Home/Agenda de Eventos/A sutileza das agressões no trabalho

Workshop

As microagressões são abusivas e agridem de forma sutil. Elas acontecem o tempo todo e são, geralmente, palavras, gestos, ou comportamentos, com ou sem intenção, que na maioria das vezes são entendidos como encorajadores, brincadeiras ou elogios, mas que na verdade são ofensivos e transmitem mensagens negativas, hostis e depreciativas a alguém, normalmente por essa pessoa pertencer a um grupo estigmatizado. As microagressões são tão desagradáveis quanto uma demonstração explicita de preconceito, e quando a vítima se sente ofendida e diz sobre esse sentimento que é legítimo, ela é revitimizada, ouvindo que se trata de “mi mi mi”.

No dia 10 de agosto, vamos bater um papo com Maria Aparecida Rhein Schirato, professora do Insper, e entender quais são os comportamentos tidos como microagressões, por quais razões é tão danoso naturalizá-los e como podemos criar uma cultura na qual eles não sejam aceitos, colaborando com a construção de ambientes mais diversos e inclusivos.

A mediação ficará à cargo de Ana Urquiza, Bruna Ancheschi e Sandra Fernandes, coordenadoras do Comitê Alumni de Diversidade, Equidade e Inclusão.

Este evento foi uma iniciativa do Comitê Alumni de Diversidade, Equidade e Inclusão, que tem o objetivo de promover entendimento, informar e engajar a Comunidade Alumni Insper nas principais questões sobre diversidade, equidade e inclusão por meio do diálogo aberto e da escuta ativa, gerando o bom debate e buscando formas de encontrar caminhos para uma socialização saudável.

Comitês Alumni – Criados a partir do final de 2018, fazem parte de mais uma ação de engajamento da Comunidade Alumni Insper. O objetivo é gerar conexão entre alumni a partir de interesses comuns, auxiliando na identificação de temas relevantes. Saiba mais em Comitês Alumni.

Confira a gravação completa do evento:

 

Informações

Data: 10/08/2021

Horário: 20h00

INSCRIÇÕES

10/08/2021 - A sutileza das agressões no trabalho
  • DECRETO Nº 58.228, DE 16 DE MAIO DE 2018 Dispõe sobre o uso do nome social e o reconhecimento da identidade de gênero de travestis, mulheres transexuais e homens trans em todos os órgãos da Administração Pública Municipal Direta e nas autarquias, fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista municipais, bem como nos serviços sociais autônomos instituídos pelo Município, concessionárias de serviços públicos municipais e pessoas jurídicas referidas no artigo 2º, inciso I, da Lei Federal nº 13.019, de 31 de julho de 2014, que mantenham qualquer espécie de ajuste com a Administração Municipal.
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Realização:

  

Conheça os participantes

Maria Aparecida Rhein Schirato

Doutora e mestra pela Universidade de São Paulo, tem formação em Filosofia e Psicologia/Psicanálise e é diretora da Rhein-Schirato Consultores Associados há 33 anos. É também professora da FAE Pós-Graduação há 25 anos, em Curitiba, professora do Insper em MBA e Educação Executiva e orientadora de Projeto Aplicado há 14 anos. Possui experiência em Consultoria em Gestão de Conflitos, Modelos de Gestão, Desenvolvimento de Liderança e Treinamentos Comportamentais e Coaching (aconselhamento). É autora de livros e artigos ligados à sua área de especialização.