Home/Noticias/Com crise, não é hora de contrair dívidas nem comprar bens duráveis