Home/Agenda de Eventos/Impactos potenciais da COP26 no agro brasileiro

Webinar

A Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas (COP26), a ser realizada em Glasgow, na Escócia, em novembro, busca meios para evitar o aquecimento global superior a 1,5º C. Para isso, o encontro se concentrará em dois aspectos principais relacionados respectivamente aos Artigos 4 e 6 do Acordo de Paris. O primeiro se refere à atualização dos compromissos climáticos nacionais de cada país (NDCs) e, o segundo, à operacionalização de mecanismos internacionais de transferência de créditos de carbono.

O Brasil tem potencial para assumir uma NDC relevante. Avanços representados pelo RenovaBio e por outros encaminhamentos, como a recém-aprovada legislação de Pagamentos por Serviços Ambientais (PSA), juntamente com um futuro mercado regulado de carbono no Brasil, suportarão a ambição determinada. O setor do agronegócio brasileiro tem condições de ser protagonista na transição mundial para uma economia de baixo carbono, a partir de diferentes práticas já adotadas, e de outras transformações que estão em curso. A maneira como o setor poderá contribuir para essa transição e também se beneficiar dela, depende, em grande parte, do arcabouço de mercado que emergir da COP26.

Para discutir os potenciais impactos da conferência de Glasgow para o agronegócio brasileiro, o Insper Agro Global, o Comitê Alumni de Agronegócios do Insper e o Centro Brasileiro de Relações Internacionais (CEBRI) reúnem, Fernando Camargo, secretário de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação do MAPA e seu representante na COP26, Ana Toni, diretora-executiva do Instituto Clima e Sociedade (ICS) e senior fellow do CEBRI, Marcello Brito, presidente da Associação Brasileira do Agronegócio – ABAG e Cofacilitador da Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura e André Meloni Nassar, presidente-executivo da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (ABIOVE).

Webinars Insper – O Insper acredita que informação de qualidade, baseada em evidência, é fundamental para tomada de decisão e para o enfrentamento aos desafios impostos pelo novo coronavírus. Nesse sentido, a escola promove uma série de eventos on-line, gratuitos, para divulgar conteúdos relevantes como panorama econômico, aspectos trabalhistas, ferramentas jurídicas aplicáveis, desafios para startups, liderança e gestão de equipes remotas, gestão do capital de giro em tempos de crise, impactos nas cadeias de suprimento e em empresas familiares, entre outros temas. Confira a programação completa e assista, na íntegra, aos eventos que já estão no nosso canal.

Inscreva-se e participe!

Informações

Data: 19/10/2021

Horário: 18h00

INSCRIÇÕES

19/10/2021 - Impactos potenciais da COP26 no agro brasileiro
  • DECRETO Nº 58.228, DE 16 DE MAIO DE 2018 Dispõe sobre o uso do nome social e o reconhecimento da identidade de gênero de travestis, mulheres transexuais e homens trans em todos os órgãos da Administração Pública Municipal Direta e nas autarquias, fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista municipais, bem como nos serviços sociais autônomos instituídos pelo Município, concessionárias de serviços públicos municipais e pessoas jurídicas referidas no artigo 2º, inciso I, da Lei Federal nº 13.019, de 31 de julho de 2014, que mantenham qualquer espécie de ajuste com a Administração Municipal.
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Realização:

  

Apoiadores:

Conheça os participantes

Ana Toni

Diretora-executiva do Instituto Clima e Sociedade (ICS) e Senior Fellow do CEBRI. Foi presidente de conselho do Greenpeace Internacional e diretora da Fundação Ford no Brasil. É integrante de conselhos em diversas organizações do terceiro setor. É economista e doutora em Ciência Política.

André Meloni Nassar

Presidente executivo da Associação brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (ABIOVE). Foi secretário de política agrícola do MAPA e ex-presidente do Conselho Superior da Embrapa e fundador da Agroicone. Engenheiro agrônomo pela Esalq/USP e doutor em administração pela FEA/USP.

Fernando Silveira Camargo

Secretário de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação do MAPA e presidente do conselho da Embrapa. Foi secretário no Tribunal de Contas da União (TCU) e diretor-geral do Supremo Tribunal Federal (STF). É graduado em direito e administração pública. Será o representante do MAPA na COP26.

Julia Dias Leite

Diretora-presidente do Centro Brasileiro de Relações Internacionais. Atua há 20 anos na área de relações internacionais. Foi secretária executiva do Conselho Empresarial Brasil-China. É fellow do Inter-American Dialogue e presidente do conselho de administração da Piemonte Holding.

Marcello Brito

Presidente da ABAG e cofacilitador da Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura. Atuou como diretor comercial, de sustentabilidade e CEO de empresas do agronegócio. É membro do conselho do fundo JBS-Amazônia e outras organizações. É engenheiro de alimentos.

Marcos S. Jank

Professor sênior de agronegócio global do Insper e coordenador do Insper Agro Global. Membro do Conselho Consultivo Internacional do Cebri.