Home/Noticias/O dilema de cobrir ou não entrevistas duvidosas de presidentes