Rodrigo Armond (CBA 2008) conta sobre sua mudança de carreira, de fisioterapeuta de formação a empreendedor na área da saúde e bem estar

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

Conheça a história do alumnus Rodrigo Armond (CBA 2008) que é fisioterapeuta de formação e hoje atua como empreendedor na área da saúde e bem-estar na Well Being Company. Confira abaixo a entrevista.

 

Conte um pouco sobre sua trajetória profissional e qual foi o momento em que você decidiu complementar e diferenciar sua formação inicial (de fisioterapeuta) realizando uma pós-graduação aqui na Escola?

Iniciei minha carreira de fisioterapeuta trabalhando no São Paulo futebol Clube e no Hospital Israelita Albert Einstein. Logo no início da minha carreira profissional já atuava como fisioterapeuta em dois dos principais centros de fisioterapia do país. Permaneci por 5 anos atuando nestes locais até que, no final do quarto ano de trabalho, algo começou a me incomodar. De repente me vi descontente mesmo estando bem empregado, com estabilidade e extremamente adaptado às rotinas de trabalho.

De uma hora para outra a fisioterapia deixou de ser suficiente para meus anseios e incapaz de me trazer a realização plena. Foi aí que, em 2007 resolvi buscar outro rumo para minha vida profissional e pessoal.

 

Atualmente você atua na Well Being Company, certo? Fale sobre a sua rotina atual na empresa e os principais diferenciais.

Sim, a Well Being Company surgiu do meu projeto de TCC do CBA, com o Business Plan que meu grupo apresentou. Hoje a realidade da empresa é bem próxima do que planejávamos à época do TCC, com alguns ajustes ao longo dos anos. Minha rotina é bem diferente daquela que tinha atuando exclusivamente como fisioterapeuta. Planilhas, reuniões, projetos, controles, metas, entre outros fazem parte da rotina de um pequeno empresário, mas que não participa do dia-a-dia de um fisioterapeuta técnico.

Nossos principais diferenciais acredito, sejam o de levar aos nossos clientes o conceito de saúde e bem-estar em uma linguagem que ele conheça e principalmente e de conhecer um pouco mais sobre o ambiente organizacional, podendo oferecer às empresas soluções de fato eficientes e necessárias sem nos distanciarmos do nosso principal foco que é o de cuidar das pessoas.

 

Em setembro de 2015 você realizou duas palestras aqui no Insper para os colaboradores sobre o estresse e o sono. Como é voltar para a Escola do “outro lado”? Agora ensinando também?

Foi muito legal falar aos colaboradores da Escola. Comandar a aula no mesmo local onde muitos professores do mais alto gabarito me ensinaram um pouco sobre administração e os negócios e aguçaram minha curiosidade e apetite, é sempre bastante emocionante e prazeroso.

 

Qual dica você pode dar aos alumni que também têm vontade de mudar de carreira?

A dica que eu dou é a de não se conformar em não ser feliz. Momentos alegres e de descontentamento são normais e alternantes em nossa vida pessoal e profissional, mas não podemos abdicar de procurarmos a felicidade, mesmo quando estamos no âmbito do trabalho.

A mudança de rumo profissional não precisa ser drástica e nem acontecer da noite para o dia, mas invista tempo em você para pesquisar e buscar algo que talvez traga alento para suas aflições, se este for o seu caso.

Existem histórias fantásticas de empreendedores de sucesso e bem-sucedidos, não há garantias de que a nossa trajetória terá este mesmo fim, mas certo mesmo é que jamais saberemos se não arriscarmos.

Conheça mais sobre a Well Being Company: www.wbcsaude.com.br

voltar

Insper
linkedin facebook twitter youtube flickr

Insper

Rua Quatá, 300 - Vila Olímpia
- São Paulo/SP -
Brasil
| CEP: 04546-042
| Tel:
(11) 4504-2400

Webmail | Intranet Corporativa
Todos os direitos reservados

Mapa do site Notícias Acessibilidade Fale conosco