Home/Agenda de Eventos/Alternativas para a reforma da Previdência e ajuste nos estados

No dia 8 de novembro, o Insper realizou um importante debate sobre uma questão fundamental para o desenvolvimento do país: a proposta de reforma da Previdência, criada pelo grupo de economistas liderado por Paulo Tafner. As discussões também permearam a questão do ajuste fiscal e os caminhos para solucionarmos a crise nos Estados.

Para Marcos Lisboa, presidente do Insper, o Brasil enfrenta um imenso desafio nas contas públicas, que não é recente. “A ficha caiu tarde para maioria. Os estados começaram o ano com dificuldade para pagar contas e aposentadorias. Temos exemplos positivos de Estados que enfrentam problemas e fizeram o ajuste fiscal e conseguiram melhorar a educação, olhar para a segurança pública”, diz.

A Previdência Social é o maior desafio do Brasil. A população envelhece de forma mais acelerada que países desenvolvidos como França, por exemplo. Enquanto o número de idosos cresce cerca de 3,5% ao ano, o crescimento da população brasileira como um todo é de 0,7%. “Em poucos anos, a população que trabalha começará a encolher. Teremos 6% a menos de pessoas trabalhando e mais pessoas aposentadas. Gastamos o mesmo que o Japão, que tem três vezes mais idosos que nosso país”, afirma Lisboa. “Precisamos enfrentar esses problemas e recuperar parte do tempo perdido”.

Durante o evento, o Governador Paulo Hartung falou sobre o trabalho realizado no Espírito Santo em suas gestões que resultou em um reajuste das contas e na retomada do bom funcionamento dos serviços públicos no Estado. Além disso, Paulo Tafner apresentou o projeto de reforma da Previdência que busca garantir sustentábilidade ao nosso país quando o assunto é aposentadorias e pensões. Clique aqui e conheça o projeto do grupo de Paulo Tafner.

Abaixo, você confere na íntegra como foi o debate.

Confira a programação completa e faça sua inscrição!

Evento gratuito, sujeito à lotação da sala.

Informações

Data: 8/11/2018

Horário: 08h00

Local: Insper

Entrada: Rua Quatá, 300 – Vila Olímpia

Estacionamento: Rua Uberabinha, s/n – Vila Olímpia

Programação

8h

Recepção

8h30

Abertura Insper

8h45

Ajustes nas contas públicas: O caso do Espírito Santo

  • Paulo Hartung

9h15

Caminhos para a Reforma da Previdência

  • Paulo Tafner

9h45

Debate:

  • Paulo Hartung
  • Paulo Tafner
  • Marcos Lisboa

10h30

Encerramento

INSCRIÇÕES

08/11/2018 - Alternativas para a reforma da Previdência e ajuste nos estados

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Conheça os palestrantes

Paulo Hartung

Paulo César Hartung Gomes nasceu em 21 de abril de 1957. Capixaba nascido em Guaçuí, na Região do Caparaó, no Espírito Santo. É casado com a psicanalista Cristina Gomes e tem dois filhos, o economista Gabriel e a jornalista Júlia. É economista formado em 1978 pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). Foi deputado estadual por dois mandatos antes de ser eleito deputado federal em 1991. Foi prefeito da Capital, Vitória, entre os anos de 1993 e 1996. Em junho de 1997, foi nomeado pelo Presidente da República para o cargo de Diretor de Desenvolvimento Regional e Social do BNDES. Em 1998, lançou-se como candidato ao Senado, cargo para o qual foi eleito com a maior votação registrada no Estado, mais de 785.000 votos. Em seu terceiro mandato à frente do Governo do Espírito Santo, Hartung prioriza a organização das contas públicas, as áreas da saúde, educação e segurança pública, além de tornar o Estado, por duas vezes consecutivas, referência em transparência e na implantação da Lei Anticorrupção, organizando uma força-tarefa para amenizar a crise hídrica que afeta todo o País. Entre as principais ações, que estão em andamento, está a implantação e a modernização da Rede Estadual de Ensino Público, com a reforma e construção de escolas e a implantação do Projeto Escola Viva, que prevê o ensino em período integral com metodologias modernas e contemporâneas para tornar as escolas mais atraentes aos jovens. Até 2017, serão 15 unidades atendendo a 12 mil jovens. No setor da saúde, prioriza a organização do sistema com a implantação de ferramentas gerenciais, criação de núcleos regionais para ofertar serviços especializados à população e construção de um novo hospital na região metropolitana. Na segurança pública, acumula queda nos índices de homicídios. Somente no último semestre foram 19%. Na área social, Hartung desenvolve o Projeto Ocupação Social,focado nas regiões em situação de vulnerabilidade social, aproximando o poder público dos jovens e adolescentes que não estudam e nem trabalham. Atualmente 25 comunidades são atendidas. Com o atual cenário de crise financeira, social e ética no País, o governador Paulo Hartung é referência nacional na área da gestão pública. Mesmo com as receitas em queda, implantou no Estado uma política de austeridade fiscal que priorizou corte de custeio, manutenção da prestação dos serviços públicos com qualidade, distribuição de investimento em todas as áreas do Estado, além de atrair e fomentar a vinda e manutenção de investidores privados no Espírito Santo. Com o ajuste fiscal, economizou R$ 342 milhões, equilibrou suas contas, está com o pagamento dos servidores e fornecedores em dia e ainda tem muito mais sendo feito.

PAULO TAFNER

É economista, doutor em ciência política, pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e professor da Universidade Candido Mendes. Assessor especial de estudos econômicos da Secretaria de Fazenda do Estado Rio de Janeiro. Foi coordenador do Grupo de Estudos da Previdência - IPEA/RJ. Autor de "Demografia: uma ameaça invisível - o dilema previdenciário que o Brasil se recusa a encarar" (Elsevier, 2010), "Previdência no Brasil: debates, dilemas e escolhas" (Ipea, 2007). Foi um dos organizadores e autores de "Reforma da Previdência – a visita da velha senhora” (Gestão Pública, 2015). Idealizador e editor da série Brasil: o estado de uma nação, publicação anual do IPEA. Foi diretor do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), superintendente de estudos, pesquisa e capacitação da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), subsecretário geral de fazenda do estado do Rio de Janeiro.