Home/Insper Conhecimento/Regina Madalozzo|Rinaldo Artes

Mulheres ainda são minoria nos cargos de liderança

Apesar da presença consolidada no mercado de trabalho, as mulheres ainda enfrentam dificuldades para alcançar os cargos de liderança. Apenas 8% das empresas brasileiras têm mulheres como presidente e somente 21% em cargos de diretoria.

Os dados são da pesquisa “Panorama Mulher 2017: a presença das mulheres na liderança das empresas”, realizado pelo Insper em parceria com a Talenses no primeiro semestre deste ano. A equidade de gênero nas corporações é um problema mundial e há poucos dados sobre o assunto no Brasil, por isso a importância do estudo recém-divulgado.

Mais de 330 empresas participaram do levantamento. Nem todas as companhias possuem cargos de vice-presidências, diretorias ou conselhos de administração. Entre as que têm essas posições, a presença das mulheres é menor quando comparada a dos homens.

A pesquisa revelou ainda que em 52,5% das empresas que possuem cargos de vice-presidência e em 62% das companhias que possuem conselhos de administração não há nenhuma mulher ocupando essas posições.

Quando analisados os dados referente aos cargos de diretoria, a posição hierárquica mais baixa considerada pela pesquisa, 33% das empresas que têm este cargo não possuem uma mulher como diretora.

Luz no fim do túnel

A equidade de gênero vem ocupando cada vez mais espaço nas agendas das empresas e quando a liderança está engajada no tema, o número de mulheres em cargos de liderança tendem a aumentar.

Uma análise dos dados coletados demonstra que nas empresas que há mulheres ocupando cargos de presidência, a presença feminina em cargos de liderança é maior. Quando a presidente é mulher há 26% mulheres em cargos de vice-presidência, quando o presidente é homem, este percentual cai para 17%. O mesmo ocorre nas posições dentro dos conselhos e diretoria, que trazem percentuais iguais, 15% contra 10%.

Sobre a pesquisa

O estudo foi conduzido por Regina Madalozzo e Rinaldo Artes, pelo Núcleo de Estudos de Gênero, no Centro de Estudos em Negócios do Insper, em parceria com a empresa de recrutamento Talenses. Das 339 empresas que responderam à pesquisa, 75% são do setor de serviços. A maioria delas está localizada em São Paulo (70%) e Rio de Janeiro (22%).

As empresas respondentes têm 500 funcionários ou mais (57%) e 53% possuem sede no Brasil, 23% na Europa e 19% na América do Norte. Com relação à estrutura de capital, 64% das participantes possuem capital fechado e 13% têm capital aberto e negociado em bolsa de valores.