Cai a confiança dos empresários para o 1º trimestre de 2015

icpmn
Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

O Centro de Pesquisas em Estratégia do Insper, com apoio do Santander, divulga o Índice de Confiança do Empresário de Pequenos e Médios Negócios no Brasil (IC-PMN), referente ao período de janeiro a março de 2015. O indicador somou 58,9 pontos, representando um recuo de 7,18% em comparação aos 63,4 pontos do quarto trimestre de 2014.

Após uma breve estabilização no período de outubro a dezembro, o IC-PMN voltou a cair na comparação com o trimestre imediatamente anterior. O professor e pesquisador do Insper Gino Olivares destaca que a piora no período foi puxada pela confiança do empresário da indústria, com uma retração de 8,5%, para 58,4 pontos. “Assim como na pesquisa anterior, a indústria apresentou o pior resultado, registrando neste trimestre o desempenho mais baixo da série histórica”, afirma.

Os demais setores também tiveram queda no índice para o primeiro trimestre em comparação ao quarto trimestre. No comércio, o IC-PMN atingiu 58,3 pontos, uma diminuição no período de 7,1%, enquanto os pequenos e médios empresários do setor de serviço apontaram uma retração de 6,4% no indicador, para 60,3 pontos.

De acordo com o levantamento, entre os quesitos avaliados, o pior desempenho ficou por conta das expectativas em relação à economia brasileira para o primeiro trimestre, com uma queda de 10,2% em comparação ao quarto trimestre, para 51,6 pontos. Em termos de perspectivas quanto ao faturamento, o índice registrou retração de 8,8%, para 64,7 pontos. O quesito intenção em realizar investimentos teve a menor queda no período (-4,8%), com 57,5 pontos.

A avaliação do IC-PMN por regiões do País aponta o Centro-Oeste e o Nordeste, com quedas respectivamente de 15,8% (56,3 pontos) e 11,6% (57,9 pontos), como as de pior desempenho. “A magnitude dos resultados foi diversa, porém todas as regiões registraram queda”, afirma Olivares. Segundo ele, o otimismo acima da média dos empresários do Centro-Oeste, das últimas pesquisas, não se manteve para os primeiros meses de 2015.

A região Sul ficou com a terceira maior retração no índice, com um recuo de 9,8% para 56,4 pontos, seguido pelo Norte (-5,7%, para 63,7 pontos) e Sudeste (-3,3%, para 60,2 pontos). De acordo com a pesquisa, os índices das regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste apresentaram os mais baixos níveis da série histórica do IC-PMN, iniciada no primeiro trimestre de 2009.

Os dados foram obtidos por meio de entrevistas telefônicas com 1.318 pequenos e médios empresários de todo o país, dos setores da indústria, comércio e serviços. A margem de erro do índice é de 3,85%, para mais ou para menos, com um nível de confiança de 95%.

 

16_12_icpmn_grafico1_ok

16_12_icpmn_grafico2_ok

 

16_12_icpmn_grafico3_ok2

Acesse aqui o relatório do IC-PMN para o 1º trimestre de 2015.

Conheça os resultados anteriores do IC-PMN.

 

voltar

imagem-conhecimento-widget

Artigos, entrevistas, resumos de pesquisas e conteúdo de eventos realizados no Insper. Acesse e conheça.

Insper
linkedin facebook twitter youtube flickr

Insper

Rua Quatá, 300 - Vila Olímpia
- São Paulo/SP -
Brasil
| CEP: 04546-042
| Tel:
(11) 4504-2400

Webmail | Intranet Corporativa
Todos os direitos reservados

Mapa do site Notícias Acessibilidade Fale conosco