Discurso de Claudio Haddad durante a 24ª Formatura da graduação do Insper

Presidente
Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

Discurso de Claudio Haddad durante a 24ª Formatura da graduação 

 

Caros colegas diretores, professores, colaboradores e amigos do Insper. Prezados pais, parentes, amigos e demais entes queridos dos formandos aqui presentes. Caros formandos.

É sempre um enorme prazer participar da formatura da graduação. Esta é a nossa vigésima quarta cerimônia. Embora sejamos uma escola ainda jovem, com vocês já teremos mais de 2.000 alunos formados, um número expressivo e já suficiente para atingir nossa Missão de fazer diferença na sociedade.

Nos anos seguintes o número de formandos aumentará significativamente, pois a partir de agora teremos cerca de 400 alunos por ano, em administração e economia, completando nossa graduação, fazendo com que em cinco anos graduemos tantos quanto em quinze anos de nossa existência.

O que esperamos que vocês levem da experiência educacional que tiveram no Insper ao longo destes anos?

Nossos objetivos de aprendizado são conhecidos por vocês. Uma sólida formação acadêmica, com conteúdo relevante para o entendimento e resolução dos problemas que afetam as empresas e a sociedade. Capacidade de analisar e solucionar esses problemas.  Habilidade para interação com pessoas, incluindo trabalho em grupo, muitas vezes multidisciplinares, bem como de liderar projetos.  Uma visão sistêmica e abrangente da sociedade. Pensamento crítico e curiosidade intelectual para manter a mente aberta e procurar sempre aprender. E, tão ou mais importante, desenvolver caráter e valores éticos, que não são coisas inatas, mas sim transmitidas pelo ambiente familiar e reforçadas, principalmente, no âmbito escolar.

Tenho certeza que vocês desenvolveram no Insper todas essas competências, que lhes serão fundamentais em suas vidas, tanto profissional quanto pessoal.

Mas há um outro valor, que embora não esteja incluso em nossos objetivos de aprendizagem e não claramente explicitado, está imbuído na história do Insper. Que sonhos podem ser realizados pela livre iniciativa, com foco e determinação, ainda que em áreas tidas como sendo prerrogativas do setor público.

O modelo do Insper é inteiramente privado. No Brasil e em boa parte do mundo isto é inédito.  Após a segunda guerra todos os países da Europa adotaram, em maior ou menor grau, o conceito de Estado do Bem Estar Social, através do qual o Estado cuidaria do cidadão, preenchendo suas necessidades básicas, do berço à sepultura.

Este conceito, que se encaixou perfeitamente em nossa tradição ibérica de Estado forte e paternalista, foi base para nossa Constituição de 1988, generosa em estabelecer direitos garantidos pelo Estado e módica em alocar deveres aos cidadãos.

Os programas sociais que se seguiram a partir dos anos 90 trouxeram benefícios inegáveis à população, com redução da pobreza e melhoria, em geral, dos indicadores de padrão de vida. Mas, por sua vez, também acarretaram uma participação crescente do Estado na economia e uma intrusão crescente deste na vida dos cidadãos, tornando-os cada vez mais passivos e dependentes do governo.  A responsabilidade individual foi obscurecida pela do Estado provedor e protetor.

Acredito, tanto por convicção quanto por evidência histórica, que para uma sociedade se desenvolver e prosperar, não em surtos rápidos, mas de forma sustentável ao longo de décadas, que seus participantes hajam como cidadãos efetivos. Isto implica em liberdade política e econômica, com cada um podendo perseguir seus sonhos, respeitando o direito dos outros, assumindo responsabilidade por seus atos e não culpando terceiros, considerando-se vitimados, por erros ou fracasso.

Além disso, a verdadeira cidadania traz consigo o dever de não apenas ter foco no sucesso pessoal, mas também se envolver, participando ou apoiando atividades e iniciativas que melhorem o ambiente e a sociedade onde vivemos, independentemente do governo.

O Insper segue este modelo.  Somos uma entidade inteiramente privada, sem fins lucrativos, que praticamente nada recebe do governo, fora algumas isenções fiscais dadas por lei. Todos os nossos recursos provêm de serviços prestados ou de doações privadas.  A prestação de serviços equilibra nosso orçamento, mas são as doações que nos permitem ir além, melhorando e ampliando nossa infraestrutura, possibilitando, através de nosso fundo de bolsas, que todos os jovens talentosos possam estudar no Insper, independentemente de terem ou não recursos, assim como a realização de pesquisas através de nossos centros e o lançamento de novos programas e iniciativas educacionais.

A manutenção deste modelo no Brasil, pioneiro no ensino superior, não é trivial.  Para ele ser bem sucedido e mantido através de gerações é fundamental o engajamento de todos aqueles que conhecem o Insper e o consideram relevante para o país.

Neste particular, vocês formandos, que agora passam a integrar nossa comunidade Alumni, são protagonistas fundamentais nesse processo.  Contamos com vocês para nos ajudar e apoiar em diferentes formatos, de acordo com suas capacidades, em diferentes estágios de suas vidas, tendo orgulho de pertencer à comunidade Insper.

Este orgulho de pertencer, incrustado em nosso nome, aliado ao ativo protagonismo de vocês como Alumni, é chave para perenizarmos a nossa Escola. É fundamental para que daqui a 50 anos, quando não estarei mais aqui, vocês possam afirmar para seus netos: estudem no Insper, onde eu estudei, pois ela é a melhor Faculdade do Brasil.

Parabéns a vocês formandos. Desejo-lhes, de coração, muitas felicidades.

Obrigado.

 

 

voltar

As razões para criação da marca Insper

Insper
linkedin facebook twitter youtube flickr

Insper

Rua Quatá, 300 - Vila Olímpia
- São Paulo/SP -
Brasil
| CEP: 04546-042
| Tel:
(11) 4504-2400

Webmail | Intranet Corporativa
Todos os direitos reservados

Mapa do site Notícias Acessibilidade Fale conosco