Ciclo político da Regulação de Preços

Estudo do Insper comprova que preços regulados caem em períodos que precedem eleições

Estudo elaborado pelos pesquisadores Rodrigo Moita, do Insper, e Claudio Paiva, da Universidade da Califórnia (EUA), mostra que os preços regulados caem por motivos eleitorais em períodos que precedem eleições no Brasil. O resultado comprova a existência de um ciclo político na regulamentação de preços.

Para o levantamento, foram escolhidos os setores de combustível e energia elétrica. Moita explica que esses dois mercados foram selecionados devido ao impacto que a variação de preço desses setores tem sobre os consumidores, à visibilidade da flutuação dos preços de ambos e à capacidade do governo de influenciar a fixação dos preços da gasolina e da energia elétrica. Foram analisados dados mensais sobre o preço do combustível de 1969 a 2008. Já para o setor elétrico foram avaliados dados de 1963 a 2009.

O estudo mostra que o preço real da gasolina aumentou em média 0,3% no período analisado. Quando isolado o intervalo dos seis últimos meses antes da realização de eleições no País, porém, foi registrado declínio de 0,6%, em média. Nos mesmos seis meses dos anos em que não houve eleições, o produto registrou alta de preço de 0,5%.