Home/Agenda de Eventos/Lançamento do livro: O Brasil no Agro Global

A inserção brasileira nas principais regiões do planeta

Nos últimos 20 anos, o agronegócio brasileiro se consolidou como um grande e regular fornecedor global de alimentos. As exportações mais do que quintuplicaram, ultrapassando os US$ 100 bilhões em 2020 e alcançando mais de 200 países. Mas o mercado mundial vem se transformando e novas exigências vêm se estabelecendo. O Insper Agro Global busca compreender essas novas dinâmicas, ao passo que fomenta o debate relacionado às políticas públicas e ações estratégicas que priorizem a inserção internacional do país.

Resultado da interação de alunos participantes do curso de Educação Executiva do Insper, “O Brasil no Agronegócio Global” com pesquisadores do Centro de Agronegócio Global, o livro O Brasil no agronegócio global: reflexões sobre a inserção do agronegócio brasileiro nas principais macrorregiões do planeta reúne, em nove capítulos, estudos sobre macrorregiões estratégicas ao agronegócio brasileiro.

Dado o grande potencial das regiões avaliadas, o livro destaca o quanto o país ainda tem a ganhar com um processo de estreitamento de laços, estabelecimento de acordos e consolidação de parcerias comerciais. Lançado em parceria com a Fundação Alexandre de Gusmão (FUNAG), a publicação se debruça sobre aspectos concorrenciais, tendências e propostas de ações estratégicas para a atuação do Brasil.

Para o debate de lançamento da versão digital do livro, o Insper Agro Global, a Fundação Alexandre de Gusmão (FUNAG) e o Centro Brasileiro de Relações Internacionais (CEBRI) reunimos Marcos Jank, coordenador do Insper Agro Global e do Núcleo Agro do CEBRI e um dos organizadores do livro, que apresentou a obra, Alexandre Peña Ghisleni, diretor do Departamento de Promoção do Agronegócio do Ministério das Relações Exteriores, Márcio Rodrigues, gerente de agronegócios na Apex-Brasil e José Alfredo Graça Lima, embaixador, ex chefe das negociações comerciais do Brasil e vice-presidente do conselho curador do CEBRI. Marcos Lisboa, presidente do Insper, fez a abertura e Julia Dias Leite, diretora-presidente do CEBRI, foi a moderadora.

Veja como foi o webinar:

Informações

Data: 18/11/2021

Horário: 18h00

INSCRIÇÕES

Realização:

 

 

 

Apoiadores:

Conheça os participantes

Alexandre Peña Ghisleni

Diretor do Departamento de Promoção do Agronegócio do MRE. Ao longo da carreira diplomática, serviu na Missão do Brasil junto às Organizações Internacionais em Genebra e nas Embaixadas do Brasil em Washington e em Havana.

José Alfredo Graça Lima

Vice-Presidente do Conselho Curador do CEBRI, Árbitro do Mecanismo Provisório de Apelação da OMC. Foi o principal negociador comercial do Brasil (1998-2002), representante permanente junto à UE, subsecretário-geral para Ásia e Pacífico e professor no Instituto Rio Branco (2013-2016).

Julia Dias Leite

Diretora-presidente do Centro Brasileiro de Relações Internacionais. Atua há 20 anos na área de relações internacionais. Foi secretária executiva do Conselho Empresarial Brasil-China. É fellow do Inter-American Dialogue e presidente do conselho de administração da Piemonte Holding.

Márcio Rodrigues

Gerente de Agronegócios da Apex-Brasil. Responsável pela articulação de ações de promoção do agronegócio brasileiro no exterior. É especialista em Relações Internacionais e em Agronegócio, tema no qual atua há mais de 10 anos. Mestre e doutorando em Ciências Sociais.

Marcos Jank

Professor de agronegócio e coordenador do centro Insper Agro Global. Foi presidente da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) e do ICONE. Atuou como VP de assuntos corporativos da BRF para a Ásia-Pacífico, onde também representou entidades exportadoras do agronegócio.

Marcos Lisboa

Marcos Lisboa tem uma trajetória que abrange experiências em instituições acadêmicas, no governo e como executivo de instituições financeiras. Atual presidente do Insper, de 2013 a abril de 2015 atuou como vice-presidente. De 2006 a 2009, atuou como diretor executivo do Itaú Unibanco e, de 2009 a 2013, como vice-presidente. De 2005 a 2006, foi presidente do Instituto de Resseguros do Brasil. Atuou como secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda de 2003 a 2005. Marcos foi professor assistente de economia na Escola Brasileira de Economia e Finanças da Fundação Getúlio Vargas entre 1998 e 2002. De 1996 a 1998, atuou como professor assistente de economia no Departamento de Economia da Universidade de Stanford. Marcos é Ph.D. em economia pela Universidade da Pensilvânia.