Home/Noticias/Marcos Lisboa: A retórica importa; a técnica também