Home/Noticias/“O governo tem de aprender a ouvir o contraditório”