desenvolveram um modelo para apreçamento de Liquid Yield Option Notes (LYON’s), títulos que têm como características principais: a ausência de eventos geradores de fluxo de caixa antes da data de vencimento, a existência de opções de compra (em poder do emissor) e de venda (direito do investidor), além da possibilidade de conversão dos contratos emitidos em um número determinado de ações da empresa emissora. Tomando por base tal artigo, o presente trabalho desenvolve um modelo alternativo para apreçamento e análise de LYON’s fazendo uso da teoria clássica de derivativos, de modo a incorporar corretamente ao preço justo do título, tanto a influência das opções presentes no contrato, quanto a sua conversibilidade, ponto que indubitavelmente se mostra de grande relevância, principalmente quando da tomada de decisão por parte da instituição interessada no lançamento do título, no que tange às características que os contratos necessariamente deverão incorporar.

5. Teste do CAPM zero-beta no mercado de capitais brasileiro.

Flávio Formoso da Silva.

Luiz Felipe Jacques da Motta

Resumo

O CAPM Zero-Beta, proposto por Black, Jensen e Scholes (1972), estabelece que o retorno médio esperado para um ativo é uma função linear de seu risco não diversificável (ou risco sistemático), e que investidores não conseguem emprestar ou tomar emprestado na taxa livre de risco. O coeficiente angular dessa função é o prêmio de risco esperado do mercado, e o intercepto é o retorno médio esperado de uma carteira com variância mínima e sem covariância com respeito à carteira de mercado. Este trabalho apresenta um teste do CAPM Zero-Beta no mercado brasileiro. Utiliza-se uma metodologia de regressão com múltiplas variáveis, proposta por Gibbons (1982). Esta metodologia não necessita de uma taxa livre de risco e elimina problemas de erros em variáveis presentes em modelos de regressão “cross-section”. O período analisado foi o de 1986 a 2001. Utilizando-se preços da BOVESPA, os testes realizados não rejeitam o CAPM Zero-Beta nos períodos 1991 a 1996 e 1996 a 2001

voltar

 Insper – Revista de Economia e Administração – 10 anos

Insper
linkedin facebook twitter youtube flickr

Insper

Rua Quatá, 300 - Vila Olímpia
- São Paulo/SP -
Brasil
| CEP: 04546-042
| Tel:
(11) 4504-2400

Webmail | Intranet Corporativa
Todos os direitos reservados

Mapa do site Notícias Acessibilidade Fale conosco