Paulo Landim (ECO 2010) conta sobre seu MBA em Harvard e seus projetos empreendedores.

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

Na fase final de seu MBA em Harvard, Paulo Landim (ECO 2010) conta sobre essa experiência enriquecedora e seus projetos empreendedores. Saiba mais na entrevista abaixo.

 

Como foi sua trajetória profissional desde que se formou?

Trabalhei em duas consultorias internacionais, The Boston Consulting Group (BCG) e Partners in Performance (PIP). A primeira tem foco estratégico, principalmente em crescimento e novos mercados, enquanto a segunda é mais voltada para operações e otimização de processos. Escolhi esta carreira pois queria ter exposição a diversos setores ao invés de focar em algo específico e eu também sabia que as grandes consultorias investem muito na formação e desenvolvimento de pessoas. Tive a oportunidade de fazer projetos em 4 países e conhecer mais de 15 indústrias diferentes.
Durante as férias do meu MBA, fiz um estágio (summer job) na TecnoLogys, uma empresa inovadora de construção civil, apoiada pela Endeavor desde 2008. Foi uma experiência muito bacana fazer parte do dia a dia de uma empresa, comparado com minhas experiências anteriores em consultorias. Aprendi bastante e resolvi trancar o MBA por um ano para assumir a liderança financeira da empresa. Tive a oportunidade de liderar diferentes equipes e pude me envolver com todos os aspectos do negócio: financeiro, comercial, operações e inovação, entre outros. Em Agosto de 2015 passei o bastão adiante e retornei a Boston para concluir o segundo ano do MBA.

 

paulo_landim_01

Paulo com a sua turma de Harvard, enfrente à Baker Library

Quais os fatores que te levaram a terminar uma Graduação aqui no Insper e realizar um MBA em Harvard? Conte um pouco sobre essa experiência. 
Em 2008 fiz um projeto com o Centro de Empreendedorismo e Inovação do Insper e a Endeavor, para escrever um caso de negócios sobre a TecnoLogys. Acabei conhecendo 3 alunos de MBAs estrangeiros que estavam fazendo estágio de férias na empresa. Foram eles que plantaram a semente do MBA em tempo integral no exterior. Sempre tive muita exposição a colegas de trabalho que optaram por este caminho. Passei um ano aplicando para 6 escolas no EUA e em 2013 fui admitido em 4 delas, incluindo Harvard, onde estou hoje.
A experiência do MBA é incrível! Estou tendo a chance de passar dois anos discutindo casos reais de negócios com jovens brilhantes do mundo inteiro, com experiências profissionais bastante diferentes.. Fiz amizades para o resto da vida, e a comunidade brasileira é particularmente muito forte. Hoje somos cerca de 25 brasileiros no campus, entre os dois anos do programa. O MBA foi uma ótima oportunidade para sair do dia a dia do trabalho e refletir sobre minhas ambições profissionais e pessoais.

 

Em qual momento você começou a se interessar mais por empreender? Teve seu insight sobre a Colibri Investimentos em qual momento?
Venho de uma família bastante empreendedora. Com 15 anos fiz meu primeiro plano de negócios para lançar uma franquia de buffets infantis – na época cogitei não fazer faculdade e focar em abrir meu próprio negócio. Ainda bem que essa ideia não deu certo e fui parar no Insper. Aprendi a importância de ter uma formação sólida em negócios e resolvi trabalhar por alguns anos, sabendo que algum dia retomaria a ideia de empreender. No primeiro ano do curso analisei muitos setores no EUA, e o setor de sucos funcionais chamou a minha atenção. Criei uma marca para o mercado brasileiro junto com um sócio e grande amigo do MBA e formulamos 6 sucos funcionais. Também fundei uma empresa de marketing e promoção de vinhos, inspirada em um outro conceito de sucesso no EUA. Com essas experiências aprendi que começar algo do zero é bastante desafiador e que eu não estava disposto a começar pequeno. Eu queria ter uma grande marca de sucos, mas não queria começar produzindo na cozinha de casa e vendendo para a academia do bairro.
Foi aí que conheci o modelo de Search Fund e resolvi empreender através da aquisição de uma empresa já estabelecida, com capital e mentoria de investidores. É uma opção de carreira ainda pouco explorada, mas o modelo existe há 30 anos no EUA e mais de 200 empresas já foram adquiridas por MBAs recém formados como eu. Os investidores financiam um período de até 2 anos para encontrar a empresa e depois aportam o capital para a aquisição e atuam como mentores na gestão da empresa adquirida. Eu assumo a liderança do negócio com foco em crescimento de longo prazo e posso ter uma participação relevante do equity, dependendo dos resultados obtidos.

 

Foto Paulo Landim 03

Em um projeto com seu grupo na Índia para a Penguin-Random House, uma das maiores editoras de livros do mundo.

Quais os próximos passos do seu negócio?
Já levantei 80% do capital do fundo com 9 investidores americanos e europeus. Fazem parte do grupo empreendedores de sucesso, grandes executivos, family offices e fundos de investimento. O modelo é razoavelmente conhecido no EUA e como classe de ativos, o retorno histórico de search funds é de 35% ao ano, acima da média de fundos de Private Equity e Venture Capital, nos últimos 10 anos. É muito bacana ver estrangeiros acreditando no potencial de longo prazo do Brasil e muitos apostam nas oportunidades de compra que irão surgir durante a crise.
Reservei 20% das cotas do fundo para 2 ou 3 investidores brasileiros que também queiram contribuir com mentoria e conhecimento local. O desafio de encontrar investidores nacionais é maior, por se tratar de um modelo pouco conhecido e pelo momento econômico do país. Em maio, me formo no MBA e a partir de Julho me dedicarei exclusivamente à busca da empresa. Para me apoiar nesta fase, pretendo recrutar 3 alunos do Insper como estagiários ou pesquisadores-bolsistas. Também pretendome aproximar do Centro de Empreendedorismo e Inovação da Escola para ajudar a disseminar este modelo no Brasil.

 

Quer saber mais sobre a Colibri Investimentos?
Acesse: www.colibriinvestimentos.com.br

Se quiser conhecer mais sobre o modelo de empreender através de um Search Fund pode entrar neste link da Universidade de Stanford.

voltar

Insper
linkedin facebook twitter youtube flickr

Insper

Rua Quatá, 300 - Vila Olímpia
- São Paulo/SP -
Brasil
| CEP: 04546-042
| Tel:
(11) 4504-2400

Webmail | Intranet Corporativa
Todos os direitos reservados

Mapa do site Notícias Acessibilidade Fale conosco