Atrair profissionais qualificados para o setor público ainda é um desafio

Falta de confiança no setor e gestores que não possuem perfil de liderança são algumas das barreiras

Temos a necessidade de formar bons líderes para ocupar cargos públicos e trazer melhores serviços e resultados para sociedade.  A avaliação é de Ngaire Woods, reitora da Escola de Governo Blavatinik, da Universidade de Oxford. No entanto, atrair o interesse de profissionais com essas qualidades para gerir o setor público ainda é um grande desafio.

A falta de confiança desses profissionais no setor público é o grande motivo do desinteresse, segundo Woods. Fatores políticos na promoção de cargos desanimam e a possibilidade de serem comandados por alguém não qualificado, que está na posição apenas por indicação, é grande.

Para acabar com o desinteresse, a fórmula é simples: transparência na gestão do setor público. “Simplicidade não significa simplismo. Criar burocracias complexas de promoção é desrespeitar o público que você quer servir, a população. Uma gestão eficiente do setor público deve ser clara e simples, para que todos possam compreender o que se passa e se interessar por ela”, destaca Woods.

Ela pontua que para atrair e educar pessoas para o setor público são importantes e necessários um novo modelo econômico, novas políticas públicas e maior cooperação internacional.

Para a reitora, bons líderes desse setor devem possuir três qualidades essenciais para uma gestão eficiente: altruísmo, alguém cujos propósitos vão além de seu próprio desenvolvimento; competência, que significa a habilidade e a disciplina de se atualizar para tomar as decisões corretas mesmo em meio a crises; e passar a confiança de que agem sempre com imparcialidade e justiça.

Escolas de governo

Para poder ter no Governo profissionais com esse perfil, países como a Inglaterra possuem Escolas de Governo, que são instituições públicas criadas com a finalidade de promover a formação, o aperfeiçoamento e a profissionalização de agentes públicos.

Para Woods, as consequências das decisões pelo setor público, sejam boas ou ruins, são maiores do que as do setor privado. E, por isso, a formação de bons líderes é essencial para uma gestão eficiente e para o bem-estar da população.

“Um bom gestor do setor público precisa se qualificar para ajudar a população a descobrir qual meta quer alcançar e mobilizar os recursos necessários para chegar neste objetivo”, defende Woods. Para isso, ela reforça que envolver o setor privado na formação desses líderes é fundamental.

Assista na íntegra a palestra Dilemas de atrair e educar pessoas para o setor público em democracias recentes e sob crise de representação, ministrada pela reitora Ngaire Woods, no Insper, no dia 16 de março, com participação dos alunos do Programa Avançado em Gestão Pública do Insper: