Conheça a história do e-commerce Coroas para Velório criado pelo alumnus Eduardo Gouveia (ADM 2007)

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

Na entrevista abaixo, o alumnus Eduardo Gouveia (ADM 2007)  conta sobre a história do e-commerce que criou, o Coroas para Velório.

 

Conte um pouco sobre sua trajetória profissional e como surgiu sua vontade de empreender.
Depois que eu me formei no Insper (dezembro de 2007) fui aprovado em um programa da Nokia para trabalhar em Budapeste, Hungria. Foi uma experiência espetacular, o clima organizacional da empresa era muito bom, muitas pessoas jovens e apaixonadas por tecnologia. Pessoalmente foi também uma grande experiência por morar um ano na Europa, viajar bastante e conhecer muitas pessoas.

De volta ao Brasil em Janeiro de 2009, entrei na AmBev e me apaixonei pela cultura da empresa. Trabalhei com afinco por dois anos e sonhava em me tornar sócio da Companhia. Era bom trabalhar na empresa porque eu acreditava no sonho de ser a maior empresa de bebidas do mundo (naquela época ainda não era). Gostava também da autonomia, das metas audaciosas, dos bônus agressivos e da forma como muitas pessoas queriam estar ali para crescer. Mesmo assim, durante minha Pós-graduação em Marketing e alguns acontecimentos na minha vida, surgiu a oportunidade de abrir o Coroas Para Velório, o e-commerce que idealizei para ser a maior empresa de homenagens fúnebres do Brasil. Parecia algo um pouco sem sentido no começo, mas eu decidi arriscar. Larguei o emprego que eu adorava na Ambev para iniciar um projeto um tanto quanto incomum. Eu havia feito minha lição de casa, mas ainda tinha dúvidas se seria algo realmente rentável.

Sinceramente nunca tive grandes pretensões de empreender. Hoje me vejo totalmente empreendedor, mas meu sonho durante o Insper era de seguir carreira em uma grande empresa, inclusive fora do país. Acho que foi algo que simplesmente apareceu como oportunidade e eu resolvi arriscar. Hoje é algo totalmente natural e prazeroso para mim. Gosto do dia a dia de uma startup e principalmente dos desafios de ser enxuto e produtivo.

 

Por que a escolha de se especializar em coroas de flores? Quais os desafios de atuar em um negócio de nicho?
Essa foi a pergunta que tive que responder pelo menos umas vinte vezes durante o período de validação do negócio.
O produto “coroa de flores” não era bem explorado pelos e-commerces de flores que existiam na época. É um produto atrativo do ponto de vista financeiro (margem), possui uma demanda com baixíssima variação, porém constante, e não havia um grande player no mercado. Parecia, na minha visão, uma ótima oportunidade de empreendimento. Por outro lado é um produto com grandes desafios. As pessoas não querem qualquer relacionamento com a marca e não existe nenhum processo de fidelização. Além disso, o nicho em si ainda não existia. As pessoas não sabiam que poderiam comprar uma coroa de flores de forma prática, fácil e segura pela internet. Esse foi o principal desafio: mostrar para as pessoas que elas poderiam fazer uma compra pelo computador para ser entregue em qualquer lugar do Brasil. E o segundo grande desafio foi vender a ideia da empresa para as primeiras floriculturas. Hoje as floriculturas nos procuram para serem nossas parcerias, mas no começo nós tínhamos que convencê-las que o modelo de negócio seria de ganha-ganha.

 

Como sua experiência de estudo aqui no Insper contribuiu na construção dessa sua “veia” empreendedora?
No começo dos meus anos de estudo, o Insper ainda era visto como uma faculdade voltada para área financeira. Mas nós tivemos a oportunidade de acompanhar o crescimento do espírito empreendedor dentro da escola. Com a chegada do Prof. Marcos Hashimoto, a criação do CEMPI e as primeiras competições de planos de negócio, a escola cada vez mais mostrava sua aptidão e de seus alunos a empreenderem.

Eu participei de um projeto junto com mais dois amigos e outras pessoas da minha sala também participaram. Era o começo, mas aquilo foi muito legal e mudou bastante nossa visão em relação às oportunidades que tínhamos de carreira.
Sei que hoje a escola está cada dia mais engajada com o Empreendedorismo. Muitas palestras, workshops, competições e ambiente voltado para o tema. Isso abre a cabeça dos alunos.

 

Fale um pouco sobre o “Coroas para Velório” e seus principais diferenciais.
O Coroas Para Velório hoje é a maior empresa de coroas de flores do Brasil. Somos em 54 funcionários, distribuídos em três turnos, para que a empresa funcione 24h por dia, todos os dias do ano. Já adquirimos dois concorrentes do mercado e queremos evoluir cada vez mais nesse segmento, com o objetivo que todas as pessoas possam realizar suas homenagens fúnebres que facilidade e agilidade. Em 2014 abrimos a empresa Laços Corporativos (www.lacoscorporativos), uma empresa de solução em flores para empresas, que expandiu nosso grupo. Além de entregar coroas de flores em todo o Brasil, a empresa também fornece arranjos de maternidade, orquídeas, plantas de escritório, decoração de eventos corporativos e flores para ações de relacionamentos empresarias.
Nosso principal diferencial é sermos uma floricultura nacional. Hoje somos em 935 floriculturas homologadas e esse é o principal ativo da empresa.

 

Contatos:
Eduardo Gouveia
eduardo@coroasparavelorio.com.br
www.coroasparavelorio.com.br
www.lacoscorporativos.com.br

voltar

Insper
linkedin facebook twitter youtube flickr

Insper

Rua Quatá, 300 - Vila Olímpia
- São Paulo/SP -
Brasil
| CEP: 04546-042
| Tel:
(11) 4504-2400

Webmail | Intranet Corporativa
Todos os direitos reservados

Mapa do site Notícias Acessibilidade Fale conosco