Home/Noticias/Lojas de nerds driblam estigma e faturam até R$ 290 mil por mês