Responsabilidade social das empresas e a satisfação dos funcionários

Ampla pesquisa serve de base para trabalho publicado na Management Decision

Estudiosos já observaram que empresas que adotam políticas de responsabilidade social (CSR, na sigla em inglês) aumentam o grau de satisfação no trabalho dos funcionários, gera emoções positivas e maior comprometimento com metas. Um longo estudo, publicado recentemente na revista acadêmica Management Decision, confirma esta observação.

Realizada pela professora Giuliana Isabella, do Núcleo de Marketing Analítico, em coautoria com Simone Barakat, João Mauricio Boaventura e José Afonso Mazzon, da USP, a pesquisa aborda a conceituação de responsabilidade social e como o CSR age na identificação dos colaboradores com os valores da empresa e os efeitos gerados na motivação e no comprometimento. Com a utilização de dados secundários do Programa de Estudos em Gestão de Pessoas, o estudo foi baseado em mais de 85 mil questionários, de 381 empresas brasileiras, com perguntas sobre satisfação e imagem corporativa.

Hipóteses

O estudo partiu de duas hipóteses, com base na literatura sobre o tema. A primeira afirma que uma companhia que adota práticas de responsabilidade social relaciona-se positivamente com a satisfação de seus colaboradores. E, a segunda, que a imagem organizacional é o fator de mediação nesse relacionamento.

Os resultados dos testes estatísticos mostraram que a CSR está, sim, relacionada com uma visão favorável da satisfação dos empregados, e confirma a hipótese da imagem organizacional como mediadora.

“As ações orientadas à responsabilidade social por empresas leva a uma melhora da imagem da organização e esta, por sua vez, conduz a uma maior satisfação do empregado.”

A íntegra pode ser acessada neste link, exclusivo para assinantes da publicação: