Home/Noticias/“Desligar” a internet é prática recorrente de governos autoritários