Home/Pesquisa e Conhecimento/Centro de Agronegócio Global/Ciclo de Debates Insper Agro Global 2020

Ciclo de Debates Insper Agro Global 2020

Saiba mais sobre os debates e faça sua inscrição

O centro Insper Agro Global tem o objetivo de analisar os grandes vetores de transformação e a dinâmica da inserção do Brasil no agronegócio mundial. Para aprofundar o debate, realizará o Ciclo de Debates Insper Agro Global 2020, que compreenderá 10 eventos com a presença de especialistas de renome e público qualificado para discutir temas relevantes que permeiam o desenvolvimento do agronegócio no Brasil e no mundo.

Neste primeiro ciclo, estamos propondo debates qualificados sobre temas como desenvolvimento sustentável, comércio internacional, competitividade, custo e valor da terra, inovação, sanidade, nova infraestrutura, desafios de comunicação, comportamento do produtor na era digital, perdas e desperdícios de alimentos, inclusão social no setor, pecuária sustentável, novas fronteiras tecnológicas, governança e sucessão familiar e outros.

Todos os eventos serão moderados por Marcos Jank, Coordenador do Insper Agro Global.

Saiba mais sobre os eventos:

Evento postergado. Mais informações em breve.
Como conciliar preservação ambiental com expansão da agricultura e das cidades?
Um dos grandes desafios contemporâneos é a conciliação entre preservação ambiental e utilização de recursos de forma sustentável e economicamente rentável. O Brasil encontra-se sob grande escrutínio da opinião pública global, em função de questões ligadas ao uso da terra e da água,  modelo de expansão da agropecuária, desmatamento, mudança do clima, saneamento e enchentes nas grandes cidades. Como conciliar a preservação ambiental e a expansão da agricultura e das cidades no país?
Abertura: Marcos Lisboa (Insper)
Palestrante: Ricardo Salles (Ministro do Meio Ambiente)
Debatedores: Pedro de Camargo Neto (Sociedade Rural Brasileira), André Guimarães (IPAM e Coalização Brasil Clima, Florestas e Agriculturas), Priscila Claro (Insper).

Evento postergado. Mais informações em breve.
O impacto das epidemias na China sobre o agronegócio brasileiro (em parceria com a MSD Saúde Animal)
O evento vai discutir os desafios e oportunidades que se colocam frente às epidemias de doenças transfronteiriças na China, como a peste suína africana, a influenza aviária e, mais recentemente, o coronavírus. O encontro reunirá representantes de produtores de proteína animal do Brasil e do Ministério da Agricultura para promover um diálogo sobre as próximas etapas da recuperação chinesa, as possíveis mudanças de hábitos de consumo e oportunidades para o comércio, além de apresentar as medidas de controle e prevenção que estão em curso para mitigar os riscos dessas doenças no Brasil.
Painelistas: Brett Stuart (Global Agri Trends, EUA), Larissa Wachholz (Assessora Especial da Ministra da Agricultura e Chefe do Núcleo China, MAPA), Leandro Feijó (Diretor do Departamento de Negociações Sanitárias e Fitossanitárias, Ministério da Agricultura), Ricardo Santin (Diretor Executivo, Associação Brasileira de Proteína Animal – ABPA).

Evento postergado. Mais informações em breve.
O que a liberalização comercial e a integração global podem fazer pelo Brasil e pela América Latina?
As principais potências econômicas estão imersas em disputas e acordos que põem em xeque as instituições que deram sustentação às políticas de liberalização de comércio adotadas nas últimas décadas em diversas partes do mundo. Passados trinta anos da introdução em larga escala dessas políticas na América Latina, os resultados são vistos com desconfiança e ambiguidade. O debate será estruturado a partir da apresentação do estudo “Trading Promises for Results: What Global Integration Can Do for Latin America and the Caribbean” produzido pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O relatório traz evidências baseadas em lições aprendidas que podem contribuir para o enfrentamento dos desafios da integração global.
Palestrante: Maurício Mesquita Moreira (Economista-Chefe de Comércio do Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID).
Debatedores: Marcos Lisboa (Insper), Sandra Rios (CINDES), Diego Z. Bonomo (CNI).
Link para inscrições: em breve

4º Debate – 07/05 – 17h
Webinar | A Agricultura na era digital pós-Covid
Durante o webinar, será lançado o estudo da McKinsey “A cabeça do produtor rural na era digital”, baseado em inédita pesquisa quantitativa e qualitativa com mais de 750 agricultores de diferentes culturas e regiões do Brasil. O estudo aborda temas como comportamento digital, soluções de financiamento, processo de aquisição de insumos, influenciadores, nível de adoção tecnológica e ilustra como a era digital tem influenciado a rentabilidade da atividade agropecuária.
No debate, será feita uma comparação sobre estágio da digitalização da agricultura no Brasil e nos EUA, além de uma discussão sobre os cenários de digitalização do setor agroalimentar no mundo pós-Covid.

Painelistas:
Apresentação do estudo: Nelson Ferreira, sócio-sênior da McKinsey
Mediador: Marcos S. Jank – Professor do Insper

Debatedores:
Antonio Carlos Ortiz (Centrec, Illinois USA)
Pedro Barros Barreto Fernandes (Diretor de Agronegócios do Itaú-BBA)
Sebastian Popik (Aqua capital)

Faça sua inscrição clicando aqui.

5º Debate – 04/06
Competitividade agropecuária e a demanda por terras e pastagens no Brasil

Novos vetores de intensificação têm contribuído para a competitividade da atividade agropecuária brasileira. Neste debate será apresentado o inédito diagnóstico de um dos capítulos do livro “China-Brasil: Partnership for Bilateral and Global Food Security” organizado em conjunto por professores e pesquisadores da ESALQ-USP e CAU (Chinese Agricultural University). O capítulo intitulado “Key Success Factors for the Brazilian Grains and Meat Industry in the Past Twenty Years” analisa os impactos da segunda safra, da integração lavoura-pecuária-floresta e de novos vetores de inovação na competitividade agropecuária brasileira. Verifica também como a evolução tecnológica impacta o equilibro entre produção de grãos e de proteínas animais e tece considerações de como essas transformações tem influenciado a evolução da oferta e demanda do agro, seus custos e preços da terra e de arrendamentos.
Palestrante: André Pessoa (Presidente da Agroconsult).
Debatedores: Henrique Americano Carvalho de Freitas (Presidente da Radar), Julio Cesar de Toledo Pizza (Ex-Ceo da BrasilAgro e conselheiro de empresas do agro), Luiz Lourenço (Presidente do Conselho de Administração da Cocamar).
Link de inscrição: em breve

6º Debate – 06/08
Perdas e desperdícios de alimentos: perspectiva brasileira no contexto global
A redução de perdas e desperdício é um tema que permeia toda a cadeia de produção e transformação de alimentos, desde as etapas dentro da porteira, passando pela indústria, varejo, preparo doméstico ou em restaurantes e afins, chegando até o momento do consumo. As soluções precisam ser pensadas de forma conjunta e necessariamente devem envolver aqueles que legislam em torno da produção e do consumo. Questões culturais e hábitos também precisam ser levadas em conta. Queremos colocar em discussão as perspectivas brasileiras sob a óptica de diferentes atores: academia, indústria e consumo final.
Palestrantes, debatedores e link de inscrição: em breve


7º Debate – 03/09
Emprego e renda no agro: incluir é possível?
Enquanto a tecnologia avança no campo, a tendência é expulsar o trabalhador rural para as cidades, ao mesmo tempo que se exige maior qualificação daqueles que permanecem. Em paralelo, a contribuição do agronegócio para a economia brasileira é sempre destacada, mas pouco se discute se tal contribuição se reflete também em maior inclusão e consequentemente melhor qualidade de vida para os trabalhadores associados ao agronegócio. À essa temática queremos agregar, por meio do debate com base em evidências que tem sido detectadas por pesquisadores da área.
Palestrantes, debatedores e link de inscrição: em breve

8º Debate – 01/10
Brasil: exemplo de pecuária sustentável?
A pecuária está entre as atividades do agronegócio brasileiro mais controversas quando o assunto é proteção ao meio ambiente e sustentabilidade. É responsabilizada pelo desmatamento, emissão de gases de efeito estufa entre outras mazelas ambientais que são inadequadamente a ela atribuídas. Ao mesmo tempo, há experiências que mostram que quando manejada adequadamente a atividade pode ajudar na conservação ambiental. Propomos uma discussão que avance no entendimento sobre a realidade da pecuária brasileira e seu futuro dentro desse contexto.
Palestrantes, debatedores e link de inscrição: em breve

9º Debate – 05/11
Palestrantes, debatedores e link de inscrição: em breve

10º Debate – 03/12
Palestrantes, debatedores e link de inscrição: em breve


Importante: datas, temas e convidados podem ser alterados a qualquer momento. Acompanhe esta página para obter informações atualizadas.