Alumna cria e-commerce para venda de calças

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

 

Em 2013, Liana Pandin (CFM 2014) criou o Ateliê de Calças, um e-commerce de nicho que vende apenas calças femininas. Confira abaixo a entrevista com a alumna, que contou sobre sua experiência empreendedora.

 

Como foi sua trajetória no mundo corporativo e a decisão de empreender?

Na verdade, eu nunca tive o sonho de ter um negócio meu. Eu trabalhava há seis anos no mercado financeiro e não pretendia mudar de carreira tão cedo. Sou formada em Administração, trabalhei quase dois anos no Banco Itaú, depois fui para uma Trading onde operei dólar por um ano e meio, voltei para banco e fiquei mais de um ano e meio no Bradesco em uma área comercial. Eu amava o mercado financeiro, aliás, eu fiz o CFM por causa disso, e estava feliz e realizada. Inicialmente, a ideia de montar um negócio era como forma de investimento. Eu pensava em fazer somente a parte financeira e não tocar o negócio em si, não tinha essa ambição.

liana_calcas

Depois da idéia do negócio consolidada, eu cheguei a trabalhar durante um ano no banco e tocando o Ateliê à noite. Nessa época eu trabalhava no banco, fazia a Pós, estava abrindo uma empresa e comecei a fazer o curso de Empreendedorismo em Ação, também no Insper, que foi onde eu comecei a me apaixonar pelo negócio de empreender. A partir daí, o dia a dia foi ficando corrido, o trabalho foi aumentando cada vez mais no Ateliê, e em maio de 2013 eu tomei a decisão de sair do banco para focar full time no negócio. Ter uma empresa é como ter um filho pequeno, ela não faz nada se você não fizer por ela.

 

E como surgiu a ideia de um e-commerce só de calças?

A ideia inicial era criar um site de venda de roupas para trabalhar, com qualidade e preço acessível – o preço sempre foi o meu foco porque eu achava que tudo no Brasil era muito caro. Eu e minha primeira sócia chegamos a fazer um estudo para trazer uma marca de roupas de fora para o Brasil, mas logo vimos que seria inviável, pois demandava muito investimento e os impostos de importação eram muito altos. Um dia, li uma reportagem sobre o Erik Galardi, que tem uma empresa de branding, e resolvi mandar um e-mail para ele sem a menor pretensão de resposta, falando que eu tinha uma ideia e que queria a opinião de uma pessoa estratégica. Ele não apenas me respondeu, como marcamos um almoço para conversar. Ele nos trouxe um insight, de que se queríamos ganhar espaço sendo uma empresa pequena, teríamos que trabalhar com um nicho de mercado. A partir daí, percebemos que tinha uma oportunidade muito grande para explorar a calça, já que ela é universal entre as mulheres – todas usam calças para trabalhar, mas nem todas usam saia, por exemplo. Continuamos o contato com o Erik, que nos ajudou a direcionar a marca e criar o conceito do nosso negócio. Ele gostou tanto da ideia que resolveu se unir a nós duas e virou nosso sócio também.

 

Como foi a criação do Ateliê das Calças?

O projeto todo demorou cerca de um ano até ser lançado e o site entrou no ar em dezembro de 2013. Começamos procurando os fornecedores e depois achamos o estilista e o modelista para pensar nas peças. Nossa produção é toda nacional, só importamos os tecidos. Como queríamos atingir as mulheres do Brasil inteiro, desenhamos modelos variados e tecidos diversificados, uns mais quentes, outros mais frios. Um fato curioso e diferente é que elas têm nomes de cidades, levando em conta o tecido, o corte, a cor, etc. Para finalizar, chegamos à conclusão de que o ticket médio tinha que ser mais ou menos de R$ 200,00 a R$350,00, pois esse era o preço da promoção entre as grandes marcas nacionais, continuando assim um preço acessível e justo.

Liana e sua sócia Aline

Liana e sua sócia Aline

 

De que forma a sua experiência aqui no Insper te ajudou neste desafio?

A Pós no Insper me ajudou bastante, tanto na carreira corporativa – quando eu comecei o CFM eu ainda estava trabalhando no banco – quanto no meu próprio negócio. Por exemplo, as aulas de Contabilidade me ajudaram muito no “Ateliê de Calças”, pois até então eu nunca tinha usado na minha vida e passei a usar bastante aqui na empresa, fora o fato do meu TCC ter sido o Plano de Negócios do Ateliê. Além do Certificate fiz o curso de Empreendedorismo em Ação, que foi incrível e me abriu a cabeça. Foi a partir daí que comecei a ter novas ideias, a melhorar os processos da empresa, e ler livros sobre o tema também. Eu mudei depois que saí do curso, antes eu era a “empresária” e sai como a “empreendedora”.

Visite o site www.ateliedecalcas.com.br

voltar

Insper
linkedin facebook twitter youtube flickr

Insper

Rua Quatá, 300 - Vila Olímpia
- São Paulo/SP -
Brasil
| CEP: 04546-042
| Tel:
(11) 4504-2400

Webmail | Intranet Corporativa
Todos os direitos reservados

Mapa do site Notícias Acessibilidade Fale conosco