Home/Agenda de Eventos/Jornalismo a quente: Caso Suzano

Atentados em escolas com grande número de vítimas tornaram-se rotina nos EUA e estão ficando mais comuns no Brasil. Eles despertam intenso interesse público e os veículos jornalísticos lhes dão grande destaque no seu noticiário. Há uma grande discussão sobre os efeitos que essas coberturas podem ter, com suspeita de que, entre eles, esteja o encorajamento para que outras pessoas em busca de notoriedade cometam crimes similares.

Para discutir esses assuntos e especificamente a maneira como jornais e emissoras de TV trataram da recente tragédia em Suzano, o Programa Avançado em Comunicação e Jornalismo do Insper realizou debate com os jornalistas Nelson de Sá (Folha de S. Paulo) e Mauricio Stycer (UOL).

Veja como foi:

Faça sua inscrição e participe!

Informações

Data: 26/03/2019

Horário: 08h30

Local: Sala 308 – 3º andar – Insper

Entrada: Rua Quatá, 300 - Vila Olímpia

Estacionamento: Rua Uberabinha, s/n - Vila Olímpia

Programação

8h30

Credenciamento

9h

Abertura Institucional

9h15

Debate:

  • Nelson de Sá (Folha de S. Paulo)
  • Mauricio Stycer (UOL)

10h45

Perguntas e respostas

11h

Encerramento

INSCRIÇÕES

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Nelson de Sá

Cobre mídia e cultura na Folha. Publica a coluna Toda Mídia e é crítico de teatro. Foi editorialista e editor do caderno Ilustrada, entre outras funções no jornal, onde trabalha desde 1984. Publicou as coletâneas "Divers/idade – Um guia para o teatro dos anos 90" (ed. Hucitec), com textos seus, "Diário da Corte" e "A Segunda Mais Antiga Profissão do Mundo" (ed. Três Estrelas), com textos de Paulo Francis. Dirigiu e atuou na peça "4.48 Psicose", de Sarah Kane, que cumpriu temporada de seis meses no Sesc Belenzinho, em São Paulo, e no Teatro Paiol, em Curitiba. Foi assistente de direção de "As Boas", de Jean Genet, e co-tradutor de "Ham-let", de Shakespeare, em montagens dirigidas por José Celso Martinez Corrêa no Teatro Oficina. No momento, prepara a biografia de Zé Celso para a Companhia das Letras.

Mauricio Stycer

É bacharel em economia (UFRJ) e em comunicação social (PUC-RJ), mestre em sociologia (USP). Jornalista desde 1986, com atuação nos seguintes veículos: Jornal do Brasil, O Estado de S.Paulo, Folha de S.Paulo, Lance!, Época, Carta Capital, Glamurama Editora, iG, UOL. É repórter e crítico de televisão do UOL, colunista da Folha de S.Paulo e deu aulas na Cásper Líbero, Facamp, Unip, Faap e PUC-SP.