Home/Agenda de Eventos/Virando a chave: o futuro do financiamento empresarial no mundo pós-crise

Webinar

Se há uma lição que a crise nos ensina é a importância da liquidez e do endividamento estratégico. No Brasil, “dinheiro na mão é vendaval”. Enquanto no resto do mundo o caixa é rei.

No webinar Virando a chave: o futuro do financiamento empresarial no mundo pós-crise, Eduardo Pozzi, professor do Insper, recebeu Rodrigo Zeidan, professor associado na New York University em Shangai, para debater como o nível de endividamento ótimo e de crescimento saudável serão disparadores de mudanças estratégicas no comportamento das empresas brasileiras.

Veja como foi o webinar:

Realização

Informações

Data: 27/04/2020

Horário: 12h00

INSCRIÇÕES

27/04/2020 - Webinar: Virando a chave: o futuro do financiamento empresarial no mundo pós-crise

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

CONHEÇA OS PALESTRANTES

Eduardo Pozzi

Doutor em Administração pela Universidade de São Paulo (FEA/USP). Professor de Finanças do Insper. Líder da Trilha de Finanças dos Programas de Educação Executiva do Insper, tendo atuado em Programas para a Banco do Brasil, Bradesco, Banco Votorantim, CHS Agro, Cia Hering, Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), Copagaz, Dupont, Duratex, Falconi, Grupo NC Farma, Gerdau, Ihara, Itaú BBA, Itaú Unibanco, Klabin, NitroQuímica, Oncoclínicas, PricewaterhouseCoopers (PWC), Raízen, Rodobens, Santander, Toyota Dealers, Univar, Votorantim Cimentos etc. Atua como consultor na Área de Avaliação de Investimentos e Avaliação de Empresas (Valuation) e Modelagem de Risco de Crédito.

Rodrigo Zeidan

Professor da New York University Shanghai e da Fundação Dom Cabral. Ele também é colunista da Folha de S. Paulo, pesquisador sênior do Center for Sustainable Business (NYU Stern) e editor associado da Revista Brasileira de Finanças, Journal of Sustainable Finance and Investments e Journal of Economic Surveys. Tem vasta experiência em consultoria e educação para executivos. Sua experiência em consultoria se relaciona com processos de fusão e aquisição, desenvolvimento de estratégias financeiras para family offices e estruturação de áreas de governança corporativa em empresas de médio e grande porte. Ele ensinou ou desenvolveu projetos para diversas empresas nacionais e multinacionais, como Johnson & Jonhson, Santander, L'Oreal, Petrobras, Vale, Grupo Queiroz Galvão, RCI Banque, SESI/AM e Kraft Foods, além de instituições públicas como o SEFAZ/CE e TCE/MG.