Redigindo trabalhos

Na redação e apresentação do trabalho, leve em conta as indicações específicas do professor, as características do tipo de trabalho e as normas para formatação.

Alunos de Certificates e MBA devem utilizar exclusivamente as instruções disponíveis para sua tipologia de trabalho e demais orientações do professor e/ou orientador

Estrutura do texto acadêmico

Pré-esquematizar o trabalho numa estrutura hierárquica de tópicos e sub tópicos, que seriam respectivamente os assuntos macro e específicos a serem abordados no trabalho, é útil para explicitar a organização lógica das ideias, qual é a linha de raciocínio a ser seguida no decorrer do trabalho. Este esquema nada mais será que a estruturação do sumário em capítulos e subcapítulos

Sugere-se que um texto acadêmico tenha:

Texto breve, sintético e atrativo, onde se expõe o tema, problema , âmbitos, alcances e limites da pesquisa. O tema de pesquisa normalmente nasce de um problema percebido e ambos exigem uma face desconhecida a ser esclarecida pela pesquisa e é o que irá motivar a sua realização. Deve-se deixar claro qual aspecto do tema será abordado e o que não será objeto de estudo na pesquisa. Na delimitação do tema é importante atentar-se para a sua importância social ou relevância dentro de um determinado contexto, viabilidade financeira, viabilidade no tempo, acesso à teoria, acesso à bibliografia, dados, materiais disponíveis, relacionamento com o curso, etc. Tal cuidado evitará frustrações ou mesmo a necessidade de se redefinir o tema após o início do trabalho de pesquisa. O objetivo e a justificativa podem constar na introdução ou em item/capítulo a parte. OBS: Não é uma apresentação do aluno, tampouco uma reprodução das partes do trabalho, e sim uma abordagem do núcleo central do tema abordado.
Deve-se argumentar sobre a necessidade e o interesse do estudo. É um texto persuasivo que validará a investigação proposta, convencerá sobre a sua importância e pertinência. A justificativa é o porquê do estudo.
Deve-se deixar claro qual o objetivo do trabalho, ou seja, para que fins a pesquisa é realizada, onde se pretende chegar com os resultados. O objetivo deve estar relacionado ao problema da pesquisa, já que normalmente o objetivo final esta pautado no encontro de uma “solução” ou resposta para o problema. Pode-se apresentar em texto sequencial ou estruturado em tópicos, também podem ser divididos em objetivo geral, o que abrange o projeto como um todo e objetivos específicos, que somados uns aos outros levam a consecução do objetivo geral. Os objetivos devem ser propósitos possíveis de serem alcançados, devendo-se evitar objetivos gerais do tipo: “contribuir para o desenvolvimento da área”. O objetivo é o para quê do estudo.
Deve-se incluir uma fundamentação teórica que revise as principais contribuições da literatura sobre o assunto, discutindo os conceitos, teorias e hipóteses que sustentam o trabalho e nas quais o aluno se apoia para alcançar o objetivo. O referencial teórico tem também o intuito de constatar que o trabalho é original, que houve uma pesquisa para saber se o trabalho já havia sido realizado e constatou-se que ninguém realizou. A expectativa desta fase é construir as bases teóricas da pesquisa. Basicamente compreende a busca de informações, leitura e redação reflexiva do texto, a partir das leituras e registros dos materiais coletados. Cuidado: Não é um simples agrupamento dos diversos textos lidos. É importante que haja uma conexão lógica entre eles e que se expresse o posicionamento do autor com relação às citações em um texto bem estruturado com início, meio e fim. Atenção para citar corretamente os conteúdos extraídos de outras fontes e não apropriar-se de ideias alheias. Dar crédito aos autores, citando corretamente as fontes utilizadas é imprescindível. A omissão da fonte original é apropriação de conteúdo caracterizada como plágio. Planejamento e organização no processo busca, leitura e registro dos textos, ajudará no momento da redação reflexiva do texto. Veja as ferramentas que podem ajudar nesta etapa.
Deve-se descrever qual a metodologia utilizada para o desenvolvimento do trabalho e alcance do objetivo proposto. Se foi aplicada algum método ou modelo específico. A metodologia deve permitir que outra pessoa possa reproduzir o estudo e comprovar os resultados., especificar se o trabalho é baseado em pesquisa bibliográfica ou empírica, indicando quais as fontes utilizadas, qual recorte temporal ou geográfico e eventual modelo utilizado para analisar os dados. A metodologia é o como o trabalho foi ou será realizado. Para saber mais sobre métodos e modelos científicos consulte os materiais disponíveis na biblioteca e discuta com seu orientador.
Na apresentação e análise dos resultados é importante apresentar as técnicas e e procedimentos que foram utilizados nesta fase, tanto para a coleta quanto para a análise dos dados e discuti-los à luz dos conceitos analisados na fundamentação teórica.
A conclusão deve refletir o objetivo traçado na introdução do trabalho e fazer referência aos resultados da pesquisa, podendo ser seguida de recomendações. Alguns trabalhos podem ter como recomendação um estudo de aplicação prática ou a proposta de elaboração de um novo trabalho, um plano de negócios, por exemplo. É nas considerações finais que o aluno fará o seu maior posicionamento sobre o trabalho, ressaltando os resultados obtidos, a contribuição da pesquisa, a comprovação de que os objetivos pré-estabelecidos foram atingidos, corroborando ou não para a hipótese caso tenha sido proposta.

 

Estilos de escrita

Utilize o estilo acadêmico, que deve ser mais formal, claro e objetivo; O que não implica, necessariamente, em utilizar uma linguagem complexa.

Redija de forma correta, com uma linguagem clara e direta e com uma boa estrutura de organização do texto, permitindo leituras “estratificadas”, de modo que o leitor possa encontrar facilmente o que lhe é de interesse.

Algumas dicas úteis para escrever são:

  • Use uma linguagem clara e objetiva.
  • Não use abreviaturas.
  • Se utilizar siglas, escreva-as por extenso na primeira vez em que aparecerem no texto.
  • Evite o uso de termos absolutos como “sempre”, “nunca”, etc.
  • Evite o uso de frases feitas, como ditos populares.
  • Evite o uso de linguagem coloquial.
  • Evite o uso de jargões, frases muito longas e linguagem muito complexa.
  • Utilize as regras de pontuação e gramática corretamente.