Home/Noticias/Com nova lei do direito de resposta, Estado faz papel de editor