Home/Agenda de Eventos/GovTech Fellows: Perspectivas Futuras para o Desenvolvimento Sustentável

Quais as perspectivas do desenvolvimento sustentável no Brasil diante dos resultados das eleições de 2022?

Dia 9 de novembro, das 17h às 18h, participe com a gente do debate sobre o papel das GovTechs e dos servidores públicos no desenvolvimento sustentável e sobre como os novos governos podem atuar para facilitar o desenvolvimento digital e sustentável do país.

O evento também marcará a abertura das inscrições para o programa GovTech Fellows: Inovação e Tecnologia para Lideranças do Desenvolvimento Sustentável, curso híbrido voltado para servidores públicos em âmbito federal, estadual e municipal.

Com oportunidade de bolsas de estudo, o programa foi desenvolvido para quem quer liderar projetos de inovação na agenda de sustentabilidade, com foco em meio ambiente e redução de desigualdades sociais. Vamos apresentar os detalhes do programa e esclarecer dúvidas de cada pessoa interessada.

O encontro ocorrerá exclusivamente via Zoom, sem transmissão via Youtube, e tem vagas limitadas. Cada participante receberá um certificado de participação.

Esse evento e o programa GovTech Fellows é uma parceria do Centro de Gestão e Políticas Públicas do Insper e Columbia Global Centers do Rio de Janeiro, escritório da Universidade de Columbia no Brasil, com o apoio da Fundação Brava, do Instituto Humanize e do Instituto Arapyaú.

Anote na agenda, inscreva-se e participe.

Informações

Data: 9/11/2022

Horário: 17h00

INSCRIÇÕES

09/11/2022 - GovTech Fellows: Perspectivas Futuras para o Desenvolvimento Sustentável

  • DECRETO Nº 58.228, DE 16 DE MAIO DE 2018 Dispõe sobre o uso do nome social e o reconhecimento da identidade de gênero de travestis, mulheres transexuais e homens trans em todos os órgãos da Administração Pública Municipal Direta e nas autarquias, fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista municipais, bem como nos serviços sociais autônomos instituídos pelo Município, concessionárias de serviços públicos municipais e pessoas jurídicas referidas no artigo 2º, inciso I, da Lei Federal nº 13.019, de 31 de julho de 2014, que mantenham qualquer espécie de ajuste com a Administração Municipal.
  • Acessibilidade

    O campus do Insper está em conformidade com os padrões nacionais estabelecidos para acessibilidade, de forma que as pessoas com deficiência física encontrem as condições necessárias para circular com autonomia. Conheça nossas ações de Acessibilidade.
    Para garantir a qualidade dos serviços contratados, as solicitações para Interpretação em Libras devem ser feitas até 48 horas úteis antes do evento.
  • This field is for validation purposes and should be left unchanged.

Realização:

 

Parceiros:

Conheça os participantes

Bruna Mattos

Graduada e Mestre em Gestão de Políticas Públicas pela Universidade de São Paulo (EACH/USP). Tem 10 anos de experiência na gestão de projetos sociais, com ênfase nas temáticas de transformação digital e educação. É facilitadora de grupos com experiência na organização, condução e sistematização de processos participativos de planejamento estratégico e desenvolvimento institucional junto a organizações de interesse público nacionais e internacionais.

Priscila Claro

Professora Associada e Coordenadora de Responsabilidade Social e Extensão. Ministra disciplinas nas áreas de Estratégia, Sustentabilidade e Negócios Sociais. Desenvolve consultoria e pesquisa nas áreas de sustentabilidade e responsabilidade corporativa, Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, bem como relatórios de sustentabilidade no padrão GRI. Doutora em Administração pela Universidade Federal de Lavras. Mestre pela Universidade de Wageningen (WUR), na Holanda, em Gestão Socioambiental, e graduada em Administração de Empresas pela Universidade Federal de Lavras. Trabalhou no Instituto de Economia Agrícola em Haia, na Holanda, como pesquisadora Júnior (2002-2003) e, também, como pesquisadora do PENSA (Centro de Inteligência do Agronegócio) da FEA/USP de 2005 a 2007. Foi Coordenadora Acadêmica de Programas Executivos no Insper de 2006 a 2012 (Clariant, CONIB, Grupo ABC, Nestlé, Pepsico, Cargill, Banco Real, Santander, CPFL, Toyota, J&J, Baxter, Orbitall, Bradesco, AGF/Allianz, Einstein, Alpargatas, Grupo Ultra, Latapack-Ball). Na área de educação, trabalhou como docente em tempo parcial na EASP/FGV de 2013 a 2015 e como professora nos Programas de Educação Executiva da FUNDACE, Unisinos, Newton Paiva, FIA, São Paulo, GV-PEC.

Marcelo Furtado

Marcelo tem mais de 30 anos de experiência trabalhando no campo da sustentabilidade, comprometido com o avanço da justiça ambiental e social por meio de advocacia e filantropia. Mais recentemente, tornou-se Visiting Scholar na Columbia University – ILAS (outono de 2021). Sócio fundador da start-up ZCO2/BlockC, uma plataforma de rastreabilidade para ativos ambientais usando tecnologia blockchain. Foi CEO da Fundação Alana e do Instituto Arapyaú, fundações familiares que promovem a sustentabilidade, justiça social e educação. Marcelo é cofundador e facilitador da Coalizão Brasileira sobre o Clima, Floresta e Agricultura, um fórum multissetorial com representantes da academia, empresas e sociedade civil para implementar uma economia de baixo carbono justa e sustentável com foco em questões de uso da terra. Ele também é cofundador do Climate & Sovereignty Centre, um think tank sobre questões de Defesa e Clima. Marcelo também passou 24 anos no Greenpeace, onde atuou como Diretor Executivo do Greenpeace Brasil, e anteriormente foi Head das campanhas Floresta, Clima & Energia e Tóxicos e Oceanos no Brasil. No Greenpeace International, ele coordenou a Campanha Global de Comércio Tóxico sobre a promoção de tecnologia limpa e a proibição mundial do comércio de resíduos perigosos e poluição industrial e mais tarde trabalhou como consultor de políticas sobre Clima e Energia. Marcelo é engenheiro químico por formação com mestrado em energias renováveis. Ele é um Yale World Fellow e atualmente atua como Presidente do Conselho do World Resources Institute (WRI) Brasil. Também é Conselheiro da Conectas Direitos Humanos. Também é membro dos comitês de sustentabilidade da Dexco SA e Marfrig SA.

Thomas Trebat

Diretor do Columbia Global Centers | Rio de Janeiro. Ingressou na Universidade de Columbia após uma longa carreira em Wall Street dedicada à pesquisa econômica na América Latina. Anteriormente, atuou como Diretor Executivo do Instituto de Estudos Latino-Americanos da Universidade de Columbia e do Centro de Estudos Brasileiros do Instituto. Antes de ingressar ao ILAS em fevereiro de 2005, Tom foi Diretor Administrativo e Chefe da equipe da América Latina no departamento de Análise Econômica e de Mercado do Citigroup. Ele ingressou na Citicorp Securities em 1996 como chefe de Pesquisa de Mercado Emergente. Anteriormente, ele trabalhou no Bankers Trust, na Fundação Ford e no Chemical Bank. Como Economista Internacional Sênior da Bankers Trust, esteve envolvido em muitos aspectos das negociações da dívida de países no Brasil, Chile, México e em outros lugares da América Latina durante a década de 1980. Na Fundação Ford, atuou por quatro anos como Diretor Regional de Programas da América Latina e Caribe. No Chemical Bank, organizou e dirigiu o grupo de pesquisa de mercados emergentes. É PhD em economia pela Vanderbilt University e continua ativo no ensino e publicação. Também é membro do Conselho de Relações Exteriores. Seu livro, Empresas Estatais do Brasil: Um Estudo de Caso do Estado como Empreendedor, foi publicado pela Cambridge University Press em 1983.