Home/Graduação/Ciência da Computação

Ciência da Computação

Machine learning, cloud computing, big data, blockchain, aplicativos. Prepare-se para o futuro com o novo curso de Ciência da Computação. As matrículas para a primeira turma, no início de 2022, estão abertas

Que profissional queremos formar? 

A transformação digital é uma realidade que alcança cada vez mais empresas e outros tipos de organizações. À medida que esse processo avança, cresce o valor de um profissional que ajude a enxergar os potenciais da tecnologia na melhoria dos processos e na vida das pessoas – o cientista da computação.

O curso de Ciência da Computação do Insper irá formar especialistas em computação avançada com foco no desenvolvimento de soluções para necessidades reais das organizações e da sociedade.

Os alunos serão capazes de atuar em times de desenvolvimento de softwares, tanto escrevendo códigos quanto liderando equipes. O objetivo será sempre garantir qualidade, prazos e viabilidade do produto.

Nosso cientista da computação será o profissional perfeito para um mundo em que aplicativos, web, segurança de informação, blockchain, machine learning, cloud computing, comércio digital, internet das coisas e big data são cada vez mais onipresentes.

Um curso de tecnologia mais humano 

A razão de todo software existir é ser útil para as pessoas que precisam dele. A graduação em Ciência da Computação do Insper é focada na entrega de projetos que resolvam problemas reais de empresas e de pessoas. A partir da concepção de uma solução, desenvolvida com os usuários, os alunos irão concretizar projetos fazendo uso de tecnologia da informação e de programação.

O currículo do curso proporcionará vivências centradas em metodologias ágeis, desenvolvimento colaborativo distribuído, user experience e produtos digitais.

Mais do que dominar os fundamentos teóricos, saber programar e desenhar sistemas, o Cientista de Computação do Insper verá seu trabalho como um processo, que parte de pessoas e termina novamente em pessoas. E será plenamente competente para realizá-lo. Isso envolve compreender as necessidades dos usuários da futura solução com empatia, formular e resolver os problemas técnicos com o uso das mais avançadas tecnologias e mais sólidos conceitos, e levar a solução de volta às pessoas, com a atitude empreendedora dos que não veem dificuldades como obstáculos, mas como oportunidades.

Nessa jornada, os futuros cientistas da computação terão uma formação para desenvolver, além de competências técnicas e criação de projetos centrados

no usuário, habilidades de comunicação, trabalho em equipe e liderança. E desenvolverão ao longo do curso a capacidade de continuar aprendendo por toda a vida.

Diagrama: tecnologia a serviço das pessoas no curso de Ciência da Computação

Essa combinação permite que profissionais transformem a realidade, considerando necessidades, cultura e valores das pessoas. Projetos tecnológicos não são apenas técnicos, mas oportunidades de geração de valor para comunidades, com produtos que atendam às necessidades por um preço justo e economicamente viável.

 

Por que escolher o Insper?

A experiência acadêmica da graduação em Ciência da Computação foi cuidadosamente desenhada para conciliar uma sólida e integrada formação teórica e prática. Veja alguns dos atributos que o aluno irá desenvolver:

Aprender a projetar e construir arquitetura de softwares complexos

A jornada de construção de software é iniciada com a análise detalhada de códigos para que os alunos possam aprender a escrever programas compreensíveis, de fácil manutenção e teste. O resultado será a construção de softwares mais dinâmicos, vivos e que evoluem no tempo.

Os estudantes farão uso de metodologias de desenvolvimento ágil para entregar softwares de qualidade que resolvam um problema real.

Em uma nova fase, o software passará a ser formado por múltiplos componentes que interagem entre si, cada um tão complexo quanto os já feitos desde então. Será importante também que ele resolva problemas de pequena a grande escala. A complexidade não se resolve com formação superficial, por isso os alunos vão ter uma base teórica muito sólida, desenvolvida sempre de foma aplicada e contextualizada.

O desenvolvimento do software também se estenderá pelo espaço, com a realização de projetos de maneira colaborativa no mundo todo.

Além das capacidades técnicas, durante essa jornada o aluno desenvolverá habilidades de trabalho em equipe, comunicação, negociação de prazos e escopo.

Viver a dinâmica do mercado dentro da escola

Equipes de software adotam ciclos de entrega mais curtos em que desenvolver rapidamente o produto é essencial para o sucesso. Dessa forma, em diversos momentos do curso serão criadas dinâmicas de trabalho em equipe, intenso e focado, com ciclos rápidos de feedback e foco na criação de softwares que resolvam problemas.

Durante esses períodos, os alunos atuarão juntos, aprendendo uns com os outros em um ambiente desafiador e de alta performance. Cada grupo irá determinar suas próprias metas, criando vivências únicas que se acumularão a cada ano.

Os alunos praticarão os diversos papéis exercidos por profissionais num projeto de software: desenvolvedor, líder de projeto e líder de produto. Tudo isso será feito com a orientação decisiva de um corpo docente altamente qualificado, que estimulará os alunos a sonhar alto e a adotar metas ambiciosas.

A etapa final do curso será um projeto em parceria com grandes empresas do setor. Elas irão propor aos alunos o desenvolvimento de projetos de inovação em temas como machine learning, inteligência artificial, devops e cibersegurança.

Estudante negro em sala de aula usando máscara facial olhando fixamente pra frente

Aprender por meio de feedbacks personalizados, rápidos e constantes

Já no primeiro semestre do curso, nas tarefas iniciais de aprendizado, os alunos contam com um sistema de feedback automatizado de exercícios e atividades, o software visual studio code. Esse software de programação é hospedado num servidor que se situa na nuvem, e permite que um aluno tente diversas vezes completar a tarefa. Os professores desenvolvem estratégias para que o sistema dê feedback formativo e que oriente o aluno em direção a completar a atividade.

O uso dessa tecnologia torna o processo de aprendizagem mais interativo e personalizado.

Além da interação entre alunos e professores, o sistema também oferece acesso a dashboards que mostram a evolução dos estudantes de maneira

individual. Essa possibilidade permite um acompanhamento mais próximo dos professores e ajudam os alunos a organizar o seu próprio ritmo de estudos.

Liderar projetos ágeis

Projetos de software dificilmente têm um escopo claro e fixo. Por esse motivo, equipes de desenvolvimento precisam estar em contato com o cliente e reagir a mudanças de forma eficaz. É necessário que a equipe seja ágil. Ciclos curtos de desenvolvimento e melhorias constantes dos processos são essenciais para o sucesso de um projeto.

O aluno será exposto à filosofia de desenvolvimento ágil desde o início do curso. O escopo dos projetos será negociado com o professor e desenvolvido em ciclos curtos de feedback sobre aspectos técnicos e de trabalho em equipe.

Em um segundo momento, as equipes de alunos passarão a interagir com usuários e clientes reais. Assim, irão desenvolver as habilidades de comunicação e design centrado no usuário, buscando compreender as necessidades e os requisitos muitas vezes implícitos em um projeto.

O ciclo será concluído nos últimos anos do curso, quando o aluno passará a liderar pequenas equipes de desenvolvimento ágil para atender a clientes e usuários reais.

Desenvolver habilidades interpessoais

Um dos princípios que orientam a criação das experiências de aprendizagem do curso de Ciência da Computação Insper é o desenvolvimento dos alunos como pessoas.

Para isso, são incluídas na grade curricular atividades que possibilitam o desenvolvimento de habilidades de comunicação escrita e oral, trabalho em equipe e aprendizado autônomo. Sempre com feedbacks detalhados sobre como melhorar as habilidades e com oportunidades para praticar.

Na segunda metade do curso, serão adicionadas experiências que desenvolvam consciência de contexto e qualidades empreendedoras, dando aos alunos a oportunidade de enxergar o mundo e a sua profissão de maneira ampla e se colocar como agentes de transformação para problemas da sociedade.

Conheça a grade curricular do curso de Ciência da Computação 

Ao logo de 8 semestres, os alunos passarão por trilhas de conhecimento, divididas nesse esquema por cores, e trabalharão a partir de metodologias ágeis com a criação de sprints de desenvolvimento a cada conclusão de semestre.  

No primeiro semestre, como destaque, temos a disciplina de Developer Life, que ocupa aproximadamente 80% da grade. Com ela, os alunos terão a experiência de trabalhar em equipe para desenvolver um software que atenda às necessidades reais de clientes. 

Grade curricular Ciência da Computação no Insper

Perfil de Andrew Kurauchi

Andrew Kurauchi

Disciplina: Developer Life

Bacharel e doutor em Ciências da Computação pela Universidade de São Paulo, com período de intercâmbio na Boston University, nos Estados Unidos.

Acesse o currículo completo

Perfil de Barbara Agema

Bárbara Agena

Disciplina: Developer Life

Bacharel em Ciência da Computação pelo Centro Universitário Senac e mestre em Ciência da Computação com ênfase em Inteligência Artificial pelo Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo.

Acesse o currículo completo

 

Perfil de Daniela Assofra

Daniela Assofra

Disciplina: Ética, Computação e Sociedade

Graduada em Sociologia, mestra em Estudos Culturais pela Universidade de São Paulo e doutoranda em Ciência Política na Universidade Estadual de Campinas.

Acesse o currículo completo

Perfil de Fabio Ayres

Fábio José Ayres

Disciplina: Machine Learning

Bacharel e mestre em Engenharia Elétrica pela Universidade de São Paulo e doutor em Engenharia Elétrica pela University of Calgary, Canadá.

Acesse o currículo completo

Perfil de Fábio Roberto de Miranda

Fabio Roberto de Miranda

Disciplina: Developer Life

Coordenador do curso de Ciências da Computação do Insper. Tem os títulos de bacharel em Engenharia da Computação e mestre em Sistemas Eletrônicos pela Universidade de São Paulo.

Acesse o currículo completo

Perfil de Fabio Orfali

Fabio Orfali

Disciplina: Trilhas de Matemática

Doutor em Ensino de Matemática e Ciências, mestre e Matemática e bacharel em Engenharia Química pela Universidade de São Paulo.

Acesse o currículo completo

 

Perfil de EGraziela Tonin

Graziela Tonin

Disciplina: Projeto Ágil e Programação Eficaz

Graduada e mestre em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Pernambuco e doutora em Ciência da Computação pela Universidade de São Paulo com intercâmbio pela UMBC/Maryland-US), onde trabalhou com uma das principais cientistas da sua área de pesquisa, a PhD. Carolyn Seaman.

Acesse o currículo completo

Perfil de Igor dos Santos Montagner

Igor dos Santos Montagner

Disciplina: Projeto Ágil e Programação Eficaz

Bacharel e doutor em Ciência da Computação pela Universidade de São Paulo, com estágio de doutorado no INSA-Rouen, França.

Acesse o currículo completo

Perfil de Luciano Silva

Luciano Silva

Disciplina: Teoria da Computação e Linguagens Formais

Bacharel em Ciência da Computação, mestre em Matemática Aplicada e doutor em Ciência da Computação pela Universidade de São Paulo.

Acesse o currículo completo

Perfil de Luciano Soares

Luciano Soares

Disciplina: Jogos e Interação

Graduado em Engenharia de Computação pela Universidade Federal de São Carlos, doutor em Engenharia Elétrica pela Universidade de São Paulo e pós-doutor pelo Instituto Superior Técnico (INESC/IST), Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ADETTI/ISCTE) e Institut National de Recherche en Informatique et Automatique (INRIA). Tem MBA em Gerenciamento de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas.

Acesse o currículo completo

 

Perfil de professor Marcelo Hashimoto

Marcelo Hashimoto

Disciplina: Análise de Redes Sociais

Bacharel, mestre e doutor em Ciência da Computação pelo Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo.

Acesse o currículo completo

Perfil de Rafael Corsi Ferrão

Rafael Corsi Ferrão

Disciplina: NAND to Tetris: Bits e Processadores

Graduado em Engenharia Elétrica com ênfase em eletrônica pelo Instituto Mauá de Tecnologia e mestre em Engenharia Elétrica pela Universidade de São Paulo.

Acesse o currículo completo

 

Perfil de Raul Ikeda Gomes da Silva

Raul Ikeda Gomes da Silva

Disciplina: Plataformas, Microserviços e APIs

Graduado em Ciências da Computação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e mestre em Engenharia Eletrônica e Computação pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica.

Acesse o currículo completo

Perfil de Rodolfo da Silva Avelino

Rodolfo da Silva Avelino

Disciplina: Cibersegurança

Doutor pela Universidade Federal do ABC, mestre em TV Digital pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), pós-graduado em Design Instrucional para EAD Virtual pela Universidade Federal de Itajubá e Docência no cenário do ensino para compreensão pela Universidade Cidade de São Paulo.

Acesse o currículo completo

InsperTech

  • Assine gratuitamente a newsletter e receba toda semana informações, reportagens, artigos e outros conteúdos sobre o mundo da tecnologia e da computação e as novidades do Insper nesta área.
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Infraestrutura