Home/Agenda de Eventos/É possível resolver o problema da desinformação com leis?

Webinar

No ambiente contemporâneo da comunicação, onde desinformação e discurso de ódio proliferam, diversos setores da sociedade reivindicam que o Estado seja mais atuante no combate a essas práticas e que leis sejam criadas para impedi-las. Há quem considere que essas ações de governo ou legisladores são ou impróprias ou inócuas.

O webinar É possível resolver o problema da desinformação com leis?mais um promovido pela parceria entre o Centro de Gestão de Políticas Públicas (CGPP) do Insper e o JOTA, ocorreu no dia 04/08, às 11h30. A agenda contou com as participações do professor do Insper, Carlos Eduardo Lins da Silva, e do professor titular de Teoria da Comunicação na Universidade Federal da Bahia, Wilson Gomes.

A PARCERIA — Com o objetivo de apoiar não só os tomadores de decisão, mas também a sociedade de forma geral, que se preocupa com este momento, CGPP do Insper e o JOTA firmaram parceria para promover série de webinars. O objetivo é destacar os impactos e alternativas para este momento.

“Acreditamos que o debate em torno de conteúdos relevantes poderá apoiar o Brasil a atravessar esse momento de maneira fundamentada e buscando sempre o bem-estar da sua população”, afirma André Luiz Marques, coordenador executivo do CGPP.

Veja como foi o webinar:

Informações

Data: 4/08/2020

Horário: 11h30

INSCRIÇÕES

CONHEÇA OS PALESTRANTES

Carlos Eduardo Lins da Silva

Professor do Insper e global fellow do Woodrow Wilson Center. Livre-docente e doutor em comunicação pela USP e mestre pela Michigan State University. Foi diretor-adjunto de redação, ombudsman e correspondente nos EUA da Folha de S. Paulo.

Wilson Gomes

É professor Titular de Teoria da Comunicação na Universidade Federal da Bahia, pesquisador e orientador no Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas daquela universidade. É graduado, mestre e doutor em Filosofia (Universitas a Scte. Thomae, Roma) e graduado em Teologia (Universitas Gregoriana, Roma). Doutorou-se em 1988 com uma tese sobre a ideia de construção da realidade no Idealismo Alemão, na Fenomenologia e na Hermenêutica. Em 1998, realizou estágio pós-doutoral em Cinema na Universidade de São Paulo. Desde 1989 ensina, pesquisa e orienta na área de Comunicação, nas especialidades de comunicação e política e democracia digital. É autor de Transformações da política na era da comunicação de massa (S. Paulo: Paulus, 2004 e 2008), Jornalismo, fatos e interesses (Florianópolis: Insular, 2009), A Política na timeline (Salvador: Edufba, 2014), A democracia no mundo digital (São Paulo: Edições do SESC, 2018), e co-autor, com Rousiley Maia, de Comunicação & democracia: problemas e perspectivas (S. Paulo: Paulus, 2008). É também coordenador do INCT em Democracia Digital, que envolve a UFBA e mais 19 instituições de ensino superior brasileiras e 23 internacionais