Participação dos alumni no Programa de Bolsas aumenta e vai além das doações

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

A cada ano que passa, a participação dos alumni no Programa de Bolsas aumenta e vai além das doações para o Fundo de Bolsas.

Além de ser doador do Fundo de Bolsas, o alumnus Raphael Diederichsen (ECO 2007) participou de uma etapa fundamental do Programa de Bolsas, entrevistando os candidatos e colaborando na tomada de decisão no processo de concessão das bolsas de estudo da Graduação. Na entrevista abaixo, ele conta rapidamente sobre sua motivação em ser voluntário dos projetos do Insper.

 

raphael01

Encontro de alumni padrinhos

 O que te motiva voltar a Escola e estar sempre presente mesmo depois de vários anos de formado?

 
Eu sou muito grato ao impacto que a minha experiência no Insper trouxe para minha vida pessoal e profissional, porém o cerne da minha motivação vai além da gratidão. Eu me sinto útil retribuindo para a Comunidade Insper, e não tem nada mais importante para mim que viver uma vida de propósito. Eu não sou mais altruísta que ninguém, talvez apenas muito preocupado em cultivar algo que sempre será parte do meu legado, a comunidade Insper.

 

Qual a sua motivação em apoiar o Programa de Bolsas?

 
Já achei que era pela dignificação, mas me apavorei por essa ideia populista. Eu apoio porque me faz bem. Eu contribuo, nem que minimamente, com o sonho de inúmeros jovens. Talentos que de alguma forma farão a minha vida e a de meus filhos melhor no futuro, contribuindo para uma sociedade mais esclarecida, uma Comunidade Insper mais vibrante e diversa e com a compaixão que manterá a roda girando.

Por fim, não poderia deixar de citar minha satisfação em participar do pioneirismo. Num país e numa sociedade entorpecida pelo assistencialismo público, mostramos para todos que é possível caminhar pelas nossas próprias pernas. Ao viabilizarmos o custeio do programa por agentes privados totalmente envolvidos com a comunidade da Escola, escancaramos a vontade da livre iniciativa, sua potencialidade infinitamente superior de perpetuar e evoluir. A única elite que existe é a intelectual.

 

raphael02

Encontro Anual dos Bolsistas em 2015

Você foi voluntário como entrevistador em dois processos de concessão de bolsas. Conte um pouco sobre essa experiência e o que achou de participar.

 
Foi a experiência mais difícil e enriquecedora que enfrentei desde que me formei. Difícil porque me identifiquei com eles, difícil porque sou pai e imaginei meu filho na situação deles, difícil porque todos pareciam muito melhores do que eu na idade deles, difícil porque você tem que escolher no final.

Acho que deveria ser parte da formação de qualquer indivíduo essa experiência. Pra julgar eu tive que me conhecer melhor. Como julgar fraquezas que você mesmo carrega? Eu escutei história lindas de superação, caráter e coragem. Senti-me na obrigação de evoluir como pessoa. Não é brincadeira, estamos mudando destinos. Portanto, que pelo menos sejamos assertivos e coesos.

 

Qual recado você deixa para os alumni que não conhecem muito bem o programa de bolsas ou gostariam de estar mais próximos ao Insper?


Não arrumem desculpas. Nós precisamos de vocês, mas podem apostar que vocês levarão mais dessa experiência do que dar. Comigo foi assim e me arrependo de não ter começado antes.

Queremos sua energia, seu envolvimento, queremos que se sinta em casa. Talvez tenha passado os anos mais definidores de sua vida aqui, provavelmente você vai se surpreender ao se permitir. Levante a cabeça, saia da rotina e veja que o Insper nunca saiu de você.

voltar

Insper
linkedin facebook twitter youtube flickr

Insper

Rua Quatá, 300 - Vila Olímpia
- São Paulo/SP -
Brasil
| CEP: 04546-042
| Tel:
(11) 4504-2400

Webmail | Intranet Corporativa
Todos os direitos reservados

Mapa do site Notícias Acessibilidade Fale conosco