Cooxupé e a indústria mundial do café

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

Autores/Pesquisadores: Fabio Chaddad, Michael Boland

Área: Administração, Organizações e Estratégia (AE)

 

Código de Identificação do Caso: AE-P0004 | AE-P0004-NE

Código de Identificação da Nota de Ensino: AE-E0004 | AE-E0004-TN

 

Fundada em 1954, por 24 produtores de café, a Cooxupé tornou-se a maior cooperativa do mundo de comercialização e exportação de café de propriedade de fazendeiros. Em 2005, contava com mais de 10.000 membros produtores e tinha vendas de R$ 1,2 bilhões (cerca de US$ 500 milhões), que colocaram a empresa no ranking das 300 melhores no país. O crescimento recente tem se baseado, em grande parte, nas exportações diretas de café verde a mais de 150 compradores em 30 países. Apesar do sucesso e do crescimento da Cooxupé, muitas mudanças vinham acontecendo no mercado mundial do café: os preços estavam baixos graças ao considerável aumento da oferta, principalmente no Brasil e no Vietnã. Além disso, a moeda brasileira, o real, vinha se fortalecendo significativamente desde 2003. Era preciso ter um bom balancete e um fluxo forte de caixa, para assegurar a empresa contra a volatilidade dos mercados mundiais. Ganhos da cooperativa foram retidos para proporcionar novo crescimento, uma vez que, no Brasil, cooperativas não podem emitir garantias financeiras. Os baixos preços do café se aproximavam dos valores do custo de produção em 2006, e isso significava retornos menores.

Joaquim Libânio, protagonista do caso e diretor de exportação da Cooperativa, ponderou os principais desafios que ela enfrentaria no futuro. Considerando as forças competitivas na indústria mundial do café, era imperativo que a Cooxupé continuasse a crescer e se mantivesse como competidor viável. Mas que estratégias de crescimento se deveriam adotar? Além do mais, essas estratégias deveriam possibilitar o aumento da receita dos membros, uma vez que a Cooxupé é uma organização controlada e administrada por eles. Outro desafio assustador era identificar mecanismos para fortalecer as relações com o crescente número de membros e suas diferenças, e, finalmente, os líderes da Cooxupé precisariam encontrar novos caminhos para obter capital de risco para financiar seu crescimento.

 

Objetivos de aprendizagem

Este caso pode ser usado em cursos de estratégia competitiva, economia organizacional e gerenciamento de agronegócios. Uma seção de 90 minutos de discussão é suficiente para analisar o caso e identificar alternativas estratégicas potenciais. Em particular, o caso pode servir para explorarem-se os seguintes conceitos, teorias e tópicos:

  • análise da indústria
  • posicionamento estratégico
  • recursos e competências para criar valor
  • estratégias de crescimento
  • estruturas de posse de cooperativas dirigidas por fazendeiros
  • alinhamento estratégia-estrutura

 

Faça o download dos estudos de caso do Insper

voltar

Insper
linkedin facebook twitter youtube flickr

Insper

Rua Quatá, 300 - Vila Olímpia
- São Paulo/SP -
Brasil
| CEP: 04546-042
| Tel:
(11) 4504-2400

Webmail | Intranet Corporativa
Todos os direitos reservados

Mapa do site Notícias Acessibilidade Fale conosco