Home/Pesquisa e Conhecimento/Centro de Gestão e Políticas Públicas/Conheça a parceria entre Insper e Instituto Unibanco na educação

Conheça a parceria entre Insper e Instituto Unibanco na educação

Descubra áreas de pesquisas e atividades desse trabalho em conjunto

Com o objetivo de promover pesquisas, estudos, artigos e eventos que tragam luz ao debate sobre a qualidade da educação no ensino médio, ensino técnico e ENEM, o Insper se uniu ao Instituto Unibanco para a criação da Cátedra Instituto Unibanco.

Essa parceria também visa contribuir com o projeto Jovem do Futuro, do Instituto Unibanco, que é voltado ao aprimoramento contínuo da gestão escolar orientada para resultados de aprendizagem dos estudantes de escolas públicas de Ensino Médio.

A cátedra é conduzida pelo professor Sergio Firpo, graduado em economia pela Unicamp e PhD pela Universidade de Berkeley.

Conheça mais sobre essa parceria em prol do futuro da educação.

O que é o Jovem de Futuro?

O projeto, que foi lançado em 2007, nasceu com a missão de contribuir para a aprendizagem dos alunos do Ensino Médio, como consequência de uma gestão educacional orientada para o avanço contínuo da educação pública. 

Para isso, são disponibilizadas metodologias e instrumentos que dão suporte ao trabalho de gestão. Tudo isso em parceria com as Secretarias Estaduais de Educação.

O que é o circuito de gestão?

O Jovem de Futuro conta com um método exclusivo chamado de Circuito de Gestão, que atua em três instâncias: escolas, regionais de ensino e secretaria de ensino.

Esse método desenvolvido para o sistema educacional brasileiro incorporou métricas nacionais, o calendário letivo, a estrutura administrativa prevista na Lei de Diretrizes e Bases (LDB), a cultura e a forma de funcionamento das escolas e secretarias.  

O Circuito de Gestão possui três passos fundamentais da prática científica adaptada para a área de gestão: definição de hipótese, experimento e avaliação. 

O que é SMAR no programa Jovem de Futuro?

estudantes sentados em cadeiras

SMAR é uma sigla que significa Sistemática de Monitoramento e Avaliação de Resultados. Basicamente, são reuniões que envolvem diferentes instâncias de gestão para monitorar e avaliar o programa Jovem de Futuro. 

A SMAR ajuda a identificar quais são as  escolas que estão executando seu Plano de Ação e conseguindo resultados de aprendizagem, assim como as que estão em dificuldades para alcançá-los. Assim, é possível criar estratégias e planos para corrigir problemas.

O que é o Observatório da Educação?

O Observatório de Educação é uma plataforma online do Instituto Unibanco, que conta com mais de 25 mil documentos. Esse acervo tem análises e curadoria de artigos, teses, dados estatísticos e eventos, além de produção audiovisual sobre Ensino Médio e Gestão em Educação Pública. 

Essa base de dados é composta por:

  • 471 gráficos e tabelas
  • 1.829 vídeos
  • 24.462 textos

A curadoria do Observatório de Educação capta informações, identifica sua relevância e as relaciona com produções de órgãos oficiais, mídias, pesquisadores, entre outras fontes.

Parceria Insper e Instituto Unibanco: o ensino remoto na pandemia

um estudante estudando em sua mesa com um computador a sua frente

Um dos estudos resultantes dessa parceria entre o Insper e o Instituto Unibanco foi o  estudo “Perda de Aprendizagem na Pandemia”, elaborado pelos professores Ricardo Paes de Barros e Laura Muller Machado.

A pesquisa concluiu que os estudantes da rede pública iniciaram o ano letivo, em 2021, com um menor desenvolvimento em língua portuguesa e em matemática. Essa foi uma consequência da substituição do ensino presencial pelo remoto durante a pandemia de coronavírus. 

Para saber mais sobre esse estudo, clique aqui

Ensino Médio

  • Ensino Médio Técnico: remuneração e empregabilidade futura;
  • Ocupações de Ensino Médio, evolução salarial e produtividade;
  • Qualidade do Ensino Médio e efeitos ao longo prazo sobre salários e escolha setorial.

Programa Jovem de Futuro

  • Papel dos supervisores no clima e gestão escolares;
  • Heterogeneidade dos efeitos: o papel das condições iniciais;
  • Heterogeneidade dos efeitos: adesão diferenciada e escolhas dos gestores;
  • Efeitos de longo prazo do JF sobre emprego e renda.

Equipe: Coordenador Sergio Firpo

Núcleo Ciência pela Gestão Educacional